CASABLOCO voltou com seis dias de folia no Monte Líbano

Foto : Cynthia Salles

CasaBloco realiza sua Terceira edição com shows, oficinas, feira de moda e empreendedorismo. Por conta de uma emergencial, e solicitação da Prefeitura , o local do evento que estava marcado para Casa França-Brasil, sendo transferido para o Monte Líbano. Apenas as oficinas ficaram mantidas no CCBB, no centro.

Foram 33 atrações, como Jorge Aragão, Diogo Nogueira, Leci Brandão e Sidney Magal, encontros, oficinas, feira de moda e de empreendedorismo, desfiles, ações sociais e geração de renda para os profissionais de carnaval. E o que não poderia faltar são os blocos de várias partes do Brasil.

Podemos participar de oficinas como a de Make de carnaval com a Amanda Britto e customização de camisetas com Carmem Shirley, que aconteceu no CCBB.

Falando com alguns alunos, pode-se verificar que oficinas são bem didáticas e com cuidado em cada detalhe.

“Sou aposentado , fiz a oficina ontem, gostei tanto que fiz todas elas.” Nilton André do Nascimento

Foto: Sarah Santana

Tiveram várias oficinas como a de estandarte, brincos , entre outras. Elas foram realizadas nas manhãs dos respectivos dia do evento.

As oficinas estão maravilhosas, eu participo desde quando inaugurou , na Casa França Brasil. As oficinas são bem lúdicas, um trabalho maravilhoso, com ótimos profissionais, que tem paciência , amor e carinho. O projeto da casa Bloco é incrível, eu vou também aos shows e eventos. A proposta é bem bacana, e espero continuar vindo nos próximos anos.

Feira de Moda e empreendedorismo

Sarah Santana

Neste domingo, dia 24, foi a noite de despedida , o último dia de samba começando com o Samba do Queixinho , um dos maiores blocos de Belo Horizonte, emendando na Velha Guarda da Portela que já fez o esquenta para o show do Diogo Nogueira que cantou músicas também para a sua musa , Paola oliveira. Finalizando o dia com cacique de Ramos que trouxe a convidada ilustre , Lei Brandão .Nos intervalos tivemos DJ Cris Pantojja

O que mais me chamou atenção era o espaço da Feira. Feita peça curadora Sami Brasil , do instituto black do bom, mostrando a força , potência e criatividade de pequenos empreendedores .

Neste carnaval tão democrático e cheio de diversidade, esperamos que mais projetos culturais, desde nível, possam acontecer mais vezes.

Aguardamos a quarta edição !

Artigo anteriorRealPlug é o primeiro Artista Brasileiro a  dar um passo no Metaverso
Próximo artigoOficina de Dia das Mães ensina a colocar a mesa com estilo
Sarah Santana
Formada em Produção Audiovisual,, Sarah tem paixão pela Cultura em todos os âmbitos. Aos 8 anos música na Escola de Música Villa Lobos. Aos 14 anos, passou a cantar em bandas e grupos, começou cantando como banking vocal, na igreja, onde se apaixonou por eventos e produções teatrais. em uma banda de Reggae & Black Musical, onde ficou por 1 ano, e em um trio de Black Gospel com sua irmã e sua prima, com os quais aprendeu sobre o mundo artístico da música e produção, se apresentou em várias casas de shows, igrejas e festivais alternativos. Cursou Produção Audiovisual,, e fez vários trabalhos de produção ( Eventos, moda e audiovisual) ,musicais e curta metragem . Em 2014 “retorna a vivencia de canto e produzindo o musical ‘A Pequena loja dos Horrores” , fazendo o papel da Ronnete ( uma das negras) . Em 2017 a 2018 participou como backing vocal do Tiago Abravanel e também vivenciou um papel como sub no musical “Love Stories “ . Assim que foi descoberta como modelo plussize se apaixonou pelo mundo da moda, produzindo editoriais de moda , desfiles e eventos, para algumas marcas e revista , e dando palestras. Hoje atua como criadora de conteúdo no instagram , ao qual produz conteúdo sobre , moda, cultura, , comportamento, eventos , empoderamento feminino e Gastroturismo. E continua trabalhar em algumas produções ,conteúdos digitais e modelando .