Pessoa(s) – Variações sobre a vida e obra de Fernando Pessoa com a Studio3 Cia. de Dança

O universo da criação poética é o tema do novo espetáculo da Studio3 Cia. de Dança . ‘Pessoa(s)’ é uma celebração ao grande poeta português Fernando Pessoa, que nesta obra – sem pretensões biográficas – é o guia de uma jornada em que bailarinos/ heterônimos traduzem a vastidão do processo criativo, criando com seus movimentos a infinita paleta das emoções humanas, quando os corpos se fazem poesia.

‘Pessoa(s)’ parte do princípio do heterônimo cujo meu “eu” se desdobra em vários “eus”, construindo cenas onde a palavra e o poema estão no gesto, na coreografia e nos corpos que se vestem e se desnudam de várias identidades. “Criei em mim várias personalidades. Crio personalidades constantemente. Cada sonho meu é imediatamente, logo ao aparecer sonhado, encarnado numa outra pessoa, que passa a sonhá-lo e eu não. Sou a cena viva onde passam vários atores representando suas peças”, escreveu Pessoa.

O espaço cênico do espetáculo é composto por milhares de aparas de papel, fragmentos poéticos, diversos baús que guardam e revelam sensações e histórias humanas. A cenografia, assinada por Renata Pati, interage com o ambiente do poeta. Essa dramatização do espaço e a trilha sonora criam a moldura desse espetáculo de uma companhia de dança única, em que vários corpos, gerações e técnicas se unem para intensificar as possibilidades de poetização da vida. O produtor Felipe Venancio, responsável pela pesquisa musical, imprime sua marca na escolha acertada das canções.

Os figurinos do premiado Fábio Namatame, ao mesmo tempo em que, ajudam a contar com riqueza a história, colaboram com os movimentos constantes dos bailarinos. Já a luz de Caetano Vilela pontua dramaticamente as cenas coletivas e cria espaços íntimos, múltiplos e dinâmicos. ‘Pessoa(s)’ repete a parceria criativa entre o coreógrafo Anselmo Zolla e o encenador William Pereira, mesma dupla de criadores de ‘Depois’, espetáculo anterior da Studio3 Cia. de Dança, eleito o Melhor Espetáculo de Dança de 2019 pelo Guia Folha.

Sobre a Studio3 Cia. de Dança

A Studio3 Cia. de Dança é uma companhia brasileira de dança que tem representado o País no mundo todo em eventos significativos no cenário da dança, em cidades como Milão, na Itália, Paris, Lyon e Biarritz, na França, Regensburg, na Alemanha, Lisboa e Porto, em Portugal, e também nos palcos do Brasil. A criação da Studio3 Cia. de Dança representa a consolidação de um trabalho artístico cuidadosamente preparado pelo seu coreógrafo e diretor artístico Anselmo Zolla, sob a direção geral de Evelyn Baruque. Criada em 2005, a companhia hoje conta com 13 intérpretes em seu elenco, provenientes de diversas formações e origens profissionais.

Sobre Anselmo Zolla

Anselmo Zolla atuou como bailarino nos teatros alemães de Kaiserslautern e Wiesbaden. No exterior, onde permaneceu por oito anos, ele criou obras para as companhias Azet Dance Company, Teatro de Heidelberg, Teatro de Mannheim e Teatro de Kaiserslautern. No Brasil, trabalhou ao lado de Deborah Colker e também no Balé da Cidade de São Paulo e na Quasar Cia. de Dança. Atualmente é diretor artístico da Studio3 Cia. de Dança.

Ficha Técnica

‘Pessoa(s)’

  • Com a Studio3 Cia. de Dança 
  • Concepção: Anselmo Zolla e Wlliam Pereira
  • Direção coreográfica: Anselmo Zolla
  • Direção teatral: William Pereira
  • Direção musical: Felipe Venancio
  • Figurinos: Fábio Namatame
  • Cenografia: Renata Pati (Casa Goia)
  • Coreografias: Anselmo Zolla e elenco de intérpretes criadores
  • Desenho de Luz: Caetano Vilela
  • Ensaiadora: Liris do Lago
  • Relações Públicas/ Convidados: Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho
  • Assessoria de imprensa: Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho

Serviço

  • Local: Teatro Sérgio Cardoso – Sala Sérgio Cardoso
  • Endereço: Rua Rui Barbosa, nº 153, Bela Vista, São Paulo, SP
  • Telefone do teatro: (11) 3288-0136
  • Dias e horários: Sábado, 15 de abril, às 20h30m
  • Domingo, 16 de abril, às 17h
  • Entrada franca
  • Ingressos na bilheteria 2 horas antes do espetáculo
  • Acessibilidade para pessoas com necessidades especiais
  • Sessão com audiodescrição
  • Estações do metrô próximas: São Joaquim e Brigadeiro
  • Classificação etária: livre
  • Duração: 1h
  • Capacidade de público por sessão: 856 pessoas

Espetáculo produzido com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui