Radar inova com mostra itinerante de arte contemporânea, trazendo artistas jovens e conceituados, promovendo inclusão, diversidade de estilos e acesso à arte

Daniela Schiller, Flavia Renault e Mariana Porto
Daniela Schiller, Flavia Renault e Mariana Porto

Daniela Schiller, Flavia Renault e Mariana Porto apresentam “Radar – mostra itinerante de arte contemporânea”, com pinturas, gravuras, esculturas, fotografias, xilogravuras, de 40 artistas, alguns já consagrados, outros ainda no começo de suas trajetórias, aproximando a todos da arte, mostrando que é diversa, inclusiva e acessível a todos.

A mostra evento ‘Radar’ que, além da exposição, proporcionará aos visitantes encontrarão um ambiente descontraído com muitas surpresas, tem como compromisso atuar como facilitador do acesso, compreensão e a aquisição de obras de arte.

A abertura acontece no dia 13/03 (quarta), das 16h às 21h, e poderá ser visitada entre os dias 14 e 16/03, das 11h às 20h30, na Rua Maria Carolina, 218 – Jardim Paulistano, SP

Texto crítico

No livro Futurability: The Age of Impotence and the Horizon of Possibility (Ed. Verso, Londres Nova York, 2017) o filosofo italiano Franco Berardi aborda a questão da relação entre tecnologia, sociedade e futuro, e discute a importância da criatividade, da inovação e da capacidade de adaptação para enfrentar as incertezas do mundo contemporâneo. Em particular sobre a necessidade de repensar as estruturas sociais e econômicas para garantir um futuro sustentável e equitativo para todos. Nos últimos decênios a politica, os grandes monopólios, o aceleracionismo, as disputas de narrativas no mundo digital e a especulação financeira tirou o ar da produção útil, e da vida concreta da humanidade.

Radar traz consigo um valor agregado significativo para o Brasil, com a capacidade inovadora e a sensibilidade artística capaz de se tornar um polo cultural diversificado, vibrante e criativo de referencia para o mundo. De um lado um país extremamente arcaico, injusto e desigual, mas de outro lado reforça a ideia de um lugar aberto aos povos, as diversidades, ao melting pot, às miscigenações, uma pluralidade única e do pensamento e empatia do “outro”.

A arte na Radar é chamada como antidoto, como oxigênio de uma produção útil sufocada e a possibilidade de vislumbrar um outro panorama, um outro futuro possível.

César Meneghetti, orientação artística

Radar

DANIELA SCHILLER, vive e trabalha em São Paulo. Artista, com formação em arquitetura e urbanismo tem um trabalho centrado na pesquisa cartografica, criando uma relação entre a cosmologia ocidental e cosmologia dos povos indígenas brasileiros.

FLAVIA RENAULT nasce no Rio de Janeiro e é formada em artes plásticas pela FAAP-SP. Ela tem sua pesquisa explorando conceitos de Antroposofia de Steiner e da Fenomenologia de Goethe. Essa imersão a leva a uma fusão onde metamorfoses, paisagens e representação se fundem entre os territórios metafísicos e o corpo feminino.

MARIANA PORTO, tem sua principal pesquisa em obras têxteis, combinações de materiais e escala cromática como também realiza performances e seus registros em vídeos e fotos, e a ocupação do espaço arquitetônico em trabalhos imersivos com autoria compartilhada e coletiva.

Serviço

Exposição: Radar – Mostra Itinerante de Arte Contemporânea
Artistas: coletiva
Abertura: 13/03 (quarta), das 16h às 21h
Visitação: entre os dias 14 e 16/03, das 11h às 20h30
Local: Rua Maria Carolina, 218 – Jardim Paulistano, SP
Assessoria de Imprensa: Paula Ramagem
Radar: concepção
Daniela Schiller (@danischiller )
Flavia Renault (@flaviarenault_art )
Mariana Porto (@marianaportoart )
Cenografia: Patricia Faragone (@patriciafaragone)
Orientação artística César Meneghetti (@cesar_meneghetti_studio )

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui