Início » Embaixador do turismo, chef Dann Mattos marca presença no Festival Gastronômico Delícias do Vale do Café

Embaixador do turismo, chef Dann Mattos marca presença no Festival Gastronômico Delícias do Vale do Café

Em sua primeira edição, evento reúne dezenas de estabelecimentos, além de fazendas históricas e produtores da região

por Redação
Medalhão de Palmito - Festival Delícias do Vale

Referência na fomentação do turismo e gastronomia na Região Serrana, o Embaixador do Turismo, o chef Dann Mattos foi convidado para a primeira edição do Festival Gastronômico Delícias do Vale do Café, que acontece mês de maio, em dois fins de semana – de 12 a 15 e de 19 a 22/05. O evento reúne 11 municípios que compõem o Vale do Café: Valença, Vassouras, Barra do Piraí, Piraí, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Rio das Flores, Miguel Pereira, Paty do Alferes, Paraíba do Sul e Rio Claro, além dos distritos Ipiabas e Conservatória. Dann vai representar o Hotel EcoPalmeira e vai preparar um prato autoral, “Fico imensamente  feliz  em poder participar desse evento, mostrando que a gastronomia  também  é  cultura. O festival pode, e deve, trazer o resgate histórico, conectando  o passado ao presente e valorizando ainda mais a cultura local e seus produtores, tornando um grande potencial transformador para cadeia produtiva das cidades do interior e mostrando a força  do turismo para o desenvolvimento das regiões”, conta.

Chef Dann Mattos

Chef Dann Mattos

O chef Dann Mattos, que conquistou o Prêmio Nacional de Turismo, em 2020, pelo seu trabalho realizado em prol do turismo, pela iniciativa de realizar um passeio histórico cultural e gastronômico pela região, preparou para o Festival uma receita pensada e produzida exclusivamente com ingredientes da região, tendo como inspiração uma homenagem a cidade de Paraíba do Sul. Trata-se do Medalhão de palmito com queijo de cabra, gratinado com uvas e mel acompanhado de nhoque de banana da terra. O chef explica a escolha dos ingredientes: “Escolhemos o medalhão de Palmito, em homenagem às palmeiras imperiais, um dos símbolos  da cidade. Optamos  por escolher  produtos locais  como o queijo de cabra e fizemos gratinado com uvas e mel produzido na região. As uvas foi para homenagear a vinícola Inconfidência, a primeira do estado. Por fim o nhoque de banana da terra representa o ouro transportado pela Estrada Real”, explica. A receita pode ser encontrada no Hotel Pousada EcoPalmeiras, Estr. da Palestina, 3058, Paraíba do Sul.

Além dos cafés, docerias, sanduicherias e restaurantes, fazendas históricas e produtores do Vale também participam do festival, ressaltando a gastronomia de excelência da região. No período, cada estabelecimento servirá uma receita criada exclusivamente para o evento e os pratos terão preços fixos: entradas, sanduíches e sobremesas saem a R$ 30; petiscos a R$ 45; e pratos principais a R$ 65. “A região do Vale do Café é rica em história e de grande apelo turístico, destaque nacional, que está preparada para receber os visitantes com múltiplas opções de gastronomia, hotéis, fazendas e experiências para todos os gostos. A região está sempre se renovando e resgatando sua tradição”, ressalta Sávio Neves, secretário de Turismo do Estado do Rio.

Nos dois fins de semana, o festival promove o evento itinerante Delícias na Praça, em Conservatória, distrito de Valença. Por lá, produtores da região contarão com stands para degustação e venda de seus produtos. A Praça da Matriz será cenário, ainda, para apresentações culturais. Haverá também o Circuito Cafeterias, que leva o público a uma visita às fazendas históricas, ao Museu do Café e ao Café Escola. A expectativa é de que o Delícias do Vale movimente a economia local.

1° Festival Delícias do Vale do Café

De 12 a 15 e de 19 a 22 de maio de 2022

Site: http://deliciasdovaledocafe.com.br/

Instagram: @deliciasdovalerj

 Chef Dann Mattos:

Dann Mattos atuava como chef do seu restaurante Le Coq, criando receitas que exploravam o máximo de sabor dos produtos locais, como cogumelos, verduras, legumes, temperos, frutas, geleias, doce de leite, cachaça, cerveja, vinho. Logo transformou casa em referência através da comunicação boca a boca e outros meios. Quanto mais explorava a região e conhecia os produtores, mais necessidade sentia de espelhar as qualidades locais. Iniciou um processo para catalogar os produtos e suas origens. Isso o colocou a conhecer caminhos históricos, ruínas e suas narrativas, criando laço com a comunidade. Este envolvimento trouxe a curiosidade de estudar a história do local, descobrindo um verdadeiro tesouro arqueológico e um universo de sabores locais que poderiam ser utilizados em prol do turismo.

Para o sucesso da região era necessário que se criasse uma força gastronômica que fosse além de um único restaurante. Entusiasta, Dann Mattos criou um passeio turístico que levava os cliente e turistas a conhecerem sítios de pequenos produtores locais de queijos, geleias e doces, alambique de cachaça e uma vinícola, a primeira do Rio de Janeiro a produzir vinhos finos, além de passear pela Estrada Real, passando por ruínas, construções, caminhos históricos e uma visita ao Museu Sacro de Tiradentes. No fim do passeio, um almoço com entrada, prato principal e sobremesa preparados com ingredientes locais. O passeio gastronômico e cultural foi um sucesso, rendendo diversas edições e cada vez mais demanda. A iniciativa começou a sair nos jornais de grande circulação e aparecer nas mídias sociais.

Com todas essas atividades acontecendo, Dann Mattos se tornou um militante do turismo, captando novos parceiros, novos roteiros, criando o polo gastronômico e turístico de Secretário, e passou a se envolver em atividades e projetos, para desenvolver e expandir o projeto. Ele foi convidado pelo programa Investe Turismo, do Governo Federal, para fazer palestras e participar de reuniões para fomentar o turismo na região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Não estou interessado em compartilhar. Clique aqui para voltar para o conteúdo!
This window will automatically close in 10 seconds
Share via