Festival Raízes chega à 5ª edição com mais de 12 mil visitantes em dois dias de gastronomia saudável, música e muita diversão

Festival Raízes

Muita gastronomia saudável embalada por música e temperada por aulas e palestras de receitas diferenciadas de chefs como Bela Gil, Maristella Sodré e Raquel Novais, com a curadoria da cozinha show com a chef Paula Salles, as duas últimas ex-participantes do Masterchef. Para o público em geral, espaço com brinquedos para a criançada e feira de expositores com produtos orgânicos, naturais e veganos que agradaram a todos os paladares. Assim foi a quinta edição do Festival Raízes, pela primeira vez realizado em Niterói e na rua, e que no último fim de semana (27 e 28 de abril) atraiu mais de 12 mil pessoas em um ambiente familiar, seguro e muito agradável na Praça do Rádio Amador, em São Francisco, com direito ao pôr do sol e visão privilegiada da Baía de Guanabara.

“Não poderia ter lugar melhor para a nossa primeira edição na rua do que Niterói, onde nasci e cresci. A cidade tem tudo a ver com o estilo de vida saudável proposto pelo Raízes. Me sinto muito honrado por poder contribuir com a agenda cultural e receber tanta gente bacana para um fim de semana familiar e delicioso como esse. Batemos o nosso recorde de público: mais de 12 mil pessoas que curtiram e aprenderam sobre alimentação saudável de forma leve e saborosa, exatamente como deve ser. E São Pedro nos presenteou com dias lindos e ensolarados. Já estamos ansiosos para o próximo evento na cidade”, disse Pedro Assis, idealizador do Festival Raízes, lançado em 2019 no Rio de Janeiro.

Festival Raízes

Com entrada gratuita e patrocínio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Lei de Incentivo à Cultura e Enel, o festival ofereceu atrações variadas. A procura foi grande pelos produtos comercializados por 21 expositores, com direito a provas, como doces low carb, quiche de vegetais, temperos, saladas cruas de flores, palmitos, sorvetes sem açúcar, sucos e vinhos. Muitos visitantes estavam curiosos para conhecer os produtos que agradaram mesmo aos que ainda desconheciam a alimentação orgânica, natural e até vegana. Além das delícias nos cinco restaurantes e no mercado de pequenos produtores, o público conheceu receitas especiais da gastronomia sustentável nos oito talks e oito aulas, uma delas da Bela Gil.

“A alimentação saudável está se popularizando em festivais como o Raízes, espaços democráticos e abertos ao público. Ainda é complicado a gente falar em democratização desse tipo de alimentação que não está disponível para todas as classes sociais. Mas chegaremos lá! Mudar a cultura alimentar já é um grande passo para a saúde, o meio ambiente e a sustentabilidade da vida no planeta. Eventos como esse aumentam a disponibilidade de ingredientes, pois as empresas começam a enxergar essa alimentação como um mercado, disponibilizando produtos à base de vegetais prontos para consumo. Isso facilita a adesão do consumidor e favorece a incorporação desse alimento no dia a dia”, avalia Bela Gil, também escritora, ativista e apresentadora de tevê.

Adubo de plantas entre as novidades – A bike do vinho e o fusca do café foram novidades nessa edição do festival. No domingo, dia do encerramento, quem participou do Raízes levou para casa uma motivação a mais para dar continuidade à conduta sustentável: adubo de plantas preparado com o lixo orgânico produzido no evento, distribuído como lembrança e reforço do pilar de sustentabilidade do projeto.

Contra o desperdício – As atividades do festival visam incentivar a prática da vida saudável pela alimentação real, descomplicada e econômica. Para isso, chefs montaram aulas com o passo a passo para o aproveitamento integral dos alimentos, como sementes, talos, cascas e até bagaços. “O objetivo do projeto é reforçar a tendência mundial de alimentação saudável, com a possibilidade de produzir pratos saborosos e nutritivos sem gastar muito, gerar uma economia de, pelo menos, 30% das compras de legumes e verduras e contribuir com a preservação do meio ambiente. A ideia é ter cada vez mais pessoas se preocupando com o que é servido à mesa, e uma das formas é lutar contra o desperdício”, alerta Pedro Assis, adiantando que as receitas estarão disponíveis no ebook do festival, e também pra download no site https://www.festivalraizes.com.

Visitantes atestam o sucesso
Adepta da alimentação saudável há mais de 20 anos, a médica Verônica Braga acompanhou o passo a passo ensinado pela chef Maristella Sodré. “Muita gente ainda não percebeu a importância do alimento saudável encontrado, por exemplo, na casca da banana que dá um excelente chá para auxiliar o sono; no talo do brócolis que contém fibras e vitaminas C e K; e em muitos outros alimentos desperdiçados. A receita da Maristella foi um cuscuz de couve-flor integral, com aproveitamento e produtos saudáveis. Uma maravilha”, disse.

A todo o momento visitantes destacavam o sucesso do festival, como a professora aposentada Maria José Pereira, 78 anos, moradora de Piratininga, Região Oceânica de Niterói. “Comi comida gostosa, comprei produtos saudáveis e me acabei de dançar. Gostei tanto que vim nos dois dias e estou torcendo para que esse festival entre para o calendário oficial de eventos de Niterói. Tem tudo a ver com a nossa cidade”, comemorou.

Projeto também mantém frentes de ação social
Além do festival, o projeto Raízes mantém uma frente de ação social com três iniciativas. O Circuito Raízes, que já impactou em mais de dois mil alunos e leva atividades lúdicas às escolas públicas do estado para ensinar alunos e professores a comer melhor gastando menos. A Gastromotiva faz a captação de doações para distribuição de refeições a pessoas em situação de vulnerabilidade social e que já beneficiou mais de seis mil pessoas. O Transforma Raízes, que completa o trio, doa bolsas de estudo profissionalizante em gastronomia para pessoas trans e não-binárias, como as cozinheiras Leona e Mylla, que participaram da cozinha show do evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui