Início » “Meu nome é favela” – Novo Espetáculo do Ballet Manguinhos fará uma apresentação gratuita – a última do ano – na Arena Dicró

“Meu nome é favela” – Novo Espetáculo do Ballet Manguinhos fará uma apresentação gratuita – a última do ano – na Arena Dicró

por Redação
Ensaio Geral - Mulher: poder e resistência

Favela como nome próprio, como adjetivo, como protagonista, como sinônimo e como identidade. Esse é o resumo do espetáculo “Meu nome é Favela” realizado pelo Ballet Manguinhos, que será apresentado de forma gratuita na Arena Dicró, no dia 3 de dezembro  – às 15h.

A apresentação marca os dez anos da instituição, que leva com orgulho o nome do local onde nasceu e cresceu. Segundo Daiana Ferreira, fundadora falecida por sintomas da COVID-19 em janeiro de 2021, ao escolher o nome Ballet Manguinhos: “levamos ao mundo não só nossas dores, mas nossas alegrias e arte” e, assim, é a rotina todos os dias na sede.

Dos becos às lajes, da roda de samba ao baile funk, da pipa no céu à bola de gude no chão, tudo o que faz da favela potência é o que será levado ao palco. Esses espaços são referência de resistência e empoderamento. Representam mais de 11 milhões de favelados no Brasil. Um número invisível para alguns, mas que grita por voz diariamente. O propósito do Ballet Manguinhos esse ano é gritar em conjunto, dar voz ao favelado por meio da dança e da arte.

Ao trazer mais de 170 bailarinos ao palco é necessário juntar essa identificação com o que os alunos vivem todos os dias, além de uma forma de representatividade na arte que a favela produz. É mostrar o coração da comunidade, e, ao final, deixar o recado “Meu nome é Favela”, com muito orgulho.

Curiosidades sobre o espetáculo:

  • O espetáculo tem do ballet clássico ao funk e samba;
  • Narra as dores e alegrias do que é ser favelado;
  • Tem homenagem à Daiana Ferreira (fundadora do Ballet Manguinhos);
  • O espetáculo faz uma menção breve de outros projetos da favela;
  • A maior parte do repertório dançado é de músicas brasileiras.

Ficha Técnica:

  • Direção Geral: Carine Lopes
  • Direção de Produção: Carine Lopes e Idarrah Corrêa
  • Direção Artística: Juan Menezes
  • Auxiliar de Produção: Camila Soares e Isabel Severiano
  • Roteiro: Carine Lopes e Juan Menezes
  • Coordenação de Comunicação: Ana Maria Silva
  • Coreógrafos: Darlin Melissa Torres, Juan Menezes, Nayanne Cavalcante, Nycollas de Abreu, Rocio Infante e Thifanni de Souza Macedo
  • Ensaiadores: Andressa Soares, Carolina de Lacerda, Renata Berenger e Nycollas de Abreu
  • Atores: Carina Moreira, Luiza Ribeiro, Renata Berenger e Rodrigo Verol
  • Bailarinos: Ballet Manguinhos
  • Participação especial: Léo Salo

Mais informações sobre o Ballet Manguinhos: 

A instituição começou num espaço cedido por uma igreja da região e foi criada com o intuito de tirar as meninas da ociosidade das ruas. Logo já havia um total de 80 alunas inscritas. Ao saber do  projeto, o ex-jogador de futebol Jairzinho  entrou  em  contato com  Daiana  e  a convidou para se juntar a ele no projeto “Furacão da Cidadania”, que começou com futebol, na área  de  Manguinhos.  Ficaram  lá  até  o  final  de 2014, quando perderam  o  patrocínio  da Petrobras. Em  2017, oficialmente como Ballet Manguinhos, recomeçaram na  Biblioteca Parque de Manguinhos, após o fechamento do espaço por falta de verba.

Na segunda metade de 2018, a Biblioteca reabre e o Ballet continua ativo em nova locação, desta vez, na Casa do Trabalhador, graças ao patrocínio da TSS. Logo após, habita a Fiocruz até conquistar a sede atual. Hoje, a TSS financia o pagamento dos professores e o aluguel da sede no bairro, mas ficarão sem patrocínio a partir de agosto deste ano, com o fim do contrato de três anos e correm o risco de fechar as portas. O Ballet Manguinhos está convidando as empresas e possíveis potencias patrocinadores para conhecer um pouco sobre o projeto e se tornarem parceiros do BM por meio de três projetos aprovados pelo ISS, no qual um deles será para cobrir a manutenção das aulas gratuitas. As empresas, além de estarem viabilizando um projeto de formação que impacta mais de 3000 famílias no Complexo  de Manguinhos,  podem  abater  até  20%  do  imposto  de  renda, as empresas e pessoas que estiverem interessados podem entrar em contato pelo telefone 21 970039770 ou por e-mail: ballet.manguinhos@gmail.com

Serviço:

Arena Dicró – Parque Ary Barroso – Entrada pela rua Flora Lobo, s/nº

Apresentações:

Arena Dicró – Parque Ary Barroso – Entrada pela rua Flora Lobo, s/nº

03 de dezembro

Sessão gratuita

15h

Classificação etária: Livre

Tempo de duração: 60 minutos

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via