Início » Empresário dá dicas de administração para condomínio

Empresário dá dicas de administração para condomínio

por Redação
João Diniz

Administrar condomínios, seja qual for o tamanho ou número de moradores, pode ser um grande desafio. “Alí, o serviço é constante e além de gerir os colaboradores, é preciso administrar, desejos e insatisfações dos moradores”, destaca o empresário e escritor João Diniz, autor do livro Ordem na Casa, e dono de uma rede de restaurantes no Rio de Janeiro. Empreendedor há quase 30 anos, João ensina o que aprendeu na prática em dezenas de empreendimentos que já administrou, como o restaurante Banana Jack e, atualmente, a rede Bla Blá Champanheria (Barra, Jardim Botânico e De Castilho), o Bahl Restaurante (Ipanema) e a Ginkeria B (Barra de Tijuca).

  1. Foque a atenção nos colaboradores – “Num condomínio, como numa empresa, são vários colaboradores, com diferentes funções, que é preciso administrar. Então, a primeira dica é essa: invista neles! Qualifique, capacite, explique, mostre! Costumo dizer que “Costumo dizer que tudo de errado que acontece nas minhas empresas é responsabilidade minha. Seja porque não capacitei corretamente, não ensinei, não expliquei o que esperava daquela pessoa ou porque não selecionei corretamente aquele profissional para aquela função”, explica João Diniz.
  2. Tenha em mente que o patrão é quem paga a conta – “E faça seus colaboradores entenderem isso!”, completa o empresário.
  3. Pense fora da caixa – Seja criativo. Proporcione experiências positivas e diferenciadas para o cliente final, no caso, os moradores e seus visitantes. “Para ser excelente é preciso se destacar como gestor, fazendo sempre mais do que o necessário, ou seja, fazendo o melhor, em vez do possível. “Um condomínio interessante é aquele com serviços exclusivos e uma boa gestão destes. E quanto mais interessante é um condomínio, mais ele agrega valor ao imóvel. Ou seja, todos ganham”, destaca o empresário.
  4. Compare o seu condomínio com um hotel – Observem, pesquisem o que um hotel oferece. Num hotel cinco estrelas, o porteiro precisa estar com o uniforme impecável, precisa saber se portar, ser cortês. A recepção costuma ter uma música ambiente. Tem sempre um concierge para atender os “hóspedes”. Alguns condomínios de luxo já oferecem serviços e atendimento desse tipo e é uma estratégia que vem dando certo, pois esses são os condomínios mais disputados, onde um imóvel é rapidamente vendido ou alugado e o preço do aluguel costuma ser acima do mercado. “É nesses detalhes que as pessoas notam a diferença de um hotel 5 estrelas para um de 3 estrelas. Quantas estrelas você deseja que seu condomínio tenha?
  5. Ouçam o cliente – Nos dias de hoje, é importante ter um mecanismo online para receber sugestões e reclamações. “Assim como num restaurante tem o cliente que por algum motivo tem uma experiência ruim e não reclama, num condomínio também tem o morador insatisfeito que não fala nada. E o que é pior, ali o serviço é constante, ele não pode simplesmente sair e não voltar mais… É esse cliente que precisa de um mecanismo fácil e rápido para se comunicar”, conclui João Diniz.

João finaliza, acrescentando que o gestor de uma empresa precisa inspirar e dar orgulho aos seus funcionários e clientes. “Um administrador, um gestor de uma empresa, precisa sempre se perguntar: ‘O que eu posso fazer para que a minha gestão seja diferente, seja motivo de orgulho e um atrativo a mais para futuros clientes e funcionários?’ Sendo assim, é necessário sair do atendimento tradicional”.

O empresário tem transmitido seus conhecimentos de gestor, principalmente no quesito condomínio, onde síndicos têm encontrado dificuldades de administração. Ele participou recentemente da Expo Síndico, evento realizado no Hotel Windsor, na Barra da Tijuca.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via