Comissão de feirantes da Feira Nordestina de São Cristóvão é recebida pela deputada Tia Ju

Comissão de feirantes da Feira Nordestina de São Cristóvão é recebida pela deputada Tia Ju
Foto: Reprodução Facebook

Na tarde desta quarta-feira (03/05), uma comissão de feirantes da Feira Nordestina de São Cristóvão, no Rio de Janeiro, esteve no gabinete da Deputada Estadual Tia Ju, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). A comissão foi composta pelo presidente da feira, Luiz Carlos, o diretor Edivando de Freitas, a diretora Maria da Guia, Dr. Charles Silveira e alguns feirantes.

A visita teve como objetivo discutir e receber apoio para a não licitação da Feira Nordestina de São Cristóvão, que vem sendo debatida há algum tempo e teve seu edital cancelado pelo prefeito do Rio Eduardo Paes. No plenário da Alerj, a deputada já havia se manifestado sobre o assunto, defendendo a importância do diálogo e da transparência no processo de decisão sobre a feira.

Comissão de feirantes da Feira Nordestina de São Cristóvão é recebida pela deputada Tia Ju
Foto: Reprodução Facebook

“Exigimos respeito à tradição nordestina que passa pela Feira de São Cristóvão”, afirmou a deputada. “A feira é um patrimônio não só da cidade do Rio de Janeiro, mas é um espaço de memória coletiva que deve ser respeitado e não tratado apenas como uma oportunidade de ampliação de negócios”, afirmou Tia Ju em publicação pelo Facebook.

A visita dos feirantes ao gabinete da deputada foi uma oportunidade para discutir mais detalhadamente a questão da não licitação da Feira Nordestina de São Cristóvão e apresentar suas preocupações e demandas. A comissão foi recebida com cordialidade pela deputada e sua equipe, que se mostraram receptivos às suas reivindicações.

Além da visita ao gabinete da deputada, a comissão de feirantes também teve a oportunidade de visitar o plenário da Alerj e conhecer mais de perto o funcionamento da casa legislativa. A visita foi uma importante oportunidade para os feirantes se aproximarem dos representantes políticos e fazerem ouvir suas vozes em defesa da Feira Nordestina de São Cristóvão.