Início » João Camarero apresenta seu novo álbum, “Gentil assombro”, em show no Rio de Janeiro

João Camarero apresenta seu novo álbum, “Gentil assombro”, em show no Rio de Janeiro

Terceiro disco solo do violonista, que toca com Maria Bethânia, traz duas peças inéditas de Paulinho da Viola

por Redação
João Camarero

Após o sucesso do show de estreia em São Paulo, no próximo dia 30 de setembro (sexta-feira), João Camarero desembarca em terras cariocas para apresentar seu mais novo disco, “Gentil Assombro”, no Teatro Prudential. O terceiro disco solo do artista, recém-lançado em todas as plataformas de streaming, conta com dez faixas, entre elas duas inéditas de Paulinho da Viola:  “Um choro breve” e “Homenagem a Armando Neves”.  No repertório da noite, o público poderá desfrutar das músicas do novo álbum, além de outras de seus discos anteriores, como “Vento brando”, “Tocata em ritmo de samba”, “Choro da brasiliana” e ¨”Camará”.

Em “Gentil Assombro”, além de  “Sherzino mexicano” (Manuel Ponce), há ainda “Dança brasileira” (Radamés Gnattali) e “Articulado” (Sérgio Assad) — composta especialmente para o músico —, nas quais a excelência de Camarero no violão fica nítida. Um erudito apaixonado por canção popular, um músico popular de alma concertista, João se sente à vontade tanto no palco de show — ao lado de Maria Bethânia, Leny Andrade e Cristóvão Bastos, entre tantos outros — quanto na roda de choro ou em uma sala de concertos, como provam as autorais “Pequenas valsas sentimentais #3 e #5”, as únicas composições próprias do álbum. Fechando o disco estão três obras de Manuel de Falla: “Danza del corregidor”, “Romance del pescador” e “Canción del fuego fatuo”.

Sobre as faixas autorais, João explica: “São um pouco mais líricas, se inserem no disco de maneira natural, primeiro porque é importante gravar coisa minha, segundo porque elas têm um caráter bem revelador do que eu faço, do estilo que eu toco, mostram onde eu quero estar. São bem brasileiras, mas têm uma estética e harmonia ligadas a outros estilos também, é um retrato do que acredito agora”.

SERVIÇO

João Camarero apresenta novo álbum, “Gentil assombro”
Teatro Prudential –  Rua do Russel, 804 – Glória (Edifício Manchete )
Data: 30/09 (sexta-feira)
Horário: 20h
Local: Duração: 60 minutos
Ingressos: Site do Teatro Prudential ou pelo Sympla
Classificação: livre

Biografia

Natural de Ribeirão Preto, João Camarero nasceu em 1990 e foi criado em Avaré, também no interior de São Paulo. Estudou no Conservatório de Tatuí, em seu estado natal, e na Escola Portátil de Música, no Rio de Janeiro, onde trabalhou como monitor e professor.

Como violonista, acompanhou em palcos ou estúdios artistas como Yamandu Costa, Mônica Salmaso, Leny Andrade, Fágner, Paulinho da Viola e Maria Bethânia, com quem gravou o álbum “Noturno” (2021) e duas participações em homenagens a Aldir Blanc e Hermínio Bello de Carvalho, nas faixas “Palácio de lágrimas” (Aldir Blanc/Moacyr Luz) e “Cobras e lagartos” (Sueli Costa/Hermínio Bello de Carvalho), respectivamente.

No âmbito da composição, já escreveu músicas com Cristóvão Bastos, Moacyr Luz, Roberto Didio e Paulo César Pinheiro, entre outros. É vencedor dos prêmios MIMO Instrumental (2015) e do Concurso Novas–3 (2016), e integra o grupo Regional Imperial e o Conjunto Época de Ouro, que acompanhava Jacob do Bandolim, no qual assume a posição de Dino 7 Cordas, um de seus ídolos no instrumento.

Em sua carreira solo, publicou os discos “João Camarero” (2014), “Vento brando” (2019) e, agora, prepara o lançamento de “Gentil assombro”. Pela gravadora Biscoito Fino, gravou os singles “Concertante No.3” e “Balada para Martin Fierro”, ambas em 2020, e “Valsa de cinema” (2021), parceria com Renato Braz e Roberto Didio. Além de diversas cidades Brasil afora, já se apresentou em importantes salas de concerto em países como EUA, Japão, Coreia do Sul, França, Alemanha, Itália, Holanda, Inglaterra, Bélgica e Áustria.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via