Assucena abre o projeto “Pôr do Sol”, na Casa Museu Eva Klabin

Data:

Expoente na Nova MPB, a cantora Assucena abre o projeto “Por do Sol”, da Casa Museu Eva KLabin, no próximo dia 18 de maio (sábado). Ao lado do músico multi-instrumentista Rafael Acerbi, a artista apresenta “Fluorescente”, um show composto por composições autorais, incluindo canções inéditas que estão presentes em seu primeiro álbum nesta nova fase da carreira solo, “Lusco Fosco”. As músicas carregam uma reflexão sobre o Brasil contemporâneo e sobre afetos, desilusões e demandas de pessoas trans e travestis.

“Ao questionar e desnaturalizar o que a cultura determinou como natureza, proponho, de maneira provocativa, novas linguagens, discursos e estéticas para falar de amor, comportamento e política. É um caminho estético sonoro que conversa com nossa tradição e nossa contemporaneidade para apontar a TRANSformação dos espaços, dos tempos e das ideias”, afirma Assucena sobre “Fluorescente”.

O repertório inclui canções como “Menino Pele Cor de Jambo”, “Nu”, “Reluzente”, “Manhoso Demais”, “A última, quem sabe” e outras composições de diferentes estilos musicais tratadas de forma jazzística, que ganham arranjos instrumentais com improvisos. “‘Fluorescente’ cruza barreiras musicais e se constrói como uma metáfora sonora entre o samba e o rock, entre o blues e o baião, entre o pop contemporâneo e o arrocha. Representa, ainda, a transição e a aurora de uma nova fase artística. Que venha nossa TRANScendência!”, celebra a artista. 

Nascida em Vitória da Conquista, na Bahia, Assucena estreou em carreira solo com show em homenagem à Gal Costa. Já recebeu indicação do Grammy Latino (2019 e 2020) e duas vitórias do Prêmio da Música Brasileira em 2018 (Melhor Grupo e Melhor Álbum), quando integrava o trio “As Baías”, que durou 10 anos. Em 2022, lançou o show “Rio e Também Posso Chorar”, uma homenagem aos 50 anos do disco “Fatal” de Gal Costa, dando início a carreira solo. Em seguida, lançou novos singles e, para o primeiro álbum, firmou uma parceria de direção artística com a cantora Céu. Como atriz, foi indicada ao Prêmio Shell como melhor atriz pela peça “Mata Teu Pai, Ópera-balada”, trabalho dirigido por Inêz Viana.

O projeto “Pôr do Sol” tem como objetivo trazer para o coração do Rio de Janeiro, na Lagoa Rodrigo de Freitas, vozes do novo cenário da música brasileira. Os shows serão realizados nos jardins da Casa Museu, criando uma atmosfera intimista de fim de tarde tropical. O público também terá acesso a uma carta de drinks refrescantes, como gin tonic com ervas da hortelã, caipirinha, caipivodka, e outras criações, como os drinks “Selvagem”, “Samba”, “Apple Pie” e “Pornstar”. O show é uma iniciativa da Casa Museu Eva Klabin e conta com a produção da AREA27 e com o patrocínio da Klabin S.A. A realização é do Ministério da Cultura.

SERVIÇO:

Dia: 18 de maio (sábado), às 17h

Local: Casa Museu Eva Klabin (Av. Epitácio Pessoa, 2480 – Lagoa)

Ingressos: R$50 (inteira); R$25 (meia-entrada)

Site para a compra: https://casamuseuevaklabin.byinti.com/#/event/show-assucena

Capacidade: 100 pessoas

Classificação livre

FICHA TÉCNICA

Assucena (Voz)

Rafael Acerbi (multi-instrumental)

Últimas notícias

Leia também

Talvez você goste
Relacionada

Rock in Rio Lisboa começa hoje com edição especial que celebra os 20 anos de história

Faltam poucas horas para o início da histórica edição...

Vivo na Praia de volta a Ipanema

O projeto Vivo na Praia, promovido pela Vivo, está de...
Compartilhe
Send this to a friend