“Calango Deu! Os causos da Dona Zaninha” festeja dez anos com humor

A peça “Calango Deu! – Os causos da Dona Zaninha” comemora em cena dez anos de humor e “sabença” mineira, no Teatro Firjan SESI Centro, no Rio, em curta temporada. Quem não viu ou quem quer rever a atuação da atriz Suzana Nascimento, pode curtir o espetáculo nesta quinta e na sexta, às 19h, e sábado e domingo, às 18h. A direção é de Isaac Bernat.

“A comemoração de dez anos não podia passar em branco. Será uma temporada relâmpago, mas com brinde, porque dez anos de estrada nesse Brasil é coisa para festejar. A peça já foi apresentada em mais de 50 cidades. É muita raça de lugar. E ela é viva, não datada, porque é o registro vivo da memória, da minha família, do povo e da cultura brasileira”, frisa Suzana Nascimento, que dá voz à Dona Zaninha, no palco e no texto.

A autora, atriz e contadora de história explica que, ao longo desses dez anos, acrescentou e tirou causos, com a contribuição da plateia. Se no início o espetáculo tinha uma hora e 15, já chegou a ter quase duas horas e, hoje, tem cem minutos, é por causa das histórias trocadas com o público.

Mineira de Juiz de Fora, Suzana lembra que “Calango Deu!” volta a ser encenada onde tudo começou. Foi no Rio que ela escreveu a peça, a partir da saudade de casa, da cantoria do pai, das brincadeiras do avô, dos causos universais do interior de Minas, revividos em família por mãe e avó.

“É uma colcha de retalhos, que mistura real com fantasia. Desde a primeira história que minha mãe contava, falando que, aos três anos, subi na vaca para pegar uma andorinha. Na minha fantasiação, a menina, a vaca e a andorinha acabam voando. Todo mundo tem uma memória afetiva e, quando dona Zaninha chama alguém para tomar café no palco, lá vem história”, diz Suzana.

No ano passado, a força feminina da atriz esteve presente em outro trabalho, com a peça “Em nome da mãe”, encenada para plataforma online do Sesc. O texto de Suzana foi baseado no livro homônimo do autor italiano Erri de Luca, que narra uma história a partir do ponto de vista de Maria de Nazaré. Ao acrescentar a dor das brasileiras contra o machismo, a pobreza e os problemas diários de tantas Marias, o espetáculo de Suzana foi indicado em sete categorias do prêmio da Associação dos Produtores de Teatro (APTR) e ganhou quatro, neste ano, incluindo o de melhor atriz.

Serviço

“Calango Deu! – Os causos da Dona Zaninha”

  • Teatro Firjan Sesi Centro
  • 22 a 25 de setembro
  • Quinta e sexta, às 19h
  • Sábado e domingo, às 18h
  • Av. Graça Aranha 1, Centro do Rio
  • Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia)
  • Duração: 100 minutos
  • Classificação: 10 anos
  • Gênero: comédia