Início » Marilyn, por trás do espelho

Marilyn, por trás do espelho

Através da história da mítica estrela do cinema Marilyn Monroe (1926-1962), a peça convida a uma reflexão sobre a solidão e sua cada vez maior presença na vida da população mundial nos dias de hoje. - O espetáculo reestreia no Teatro das Artes RJ após uma temporada de sucesso de público e crítica no Sesc Tijuca.

por Redação
Marilyn, por trás do espelho

O espetáculo “Marilyn, por trás do espelho”, solo da atriz Anna Sant´Ana, tem direção de Ana Isabel Augusto, encenadora portuguesa com mais de 25 anos de experiência, diretora-fundadora do grupo de teatro do ISCTE-IUL, de Lisboa, em atividade há mais de 20 anos. Ana Isabel veio ao Brasil especialmente para dirigir a montagem.

Através da história de Marilyn Monroe, estrela mundial do cinema e mulher-ícone do século XX, a peça convida a uma reflexão sobre solidão e depressão, temas atuais e urgentes no mundo contemporâneo, especialmente com o advento da pandemia mundial. “Marilyn, por trás do espelho” investiga uma Marilyn menos conhecida, para além do glamour que a eternizou. A mulher por trás do espelho, com que muitas mulheres – e por que não homens – se identificam. Os medos, a solidão, o desejo de ser mãe, a luta pelo reconhecimento na carreira, o abandono, os relacionamentos abusivos, a baixa autoestima, temas universais que se conectam com o público. O trabalho foi concebido a partir de longa pesquisa de Anna Sant’Ana em livros, filmes e reportagens sobre a vida de Marilyn, iniciada em 2010.

“O que me apaixona neste projeto é a possibilidade de ver refletidas em nós tantas questões que fizeram parte da vida de um dos maiores ícones da nossa geração. Com um foco marcado no que significou – e ainda significa – ser mulher. Ser mulher com as complexidades e sonhos e expectativas que nos atravessam e puxam em todas as direções, deixando-nos tantas vezes com a sensação de frustração e falha. ‘Marilyn atrás do espelho’ é uma viagem ao interior desta personagem criada por Norma Jean nos seus maiores momentos de fragilidade. Uma incursão que obriga a questionar se ser Marilyn não são todas essas escolhas que me deixam a mim, e a ti, e a todos nós, a fabricar uma persona que não passa de um eco do que verdadeiramente somos.”, diz a diretora, Ana Isabel Augusto.

“Percebi que atrás de uma artista tão controversa, considerada símbolo de glamour e sensualidade, havia uma mulher como qualquer uma de nós, que tinha desejos, medos, frustrações, inseguranças e, principalmente, uma solidão que a acompanhava.”, endossa a atriz e idealizadora do projeto, Anna Sant’Ana.

60 ANOS SEM MARILYN

Marilyn, por trás do espelho

Marilyn, por trás do espelho

No dia 04 de agosto, data da estreia no Sesc Tijuca, completaram-se exatos 60 anos sem Marilyn Monroe. A efeméride vem movimentando segmentos variados, que deram origem a reportagens, documentários, séries e filmes no streaming, peças teatrais, livros, exposições e até mesmo leilões – num leilão da Christie’s, seu portrait, feito por Andy Warhol em 1962, tornou-se a peça mais cara do século XX, ultrapassando nomes como Picasso.

Nascida Norma Jeane Mortenson em 1º de junho de 1926, Los Angeles, Marilyn Monroe tornou-se uma das maiores estrelas de cinema de  Hollywood e um dos maiores símbolos sexuais do século XX, imortalizada pelos cabelos loiros e curvas generosas.

Apesar de sua carreira ter durado somente uma década, seus filmes arrecadaram mais de duzentos milhões de dólares até sua morte inesperada em 1962, aos 36 anos. Seis décadas após sua morte, continua sendo considerada um dos maiores ícones da cultura popular.

