Rio2C inicia hoje (11/4) edição de 2023: confira programação atualizada e destaques do primeiro dia

Rio2C

O maior encontro de criatividade da América Latina realiza quatro summits, frutos de parcerias com as empresas Play9 (cultura digital) e NWB/SBF (inovação no esporte), e as publicações Meio & Mensagem e Forbes (criptoativos e ativos verdes), que traz nesta terça-feira painel com a participação do prefeito Eduardo Paes

Ao longo de seis dias (11 a 16 de abril), evento contará com a participação de mais de 1.200 palestrantes, incluindo o cantor Gilberto Gil, Lyor Cohen (head global de música do YouTube), o piloto Rubens Barrichello, a apresentadora Fátima Bernardes, Christian Gabela (vice-presidente sênior para a América Latina da Gaumont), o cineasta argentino Daniel Burman, David Levine (CCO da Anonymous Content), Hugh Forrest (presidente e diretor de programação do SXSW) e a multipremiada cantora, compositora e ativista africana Angélique Kidjo

Com a retomada definitiva dos eventos por todo o país, o já consolidado e cada vez mais abrangente Rio2C começa nesta terça-feira, 11 de abril, com um panorama dos temas mais relevantes à indústria criativa, dissecados, de forma transversal, por alguns dos principais nomes de seus respectivos mercados. O maior encontro de criatividade da América Latina ocupa novamente todo o complexo da Cidade das Artes até o dia 16, com painéis, workshops, pitchings, rodadas de negócios, masterclasses, ativações e experiências imersivas para um público estimado em mais de 40 mil pessoas. O conceito de soft power – que se traduz, de maneira resumida, na forma como uma nação projeta culturalmente a sua imagem para o resto do mundo – é o tema norteador desta edição.

“A cada edição adotamos um tema que direciona os trabalhos. Em 2023, o soft power será a nossa bússola. Trata-se de um artifício de construção de uma ideia a longo prazo, de forma subliminar. Vivemos na era da influência e o Brasil é um celeiro infinito de ativos para o uso dessa estratégia. A floresta amazônica, por exemplo, é um símbolo com enorme potencial para a construção da imagem do país, assim como a cultura e a diversidade do nosso povo. Os Estados Unidos foram provavelmente os primeiros a descobrir que através de Hollywood poderiam influenciar o mundo. Hoje vemos China, Coréia do Sul e a própria Ucrânia usando o soft power para controlar narrativas e construir suas imagens globalmente”, afirma Rafael Lazarini, idealizador, fundador e CEO do Rio2C.

O evento se divide em quatro eixos ao longo dos seis dias. Os Summits, que acontecem no dia 11 de abril, marcam o dia de abertura do Rio2C e abordam recortes específicos de programação como: marcas e conteúdo, creator economy, inovação no mundo dos esportes, e criptoativos e ativos verdes. A Conferência se concentra nos dias 12, 13 e 14 e aborda em seus painéis temascomo audiovisual, música, games, tecnologia, ciência, mídias, marcas, sustentabilidade, arquitetura, urbanismo, moda, artes e futuro do trabalho, entre outros. Paralelamente à programação de palestras, a seção de Mercado traz oportunidades como pitchings e rodadas de negócios para criadores, executivos, investidores e startups ao estabelecer a ponte entre profissionais de diferentes setores da indústria criativa, incluindo audiovisual, músicaeditorial e games. Voltada ao grande público, a Festivalia realiza no fim de semana uma série de atividades, além de palestras, oficinas e masterclasses com grandes nomes da indústria criativa.

Caberá à cantora multipremiada Angélique Kidjo a palestra inaugural do evento, às 18h30 desta terça-feira. No painel intitulado Vozes da Transformação, a artista e ativista beninense conversará sobre humanidade, a música como ferramenta de transformação social e a potência da cultura afro-brasileira. Vencedora de cinco prêmios Grammy, Angélique é uma das mais importantes artistas da música contemporânea, uma força criativa com 14 álbuns na trajetória. Eleita pela Time como uma das pessoas mais influentes do mundo, é também embaixadora da UNICEF e criou sua própria fundação, a Batonga, dedicada a apoiar a educação de jovens meninas na África.

