De Perto Ninguém é Normal

Entrando no seu 24º ano de fundação, com mais de 20 espetáculos na bagagem, a companhia carioca se dedica a encenações que unem arte e entretenimento. Em “De Perto Ninguém é Normal” traz um elenco com uma mescla de 11 artistas de grande relevância no cenário carioca e paulistano. A nova peça leva ao palco as confusões de um grupo de teatro às vésperas da estreia.

Uma Ode ao Teatro

Em teatro existe o que chamamos de Ensaio Geral. É a assinatura, é onde a equipe técnica, elenco, criadores, produção, todos e tudo são colocados em cena. É o momento em que, ainda sem a plateia, os artistas de teatro finalizam seu período de ensaio para receber o público para a “noite de estreia” do dia seguinte.

“De perto ninguém é normal” conta a saga de uma companhia teatral na noite de estreia de seu novo espetáculo. Duas horas antes da estreia a cia. ainda não conseguiu fazer um único ensaio da peça completo, com cenário, figurinos, iluminação, adereços etc. O caos e o nervosismo tomam conta do elenco quando eles percebem que o tempo está se esgotando e terão que estrear sem um único Ensaio Geral

O público terá a oportunidade de presenciar o meta-teatro, estilo de narrativa que coloca em cena um grupo de atores encenando um espetáculo teatral. Quando a peça apresentada remete a ela mesma em cena. Assim o espectador pode se divertir com erros e acertos dos ensaios de uma Cia. que não consegue realizar seu “ensaio geral” e corrigir a tempo os contratempos técnicos.

A peça estreou dia 31 de março e cumpriu temporada até o dia 02 de julho de 2023, no Teatro do SESI-SP, e conta a saga de uma cia tentando estrear a peça “Arsenic and Old Lace”, de Joseph Kesselring, conhecida no Brasil como “Arsênico e Alfazema” que estreou no TBC (Teatro Brasileiro de Comédia), em 1949, com Cacilda Becker no elenco e direção de Adolfo Celi.

Com dramaturgia e direção de Gustavo Paso, “De perto ninguém é normal” é mais um espetáculo da CiaTeatro Epigenia (mesma cia. da premiada Trilogia Mamet) e traz no elenco a fundadora junto ao diretor, a atriz Luciana Fávero (como Elaine), além de Roger Gobeth (ator Mario Jorge que inerpreta Mortimer Bishop), Ana Andreatta (atriz Mirtz que interpreta Abby Bishop), Fernando Vieira (diretor Rubão que inerpreta Jack Bishop), Jesse Scarpellini (ator Chico que inerpreta Dr. Eistein), Adriana Fonseca (atriz Elsa que interpreta Martha Bishop), Clóvis Gonçalves (ator Jorge que interpreta o Reverendo Jonas e o Delegado Tavares), Vinicius Cattani (ator Juka que inerpreta Teddy Bishop), Rodrigo Pavon (ator Renatinho que interpreta Policial O’Hara), Bruno Ribeiro (ator Bigode que inerpreta o Policial McAllister) e Gustavo Paso (ator Ubaldo que inerpreta Gibbs e Dr. Ludovico)

Comédia com conceito   

Com 24 anos, 25 espetáculos no repertório, a Epigenia – indicada a 17 prêmios com seu trabalho mais recente, O Alienista (2022), tendo levado seis, Melhor Espetáculo, Melhor Direção e Melhor Direção de Arte para Gustavo Paso – ocupa uma posição de destaque no cenário teatral brasileiro, sendo muito bem conceituada por sua trajetória nessas mais de duas décadas.                               

Se encenar trabalhos autorais é característica do grupo, a opção por montar comédias não é frequente na companhia, cuidadosa em sua proposta de unir arte e entretenimento e levar para cena projetos que abordem assuntos que mexam com os alicerces da sociedade, a Cia. segue alicerçada na tríade: ator, texto e conceito. A nova montagem pretende abstrair as mazelas, ou melhor, deixá-las de lado com objetivo de FAZER RIR.                                         

O título da peça já é uma brincadeira com a história apresentada e ao mesmo tempo uma espécie de autocitação que ocorre durante o espetáculo, pois um dos personagens é um autor de teatro que está escrevendo uma peça chamada “De perto ninguém é normal”, que é inclusive ironizado por isso, por escolher um título “muito original”.