Marilyn passou a maior parte de sua infância em lares adotivos e num orfanato, e se casou pela primeira vez aos dezesseis anos. Nos anos 1940, trabalhou numa companhia de aviação que fabricava drones na Segunda Guerra Mundial, quando foi descoberta por um fotógrafo da First Motion Picture Unit e iniciou uma carreira como modelo pin-up.

No início dos anos 50 já era uma das estrelas mais bem-sucedidas de Hollywood. O filme O Pecado Mora ao Lado (1955) foi um dos maiores sucessos de bilheteria de sua carreira. Marilyn fundou sua própria empresa de produção cinematográfica, a Marilyn Monroe Productions (MMP). Buscando aprimorar seu desempenho como atriz, dedicou-se aos estudos no famoso Actors Studio de Nova Iorque. Depois de seu desempenho ser aclamado pela crítica em Nunca Fui Santa (1956), e de ter atuado na primeira produção independente de MMP, The Prince and the Showgirl (1957), ganhou o Globo de Ouro de Melhor Atriz por Some Like It Hot (1959). Seu último filme completo foi o drama The Misfits (1961).

A conturbada vida particular de Marilyn Monroe sempre despertou interesse. Durante a carreira, lutou contra o vício, a depressão e a ansiedade. Além disso, teve dois casamentos midiáticos – com o jogador de beisebol Joe DiMaggio e com o dramaturgo Arthur Miller, ambos terminados em divórcio. A atriz também provocou controvérsia por ter sido cogitada como amante do então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, apesar de nada ter sido provado. Morreu aos 36 anos de uma overdose de barbitúricos  na sua casa, em Los Angeles, no dia 4 de agosto de 1962.

Serviço

“Marilyn, por trás do espelho”

REESTREIA: dia 08 de setembro (5ªf), às 20h

ONDE:  Teatro das Artes, Shopping da Gávea – Rua Marques de São Vicente, 52 – Shopping da Gávea, 2º Piso / RJ

HORÁRIOS: Quinta às 20h* (excepcionalmente 29 Set às 18h) / INGRESSOS: R$70,00, R$35,00 (meia) BILHETERIA: 5ª a domingo a partir das 15h / VENDAS ON LINE: www.divertix.com.br / CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 16 anos / DURAÇÃO: 80 min / CAPACIDADE: 421 lugares / TEMPORADA: até 29 de setembro

  • dramaturgia de Daniel Dias da Silva
  • supervisão de Roberto Bomtempo  
  • direção de Ana Isabel Augusto
  • idealização e atuação de Anna Sant’Ana 

FICHA TÉCNICA

  • Idealização, Atuação e Argumento: Anna Sant’Ana
  • Dramaturgia: Daniel Dias da Silva
  • Direção: Ana Isabel Augusto
  • Supervisão de Direção: Roberto Bomtempo
  • Assistente de Direção: Letícia Reis
  • Iluminação: Renato Machado
  • Trilha Sonora: Tibor Fittel
  • Figurinos e Caracterização: Joana Seibel
  • Cenário: Natália Lana
  • Direção de Movimento: Sueli Guerra
  • Preparação Vocal: Rose Gonçalves
  • Design Gráfico: Carol Fanjul
  • Social Mídia: Gabriela Ridolfi
  • Fotos: Andrea Rocha/ZBR
  • Filmagem e Edição de Videos: Alyrio Tkaczenko
  • Visagismo: Camila Pio e Fernanda Pio
  • Costureiras: Nice Tramontin
  • Cenotécnico: André Salles e Equipe
  • Fisioterapeuta: Alessandro Costa
  • Preparação Física: Gustavo Bassan
  • Operação de Som: Bruno Jahú
  • Operação de Luz: Kadu More e Augusto Faustino
  • Contra-regra/Camarim: James Simão
  • Produção Executiva: Maira Cibele e Bruno Jahú
  • Direção de Produção: Anna Sant’Ana
  • Realização: Sesc Rio, Movimento Carioca e Sant’Ana Produções & Artes
  • Assessoria de Imprensa: JSPontes Comunicação – João Pontes e Stella Stephany

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via