SUMMITS

O evento vai inaugurar também três summits inéditos. Fruto de parcerias com as empresas Play9NWB/SBF e a revista Forbes, respectivamente, os fóruns tratarão de inovação nos segmentos de cultura digital, de esportes e mercado de capitais, este último com foco em criptoativos e ativos verdes. Realizados no primeiro dia do Rio2C, eles se juntam ao já tradicional summit de marcas e conteúdo do Meio & Mensagem, uma colaboração iniciada em 2018.

Crypto&Carbon (Forbes)

 Fórum de inovação dedicado ao mercado de capitais, com foco nas agendas verdes e de criptoativos, o inédito Crypto&Carbon é fruto de uma parceria do Rio2C com a Forbes, o mais conceituado veículo de negócios e economia do mundo. Na palestra de abertura do summit, O futuro é verde e digital: as oportunidades no mercado de capitais do amanhã, às 13h, o prefeito da cidade do Rio de Janeiro Eduardo Paes introduzirá o painel ao lado de Thiago Pampolha, vice-governador do Estado, antes de conversar com João Pedro Nascimento, presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), sobre o futuro do mercado de capitais no Brasil. O prefeito introduzirá o paianel O painel que reúne Rodrigo Maia, ex-presidente da câmara dos deputados e atual presidente da Confederação Nacional das Instituições Financeiras, o senador Carlos Portinho e Carlos Ratto, da Vórtx QR Tokenizadora, tratará da blockchain enquanto estrutura para modernizar o mercado financeiro e de capitais – o Brasil já prepara o lançamento de sua moeda digital oficial, o Real Digital –, desde as oportunidades geradas pela tokenização até os desafios das finanças descentralizadas.

Responsável pela credibilidade e descentralização dos criptoativos e tokens, a blockchain pode ser também uma revolução para a economia criativa como um todo. Um dos exemplos mais conhecidos é o NFT, mas há um leque amplo de como as indústrias criativas podem se beneficiar da tecnologia. As oportunidades vão desde a proteção de direitos autorais e propriedade intelectual de artistas e criadores e a verificação da autenticidade de contratos, além de jogos e games na blockchain à distribuição de royalties. Neste painel, Daniel Coquieri, da Liqi, e Cláudio Gradiglione, editor da Forbes Money, discutem as oportunidades de investimento da economia criativa nesse enorme universo digital.

Creator Economy (Play9)

O summit Creator Economy levará seis painéis ao GlobalStage, o maior palco do Rio2C. Durante um dia de imersão em temas relacionados à economia criativa, a Play9 apresentará o conceito que hoje permeia todas as suas áreas de atuação: o Ponto C. Com uma abordagem ampla, o fórum irá explorar assuntos ligados à cultura digital, na construção e gestão estratégica de marcas, influenciadores e plataformas. Os debates mergulham na busca pela retenção de atenção das pessoas, onde encontram-se os Cs: Criatividade, Cultura, Curadoria, Conteúdo, Comunidade, Criadores, Cast, Convergência, Celebridades, Compras e Creators.

Com curadoria da Play9 em parceria com o Rio2C, a programação conta com criadores de conteúdo e executivos renomados do mercado digital e de comunicação. Entre os temas abordados estão a cultura do meme, produção periférica e o match entre criadores de conteúdo e marcas. Já estão confirmados as jornalistas e apresentadoras Fátima Bernardes Fernanda Gentil, o empresário e CEO da MField, Flávio Santos, além da atriz Valentina Bandeira.

Sport Innovation (NWB/SBF)

O mercado esportivo movimenta bilhões de dólares anualmente no mundo, com a aproximação de mais marcas e público durante os últimos anos. Em parceria com a NWB e o Grupo SBF, que junto com Centauro, Nike, FitDance, OneFan e X3M, formam o maior ecossistema esportivo do Brasil, o Rio2C lança o Sports Innovation, primeiro summit de esportes do festival. Serão três salas exclusivas com 18 painéis e mais de 70 palestrantes convidados. Um line up completo de temas que envolvem discussões sobre o universo do setor – desde o ponto de vista mercadológico, passando pelo desempenho de atletas, até os benefícios para a saúde.

A presença das mulheres no fórum é enorme, promovendo, assim, toda a potência do feminino no esporte. Entre elas, Isabel Swan, ex-atleta medalhista olímpica de vela e atual coordenadora de esportes femininos do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), fala sobre o impulsionamento da popularidade dos esportes femininos, enquanto a atleta da Seleção Brasileira de Vôlei Fernanda Garay discorre sobre a relação entre foco e performance para uma carreira vitoriosa.

