InícioMúsicaOSB Jovem se apresenta na Sala Cecília Meireles sob regência de Vilane...

Postagens relacionadas

OSB Jovem se apresenta na Sala Cecília Meireles sob regência de Vilane Trindade

No dia 19 de maio, a Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem subirá ao palco da Sala Cecília Meireles pela primeira vez no ano, contando com a regência da maestra convidada Vilane Trindade. Com o programa deste concerto, a OSB Jovem promove um verdadeiro tributo ao classicismo vienense, justapondo a imaginação incessante da última sinfonia de Joseph Haydn à leveza inspiradora da mais mozartiana das sinfonias de Franz Schubert. 

Ponte fundamental entre a música dos séculos XVIII e XIX, Franz Schubert é simultaneamente um dos nomes mais importantes do Classicismo tardio e do crepúsculo do Romantismo. Se na sua sinfonia nº 4 o austríaco parecia ter em mente a música de Ludwig van Beethoven, na de nº 5 os modelos são claramente mozartianos e haydnescos. Com temas marcantes e uma orquestração delicada, que abre mão dos clarinetes, trompetes e tímpanos, a composição foi escrita cedo, quando o compositor tinha apenas 19 anos. 

A última sinfonia de Joseph Haydn representa o ponto de culminância do seu amplo legado sinfônico. Composta em 1795, a obra integra um ciclo de 12 sinfonias encomendadas ao compositor pelo violinista e empresário inglês Johann Peter Salomon. O próprio Haydn regeu a estreia da composição em seu concerto de despedida da Inglaterra, causando uma grande sensação. “Toda a companhia ficou completamente satisfeita e eu também”, ele escreveria em seu diário. A sinfonia nº 104 “Londres” é um testemunho da maestria do compositor, não apenas em termos de  estrutura, mas também no que se refere ao conteúdo musical. 

Em 2024, a OSB Jovem segue para seu segundo ano de atividades com temporada própria e mentoria de músicos da OSB. O grupo reúne 50 músicos em busca de desenvolvimento musical, prática orquestral e perspectiva de carreira que foram selecionados levando em conta critérios de diversidade e inclusão social. Com o retorno da OSB Jovem, a Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira reafirma seu compromisso com a educação musical, presente em tantos outros projetos. A Shell é mantenedora do projeto. “Estamos muito felizes em poder contribuir com a continuidade da OSB Jovem por mais um ano. É um projeto que engloba vários de nossos objetivos com patrocínios culturais; uma iniciativa que impulsiona vidas, traz a diversidade e a inclusão de grupos minoritários e promove o desenvolvimento humano através da cultura. Nós acreditamos na força da cultura como fator transformador da sociedade e a OSB Jovem é o reflexo dessa transformação na vida desses jovens e das suas famílias.” – comenta Alexandra Siqueira, Gerente de Comunicação da Shell Brasil.

A ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA:

Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida como um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país. Em seus 83 anos de trajetória ininterrupta, a OSB já realizou mais de cinco mil concertos e é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações, tendo sido a primeira orquestra a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia.

Composta atualmente por mais de 70 músicos brasileiros e estrangeiros, a OSB contempla uma programação regular de concertos, apresentações especiais e ações educativas, além de um amplo projeto de responsabilidade social e democratização de acesso à cultura. 

Para viabilizar suas atividades, a Fundação conta com a Lei Federal de Incentivo à Cultura, tem o Instituto Cultural Vale como Mantenedor Amazônia, Shell como Patrocinador Cerrado, NTS – Nova Transportadora do Sudeste como Patrocinador Mata Atlântica, Itaú – Redecard e Volvo como Patrocinadores Caatinga, Brookfield e Sergio Bermudes Advogados como Patrocinadores Pampa, CYMI como Patrocinador Pantanal e Bradesco como Patrocinador da Série Mundo, além de um conjunto de apoiadores culturais e institucionais.

PROGRAMA:

FRANZ SCHUBERT – Sinfonia nº 5 

I. Allegro 

II. Andante com moto

III. Menuetto e Trio

IV. Allegro vivace 

– Intervalo-

JOSEPH HAYDN – Sinfonia nº 104 “Londres” 

I. Adagio – Allegro

II. Andante

III. Menuetto : Allegro e Trio 

IV. Final: Spiritoso

SERVIÇO:

OSB Jovem na Sala Cecília Meireles

Dia 19 de maio (domingo) – 11h

Local: Sala Cecília Meireles (R. da Lapa, 47 – Lapa, Rio de Janeiro – RJ)

Ingressos: R$ 10,00 (R$ 5,00 meia) 

Saiba mais em

www.osb.com.br

www.conexõesmusicais.com.br 

Últimas postagens

Compartilhe
Send this to a friend