Inauguração do centro de Memória do Renascença Clube

Inauguração do centro de Memória do Renascença Clube

Mais uma vez, o Renascença Clube quebra paradigmas inaugurando o Centro de Memória Sebastiana Arruda, aberto à visitação durante as rodas de samba.

Não se trata de um museu do samba, mas um museu vivo que pretende aproximar o frequentador das rodas de samba da estrutura de um Centro de Memória que conta a história do Renascença Clube.

Reconhecido como Patrimônio Cultural da Cidade do Rio de Janeiro, o Renascença, local de pertencimento, valorização e reconhecimento da cultura negra, continua a ser um espaço de resistência cultural negra garantindo um ambiente inclusivo e igualitário.

O Centro de Memória Sebastiana Arruda dá o pontapé inicial para que outros locais de resistência também revelem a sua importância sob a ótica da cultura afro-carioca.

1 COMENTÁRIO