Atletas multimedalhistas, de alta performance e de alcance mundial, também estão na programação. Maior medalhista da história do X Games, o skatista Bob Burnquist mostrará a sua visão sobre esportes de rua e a influência na cultura jovem. O experiente piloto Rubens Barrichello, ex-Fórmula 1 e atual campeão de Stock Car, compartilhará histórias de sua trajetória em painel sobre performance e foco. O ex-judoca e apresentador Flavio Canto, fundador-presidente do Instituto Reação, fará uma palestra sobre a importância da prática de esportes para um estilo de vida saudável.

Os grandes players do mercado foram igualmente contemplados pela curadoria. CEOs, diretores e executivos de empresas focadas em esporte como NikeNBA BrasilESPNFitDanceCruzeiroUFCBotafogoCazé TVLivemode e Fla TV, bem como aquelas que apostam no nicho, incluindo Warner Discovery/TNTYoutubeTikTokAmazon PrimeFacebook Paramount, trazem suas experiências e perspectivas sobre o momento e o futuro do setor.

Também serão abordados na programação assuntos como o crescimento das plataformas digitais de apostas, a efervescência das Sociedades Anônimas de Futebol (SAF’s), a revolução digital nas transmissões de jogos e como a geração Z consome conteúdo esportivo.

Conteúdo e Marcas (Meio & Mensagem)

Em sua quarta edição, o Summit Meio & Mensagem traz ao Rio2C os grandes temas que têm mobilizado a opinião pública, sob a ótica do mercado publicitário. Etarismo, inclusão de PCDs e novas pautas de diversidade na comunicação serão debatidos por Rony Santos, gerente de diversidade do Grupo Boticário, o influenciador digital de inclusão Ivan Baron e Egnalda Cortes, CEO da Cortes e Companhia, que analisam como as marcas podem falar com esses grupos de consumidores e retratá-los de forma real.

A recente polarização, que inflamou as discussões políticas nos últimos anos, é também um desafio para a criatividade de agências, anunciantes e produtores de conteúdo, que discutem como devem se portar em um cenário em que escolher um posicionamento significa desagradar parte do público. O assunto estará na pauta da mesa que reúne Angerson Vieira, diretor de criação da Africa, Georgia Reinés, Researcher Director da Dojo, e Ricardo John, presidente e CCO da FCB.

O advento de softwares de Inteligência Artificial, como o ChatGPT, levanta questões como o quanto as novas tecnologias podem comprometer o processo criativo, tornando-os menos humanizados, pasteurizando os conteúdos. Clarissa Astigarra, diretora de criação da ID\TBWA; Domenico Massaretto, fundador da Rain Creative A.I., e Wanessa Singh, head de mídia, dados e plataformas da Wunderman Thompson Brasil, conversam sobre o assunto com moderação de Isabella Lessa, editora do Meio & Mensagem.

O futuro do metaverso em um mundo pós-pandemia; a entrada das marcas no streaming com o início de vendas de assinaturas mais baratas suportadas pela publicidade; o desafio das mensagens curtíssimas, popularizadas por redes sociais como Tik Tok e Instagram, na criação publicitária, além da preocupação com sustentabilidade e redução do impacto ambiental são alguns dos assuntos que também serão abordados no Summit.

A CONFERÊNCIA

Eixo principal da programação do Rio2C, a Conferência conta com painéis sobre temas diferentes, abordados a partir de óticas distintas, nos 11 palcos dessa edição.

“O Rio2C se tornou o principal evento no país para os profissionais da indústria criativa. Com a inclusão de novas temáticas, palcos e das novas categorias de pitching, a expectativa se torna ainda maior. Estou confiante de que essa edição será histórica e marcará mais um passo no fortalecimento da nossa indústria criativa”, afirma Lazarini.

Audiovisual

O audiovisual movimenta diferentes palcos durante os três dias de conferência com expoentes do cenário nacional e internacional. Considerado um dos mais importantes nomes do cinema argentino de sua geração, o prolífico diretor, produtor e roteirista Daniel Burman – vencedor do Urso de Prata no Festival de Berlim (2004), com o longa-metragem El Abrazo Partido, e showrunner da aclamada série Iosi, o espião arrependido – dará sua perspectiva de como cativar audiências globais através da criatividade. No painel Tempo Rei – um Reencontro entre o Músico e Compositor Gilberto Gil e o Diretor Andrucha Waddington, mediado por Flora Gil, o trio revisita as histórias e curiosidades sobre os bastidores dos projetos realizados – desde Tempo Rei (1996) até a série documental Viajando com os Gil, continuação do projeto Em Casa com os Gil – e conversam sobre a parceria de quase trinta anos em que transpõem para as telas as canções e reflexões do artista baiano.

