Café Cultura lança edição exclusiva e limitada do microlote Araponga 

Café Araponga
Café Araponga

Sempre em busca do melhor grão, de enaltecer a cultura de novos sabores, selecionados e cuidados, o Café Cultura lança na semana em que é comemorado o Dia Nacional do Café, próximo dia 24 de maio, o Café Araponga. A linha de edição limitada apresenta sabor exclusivo e faz parte do microlote de cafés especiais, que levam a experiência gustativa a novos patamares.

A partir do dia 22, o Café Araponga já estará disponível para compra na nossa Coffee Shop (R$44 – 250g), ideal para quem deseja ter um café especial em casa para celebrar a data. O que faz do grão catuaí vermelho (Café Araponga) exclusivo são suas características: é de origem mineira, 100% arábica, cultivado acima de 1050 metros e suas notas sensoriais são frutas tropicais, papaya e ameixa amarela.

Os microlotes surgiram quando os produtores notaram que algumas áreas de suas terras apresentavam um “algo a mais” em relação aos demais cafés. Uma análise sensorial que leva em conta a metodologia da Associação Americana de Cafés Especiais (SCAA, sigla em inglês) e é utilizada para determinar a qualidade dos microlotes, leva em consideração critérios como doçura, limpeza, acidez e corpo da bebida. Se o café atender a esses critérios de qualidade, é considerado um microlote.

O resultado é uma bebida com sabor único e distintivo, com aromas e notas que refletem o terroir e o trabalho artesanal do produtor.

Leve o sabor do café exclusivo e especial para a sua casa!

Celebre a data no Café Cultura:

Para quem preferir comemorar o Dia Nacional do Café em uma das lojas da rede, a carta da bebida é vasta e deixa qualquer apaixonado por café enlouquecido.

No coffee bar, a bebida apresenta 4 versões: French Press (R$18, serve 2 pessoas); Pour Over (hario V-60, R$12, serve 1 pessoa); Café Coado (R$18, serve 2 pessoas) e Chemex (R$32, serve 3 pessoas).

Também há o tradicional Espresso (R$7 – curto); Mocha (R$16) – espresso extraído sobre calda de chocolate, leite vaporizado e cobertura de calda de chocolate; Chai Latte (R$18) – leite com especiarias orientais e chá preto; Hot Salted Caramel (R$20) – espresso, leite vaporizado, calda de caramelo salgado, chantilly e crocante de caramelo salgado, entre outros.

Destaque para o Cold Brew (R$20) – um café extraído a frio em um processo lento que leva até 18 horas, resultando em um café mais leve, adocicado e com menos acidez. Também há os Frappès nas opções Cultura Cookies & Cream (R$23) – uma dose de espresso, base para frappè, bolachas de chocolate, leite, calda de chocolate e chantilly e o Frappè Cultura Salted Caramel (R$23) – leva além de uma dose do espresso, caramelo salgado, leite e chantilly, crispy de caramelo salgado.

O Café Araponga

A Fazenda Braúna está cercada pelo Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, fica no município de Araponga em Minas Gerais, produtora do grão catuaí, palavra que significa “muito bom” no dialeto tupi-guarani.

Com acidez equilibrada e doçura natural, o Café Araponga é uma ótima escolha para aqueles que querem apreciar um grão com características naturais sem adicionar açúcar. Esta região é um santuário para animais e pássaros selvagens e preservação de mata atlântica, onde vive o pássaro Araponga conhecido por seu canto estridente.

Ele anuncia este microlote especial, saboreie!

O Café Cultura

Luciana Melo e Joshua Stevens, casal à frente do Café Cultura, fundadores da marca têm sede de café e conhecimento por tudo o que o pequeno grão engloba. Eles conhecem cada etapa do café que chega à sua mesa, desde a fazenda, do plantio até a xícara. Prestes a completar 20 anos de história, o Café Cultura abriu sua primeira loja em 2004, na Lagoa da Conceição, em Santa Catarina.

Atualmente a marca está presente em quatro estados do país: Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Santa Catarina, com quase 40 lojas no total. A expansão continua no Sudeste com a inauguração da 4ªº loja no Rio, no Rio Sul Shopping. E para 2024, o projeto é a abertura em São Paulo. A ideia é espalhar amor pelo Brasil, através do café.

“Cultivar as melhores parcerias e cuidar de cada detalhe. Isso se chama paixão. E queremos ir sempre além, da xícara até tudo que está ao redor da Cultura do Café. Amigos, ambiente, sentir-se em casa, amar o trabalho, experimentar os sabores do mundo e o bem-estar: isso nos faz sorrir. Valorizamos a nossa história. Isso nos move e nos conecta com o futuro, que é compartilhar o melhor dos nossos produtos e da nossa cultura e do viver bem”, ressalta Luciana Melo.

Serviço:

Para saber mais, acesse: https://www.cafeculturabrasil.com/

Instagram: @cafecultura

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui