Início » Museu Histórico Nacional inaugura na próxima quinta-feira exposição que conta a história do Brasil através dos cheiros

Museu Histórico Nacional inaugura na próxima quinta-feira exposição que conta a história do Brasil através dos cheiros

por Jorge Rodrigues
Entre os cheiros da história_Museu Histórico Nacional

Na próxima quinta-feira, dia 10 de novembro, o Museu Histórico Nacional inaugura a exposição “Entre os cheiros da história”, com uma instalação olfativa da premiada artista Josely Carvalho, pioneira na utilização de cheiros em obras de arte no Brasil.

Criada especialmente para este local, a exposição pretende contar a história através dos cheiros, das sensações e lembranças que os odores nos remetem. Invisível aos olhos, a instalação olfativa será feita em canhões do museu datados entre os séculos XVI e XX.

Para o canhão mais antigo do museu, datado do século XVI e pelo qual os historiadores têm um grande apreço, a artista criou o cheiro “Afeto”, com uma fragrância agradável, com notas adocicadas, que lembram momentos familiares e de infância. Para os canhões que participaram de guerras, o cheiro “medo”, que traz um odor salgado, de transpiração e urina. O canhão da época de Getúlio Vargas, que foi feito com tubo de esgoto, ganhou o cheiro da árvore Abricó de Macaco, que tem lindas e perfumadas flores, mas, o seu fruto denominado “bola de canhão” ao cair no chão, exala um odor que é pútrido. Para o canhão que participou da sangrenta Guerra do Paraguai, conhecido como El Cristiano, que foi fundido a partir de sinos de igreja, foi criado o cheiro “Incenso”, que traz reminiscências da colonização religiosa. Junto a este canhão, haverá o som de um sino tocando de tempos em tempos. Para falar sobre questões ambientais, alguns canhões ganharam o cheiro “Oceano”, que traz a brisa do mar, e “Mata”, com cheiro de terra molhada, e assim por diante.

No dia 12 de novembro, a artista fará uma caminhada olfativa com o público pela exposição, às 15h.

Serviço: Exposição “Entre os cheiros da história”, de Josely Carvalho

  • Abertura: 10 de novembro de 2022, às 11h
  • Exposição: até 29 de janeiro de 2023
  • Museu Histórico Nacional [Pátio dos Canhões]
  • Endereço: Praça Marechal Âncora, S/N, Centro – Rio.
  • Telefone: (21) 3299.0324
  • De quarta a sexta, das 10h às 17h. Sábado e domingo, das 13h às 17h.
  • Entrada franca.
  • Caminhada olfativa com a artista: 12 de novembro de 2022 e 28 de janeiro de 2023, às 15h.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via