O casal de cineastas, roteiristas e produtores Baran Bo Odar e Jantje Friese, responsáveis pela série Dark, um dos maiores projetos da Netflix, e 1899, contam sobre seus processos criativos, suas visões estratégicas para a indústria e detalham os mais recentes passos de sua trajetória empreendedora. O diretor brasileiro Fernando Meirelles e o produtor canadense Niv Fichman estarão à frente da conversa de encerramento da Conferência, na qual celebram a amizade que começou com uma relação de trabalho perfeita – a adaptação cinematográfica de Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago – e ainda segue hoje com a realização do projeto The Sympathizer, série para a A24 e HBO, protagonizada por Hoa Xuande, Robert Downey Jr. e Sandra Oh.

Pam Kaufman, presidente e CEO de Mercados Internacionais e Licenciamento Mundial de Produtos e Experiências da Paramount, fala de sua trajetória como líder de uma das maiores empresas de entretenimento do mercado mundial e sua visão estratégica sobre o futuro do audiovisual. Os desafios para os criadores da América Latina atingirem audiências internacionais é o tema discutido por três líderes de produtoras de peso no cenário mundial. David Levine, CCO da Anonymous Content, produtora dos premiados longas-metragens Spotlight e O Regresso, entre muitos outros projetos, conversa com Christian Gabela, vice-presidente sênior e head para América Latina, Espanha e US-Latinx da centenária produtora francesa Gaumont, e Syrinthia Studer, vice-presidente executiva de produções internacionais da Paramount Pictures, sobre estratégias para equilibrar identidades locais e apelo global.

Assuntos como a regulação do VOD, o boom das adaptações literárias, a indústria criativa como potencializador do soft power, o futuro do cinema e os caminhos das coproduções também estão entre os destaques dos painéis voltados ao setor.

Música

Os bastidores da música continuam trazendo inúmeras discussões relevantes para o futuro da indústria. Eleito pela Revista Billboard um dos dez nomes mais poderosos do mercado fonográfico, Lyor Cohen, head global de música do Google e Youtube, tem a carreira entrelaçada com o crescimento do hip-hop, incluindo trabalhos com artistas do porte de The Killers, Ed Sheeran, Bruno Mars, The Black Keys, Kanye West, Bon Jovi, Mariah Carey e Jay-Z, para nomear alguns. O executivo – ex-presidente da Def Jam, uma das maiores gravadoras de rap da história, fundador da 300 Entertainment e ex-CEO da Warner Music Group – vai contar histórias dos primórdios da cena, além de falar sobre a explosão da música latina, de sua visão do futuro da música – e como o YouTube se encaixa nele.

No painel No Ritmo do Branding: o Poder da Música na Publicidade, alguns dos mais importantes executivos internacionais irão discutir as possibilidades e os impactos da relação entre música e publicidade no mercado. Molly Neuman, CMO da Downtown Music, Alex Menck, head das Américas da BigSync, e Diederik van Middelkoop, CCO da Amp Amsterdam, vão compartilhar suas visões sobre a conexão emocional que a música traz para campanhas de marca e o alinhamento com os seus valores, bem como a sua importância na criação de experiências únicas para o consumidor, além do papel da indústria na formação de movimentos culturais e seu impacto no comportamento de consumo do público.

Dilsinho extrapolou as fronteiras do pagode para se tornar um dos artistas mais bem-sucedidos de sua geração. Conhecido no meio como o “Diferentão”, por ser um dos artistas mais inovadores da cena atual, o músico revela como as suas colaborações com artistas de diferentes gêneros musicais, a exemplo de Ivete Sangalo, Ferrugem, Luisa Sonza e Léo Santana, abriram não apenas novas oportunidades criativas, mas elevaram canções de seu repertório ao status de “mega hit”, como a música Refém, que já tem mais de 480 milhões de visualizações no YouTube.

