Ivo Meirelles ministra oficinas de percussão no XXV Festival de Inverno de Domingos Martins

De 15 a 21 de julho o músico participa do evento compartilhando seu conhecimento musical além de se apresentar para o público do evento no palco principal na noite de sábado

Ivo Meirelles participa da vigésima quinta edição do Festival de Inverno de Música Erudita e Popular de Domingos Martins, Espírito Santo. O evento, que começou no dia 30 de junho e vai até 22 de julho, é um dos mais importantes festivais de música do estado e do país.

O percussionista, compositor e cantor, referência no cenário musical, dará oficinas de percussão na semana do dia 15 a 21 de julho: “Em 2002 e 2003 dei oficinas de percussão de samba em uma universidade na Alemanha e gostei muito da experiência. Agora, com a retomada do Funk’n Lata e as oficinas que daremos em São Paulo após a Copa do Mundo, o convite para participar do festival foi perfeito. Gosto muito de interagir com pessoas que querem aprender a tocar o samba de escola de samba”, conta Ivo. 

Finalizando sua participação no festival, Ivo se apresenta na noite do dia 21, sábado, no Palco Principal do evento com um show repleto de sucessos do samba. 

Ivo Meirelles

Cantor, compositor, multi-instrumentista, ex-dirigente de escola de samba, enfim, múltiplo. Assim é Ivo Meirelles, conhecido por sua diversidade musical, um sambista que mistura samba com pop, que gosta de ouvir de Caetano Veloso a Lenny Kravitz e que desde cedo fez da percussão a base da sua música. Atualmente o músico se apresenta todas as sextas-feiras no Bar Brahma em São Paulo e ministra oficinas de percussão.

Em seu novo trabalho, #21, Ivo retoma sua parceria com o icónico Funk’n Lata e juntos, gravaram um álbum repleto de sucessos e participações de grandes nomes da música. O trabalho, como Ivo mesmo descreve, é uma forma de homenagear o grupo criado por ele nos anos 90 e que mistura elementos tradicionais de samba com outros ritmos que também agitavam os morros cariocas, como o funk, o rap e o soul.

“Quando resolvi parar de fazer shows com a banda vi crescer um segmento (formato) que eu inventei. Vi surgir o Monobloco, Carrossel de Emoções, Bangalafumenga e tantas outras com o formato ‘funk n lata’. Na época a rapaziada da banda me questionava sobre o término do grupo justamente naquele momento de ascensão do formato. Eu estava tão envolvido com outras coisas que deixei o tempo passar. Este CD estou fazendo para eles e por eles. É meio que um pedido de desculpas”, conta o músico.

Com 14 faixas, o álbum conta com diversas participações entre elas Gilberto Gil, Samuel Rosa, Seu Jorge, Elba Ramalho, Molejo, entre outros.  As 14 músicas de #21 estão sendo lançadas separadamente, mês a mês, nas plataformas digitais pela ONErpm. Já foram lançadas “Frevo Mulher”, que conta com a participação de Elba Ramalho, “Funk’n Lata vai tocar” e “Mangueira” – esta última, dueto com Seu Jorge, e também “No Morro Não Tem Play”, parceria com Frejat. No fim de maio, dia 25, Ivo e Funk’n Lata lançam uma versão de samba para o hino nacional.

Ouça aqui:  https://onerpm.lnk.to/IvoMeirelles

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here