Início » Maestro João Carlos Martins e Gabriel Saterse encontram no espetáculo “Do Clássico Ao Pantanal”

Maestro João Carlos Martins e Gabriel Sater
se encontram no espetáculo “Do Clássico Ao Pantanal”

por Redação

O repertório do show, marcado para às 20h, passeia por Beethoven, pelo tango, por músicas regionais e pela trilha da bem–sucedida novela “Pantanal”

Preparando–se para o concerto em comemoração aos 60 anos de carreira no Carnegie Hall – palco que o recebeu em sua estreia, aos 21 anos, em Nova York –, o maestro João Carlos Martins volta ao Qualistage, nova casa espetáculos do Rio de Janeiro, que inaugurou no início de 2022 em um especial com a cantora Maria Bethânia, agora com o convidado especial Gabriel Sater, no domingo, dia 9 de outubro.

Estourado na novela “Pantanal”, da TV Globo, o cantor, instrumentista, compositor,  arranjador, pesquisador e produtor musical – além de ator, é claro – Gabriel Sater se une ao maestro e sua Bachiana para uma sequência que mescla a música erudita com clássicos regionais. Ave Maria, do compositor francês Charles Gounod, projetada para se sobrepor ao Prelúdio No. 1 de Bach, abre a sequência, que traz ainda canções de Renato Teixeira: Tocando em Frente, em parceria com o pai de Gabriel,  Almir Sater; Quando for a Hora, com Gabriel e João Gaspar; e a homenagem de Teixeira à Nossa Senhora Aparecida, Romaria, um clássico da MPB na voz de Elis Regina e outros nomes de peso da música brasileira.

Aos 82 anos, o maestro João Carlos Martins, nascido em São Paulo em 1940, segue sendo um dos principais nomes da música erudita brasileira. A despeito de problemas de saúde, ele segue atuando como pianista e maestro, sempre promovendo encontros entre diferentes vertentes da música brasileira e internacional.

Mais de quatro décadas mais jovem do que o maestro, Gabriel Sater, nascido em 1981, também em São Paulo, mas foi criado na terra do pai, o compositor Almir Sater, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Dedicado à música e ao teatro desde a adolescência, ele tem no currículo discos como “A essência do amor” (2009) e “Indomável” (2014), sempre imprimindo seu próprio estilo às raízes sertanejas de onde veio. Na trilha de “Pantanal”, ele é responsável por “Amor Marruá”, “Noite de Tempestade”  e pela regravação de “Amor de Índio”, de Beto Guedes, todas com boas chances de aparecer no show do Qualistage. 

SERVIÇO:
MAESTRO JOÃO CARLOS MARTINS E GABRIEL SATER – DO CLÁSSICO AO PANTANAL
Data:  9 de outubro de 2022 / domingo 

Início do evento: 20h

Preço: a partir de R$ 160

Local: Qualistage (Av. Ayrton Senna, 3000 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ)  

Classificação etária: 18 anos  – Menores somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais
Capacidade: 9 mil pessoas em pé ou 3.500 sentadas
O espaço possui acessibilidade
A casa segue os protocolos de segurança, como disponibilizado álcool em gel. O local é periodicamente higienizado. Tudo para garantir a diversão com segurança.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via