Maria Gadú em “Pelle” no Teatro Prudential

O show “Pelle”, apresentado pela cantora Maria Gadú, traz uma atmosfera diferente de turnês realizadas em casas de shows. No palco, a cantora expõe um lado mais intimista e muito particular acompanhada apenas de guitarra e violão. O repertório exibe canções de sua autoria como “Shimbalaiê”, “Bela Flor” e “Dona Cila”, além de  outras composições importantes para sua trajetória, como “A História de Lilly Braun”, de Chico Buarque.

Maria Gadú:

Maria Gadú – Mayra Correa – é cantora, compositora, musicista e produtora. Nasceu na cidade de São  Paulo / Brasil, em 04 de dezembro de 1986, e começou sua carreira quando tinha apenas 12 anos de idade,  tocando em bares, restaurantes e casas noturnas. Em 2009, lançou seu primeiro álbum, “Maria Gadú”, e rapidamente ganhou espaço na mídia, tornando-se  um sucesso de crítica e de público. Suas canções compuseram a trilha sonora de diversas novelas, filmes e  seriados e Gadú foi contemplada em prêmios como o “Premio da Musica Brasileira” e o “Premio Multishow”  e indicada a diversos outros, dentre eles o Grammy Latino.

Em 2010 o show da turnê do álbum “Maria Gadú” ganhou registro ao vivo em CD e DVD: o “Maria Gadú –  Multishow ao Vivo”. Em 2011, Gadú realizou uma turnê ao lado de Caetano Veloso, que culminou em um registro ao vivo do CD  e DVD “Caetano e Maria Gadú – Multishow ao Vivo”. No fim desse mesmo ano, a artista lançou seu 2º  álbum de estúdio, o “Mais Uma Página”.

Em 2013, após tocar e participar de diversos projetos e álbuns de artistas nacionais e internacionais, como  Gilberto Gil, Milton Nascimento e Eagle-Eye Cherry, a artista lançou o álbum “Nós”, uma compilação com  18 faixas que traz algumas dessas colaborações. Em 2016 a artista lançou “Guelã”, seu 3º álbum de estúdio, que ganhou registro ao vivo (“Guelã ao Vivo”)  em 2017 em CD e DVD; no final deste mesmo ano, Gadú estreiou “Pelle”, um concerto onde, munida  apenas de sua guitarra e de seu violão, encara a solidão nos palcos e revela as canções em suas formas  nuas e cruas.

Ao longo de sua trajetória, Gadú sempre dedicou-se a estudos sobre antropologia, sociologia e sobre a  história Brasileira genuína, e, após o lançamento de “Guelã ao Vivo”, a artista intensificou suas pesquisas  e seu ativismo pelas causas indígena, LGBTQIA+, feminista, anti-racista, tornando- se referência para esses  movimentos no Brasil.  Toda a vivência decorrente desse mergulho nos estudos, trouxe à tona a faixa “Mundo Líquido”, lançada  no dia 22 de abril de 2019. O single e seu videoclipe foram gravados no Rio Negro, coração da Amazônia  Brasileira, e propõem uma viagem de volta ao berço de um povo, o reconhecimento de sons, cores e  símbolos que são a matriz do Brasil e da ascendência indígena da artista.

Em agosto de 2019, Gadú empreendeu o projeto “Gadú 20 Anos”, em comemoração a seus 20 anos de  carreira, tocando, por todo o Brasil, seus grandes sucessos ao lado da banda que a acompanhou durante a  turnê de seus dois primeiros álbuns. De março de 2019 a setembro de 2021 Gadú trabalhou na produção do álbum “Quem Sabe Isso Quer  Dizer Amor”, que será lançado pela SLAP no dia 03/12/2021.

Serviço

Data: 01 de abril- sábado-  às 20h
Ingressos: Plateia R$120
Acesse: https://bileto.sympla.com.br/event/80349/d/180821/s/1222950
Lotação: 359 lugares
Classificação: 16 anos
Duração: 80 minutos

Teatro Prudential:

Edifício Manchete
Rua do Russel, 804 – Glória

Informações para a imprensa:

MNiemeyer Assessoria de Comunicação

www.mniemeyer.com.br

Leandro Gomes: leandro@mniemeyer.com.br/ (21) 99628-7718