Paso valoriza o fato de estar inserido em uma cia de teatro e de contar com parcerias de longa duração na equipe. “Fortalecer o nome da Epigenia é o que me dá respaldo para criar”, diz ele, que não se cansa de repetir que não há nada mais verdadeiro do que a frase de Caetano Veloso tirada da música Vaca Profana: De Perto Ninguém É Normal.     

A CiaTeatro Epigenia

A Cia Teatro Epigenia é uma companhia de teatro HUMANISTA. “Procuramos projetos que falem sobre o ser humano contemporâneo. Trabalhamos para contribuir com transformações internas de cada um que nos assiste e a nós mesmos que fazemos Arte, levando reflexão, espelhamentos e assim contribuindo para um mundo melhor.” Respeitando um compromisso firmado em sua fundação, a CiaTeatro Epigenia ampliou seus horizontes e se tornou uma Cia nacional. “Nosso objetivo sempre foi fazer teatro por todo o país. À beira de seus 24 anos de fundação, já estivemos em turnês por 21 dos 26 estados brasileiros, contabilizando mais de 80 municípios. Nossos espetáculos, a partir de 2007, sempre cumpriram temporadas no eixo Rio/São Paulo e circulações pelo país, outro pacto enquanto fundadores, a paulista Luciana Fávero e o carioca Gustavo Paso: A cia. teria Rio e SP como polos de produção de criação e ensaios.

Sinopse do espetáculo

 “De perto ninguém é normal” conta a saga de uma companhia de teatro na noite de estreia de seu novo espetáculo. Está chegando a hora de abrir o teatro para o público e eles mal conseguiram realizar um ensaio geral. Atrasos na chegada dos figurinos, cenário, objetos de cena, vão confundindo o elenco e aplacando conflitos generalizados. Quando as cortinas se abrem, obviamente que quase tudo dá errado, e para deleite do público, o elenco toma as atitudes mais absurdas para tentar remediar o que não tem remédio! 

FICHA TÉCNICA

Dramaturgia, Cenografia e Direção: Gustavo Paso

Elenco: Roger Gobeth, Luciana Fávero, Rodrigo Pavon, Clóvis Gonçalves, Bruno Ribeiro, Vinicius Cattani, Adriana Fonseca, Ana Andreatta, Gustavo Paso, Fernando Vieira, Jesse Scarpellini e Ze Gui Bueno

  • Iluminação: Nicolas Caratori
  • Figurinos: Graziela Bastos
  • Assistente de direção: Zé Gui Bueno
  • Operação da luz: Eder Sousa
  • Operação do som: Rafael Thomazini
  • Camareiro: Eric Melo
  • Assessoria de Imprensa da Cia: Alessandra Costa
  • Coordenação Geral do Projeto: Luciana Fávero
  • Produção: Em Cena Produções
  • Realização: CiaTeatro Epigenia

A peça da renomada CiaTeatro Epigenia abriu a temporada de peças do icônico palco do SESI-SP e conquistou uma legião de adeptos que lotaram o teatro durante toda a temporada.

Passando de 25 mil espectadores e com um overbook diário de mais de 100 espectadores, DE PERTO NINGUÉM É NORMAL retorna para a Circulação VIAGEM TEATRALnas unidades do SESI São José dos Campos, Ribeirão Preto, Campinas, Sorocaba, e São José do Rio Preto.

Programação

Sesi – Sorocaba

 21, 22 e 23/06

sextas e sábados às 20h

domingos às 19h

Classificação: 14 anos

Lotação:

Duração: 110 minutos

Link para retirada dos ingressos:

ENTRADA GRATUITA