A campanha educacional Your Music Your Future, criada nos EUA para informar artistas e compositores sobre a crescente prática de aquisição de direitos autorais, se transformou em uma plataforma global. No painel homônimo, especialistas de diferentes áreas, como os compositores Alexis Cuadrado e Flavia Tygel, o diretor e roteirista Cesar Charlone e o produtor e empresário Kondzilla discutem as opções de remuneração dos criadores e os impactos das vendas de seus direitos autoriais no processo conhecido como “buy-out”.

Presidente e CEO da América Latina da Sony Music Publishing e compositor indicado ao Grammy Latino, Jorge Mejia conversa com Susan Butler (Music Confidential) sobre o incrível crescimento do número de fãs de música latina em todo o mundo, o mercado atual de oportunidades de sincronização audiovisual e as tendências que o gênero musical pode seguir local e globalmente.

Kondzilla, cujo canal no Youtube soma mais de 66 milhões de inscritos e 37 bilhões de visualizações, ainda participa de outra palestra na qual expõe as principais lições do mercado da música que podem ser aplicadas no audiovisual, seguindo a linha do cruzamento de temas multidisciplinares nas conversas. O produtor paulista, que vem ampliando sua atuação no segmento com a produção de obras de sucesso, como a série Sintonia, um dos projetos nacionais mais assistidos da Netflix, irá explorar questões de direitos autorais, recolhimento de royalties, modelos de negócios, estratégias de distribuição e as oportunidades oferecidas pelo ambiente digital, como a possibilidade de criação de comunidades de fãs e a oferta de conteúdo personalizado.

Das origens na favela até se tornar um dos maiores nomes do pop brasileiro contemporâneo, a cantora e compositora Ludmilla também é um dos destaques da programação, que traz ainda temas como o futuro dos shows, a importância das redes sociais para o lançamento de novos artistas, a indústria na era da distribuição digital e como as tradições afro-brasileiras influenciam a identidade musical do país.

Games

O universo dos games – setor bilionário da economia criativa que mais cresce no mundo e fatura mais do que as indústrias da música e do cinema juntas – ganhou este ano o Game+, palco dedicado exclusivamente ao tema durante os dias da Conferência, além da presença na Festivalia, como já aconteceu na edição anterior. Os encontros contarão com alguns dos maiores nomes da área para falar de uma variada gama de assuntos que envolvem o mercado, entretenimento, modelos de negócio, música, audiovisual, metaverso, eSports, moda, protagonismo feminino e diversidade. O palco é fruto de uma parceria do Player1 Gaming Group, spin-off da unidade de games e eSports da Globo, hoje uma startup independente, investida pela Globo Ventures, braço de investimento do grupo.

Bruno ‘Playhard’ Bittencourt, destaque na lista da Forbes under 30, fundador e CEO da Loud, e Jaime Pádua, fundador e CEO da Fúria – duas das maiores empresas de eSports no mundo – com mediação de Nyvi Estephan, apresentadora, atriz e host brasileira de eSport mais requisitada da América Latina, se encontram no painel Game ORGs – muito mais que um time. Os dois oferecerão insights sobre o impacto e o crescimento dos eSports no mercado e como se tornaram uma forma popular de entretenimento, sua influência cultural e as estratégias que as suas ORGs usam para engajar o público, além da importância de construir uma comunidade forte em torno de sua marca e o peso da responsabilidade de influenciar milhares de jovens.

O protagonismo feminino nos games será discutido pela ex-jogadora e influenciadora Nicolle Merhy, conhecida como Cherrygumms.  Sócia e CEO da Black Dragons, ela é uma das principais personalidades dos eSports, indicada como a maior referência feminina nos games/eSports do Brasil pela Forbes. Já trabalhou com mais de 50 marcas no Brasil e no mundo, como consultora gamer. Na mesma mesa estará Bruna Soares, diretora global da publisher francesa de games Ubisoft, com mais de 12 anos de experiência no mercado de games. A apresentação é de Camila Silveira, mais conhecida como Camilota XP, apresentadora de eSports, atriz, embaixadora de diversas marcas, com mais de 1,5 milhão de seguidores somente no Instagram.

A diversidade também está na pauta das discussões sobre games. Aos 26 anos, a streamer cearense Samira Close abriu portas para o público LGBTQIA+ e fala sobre a diversidade nesse universo ao lado de Maah Lopez, primeira mulher preta e LBGTQIA+ a ser caster de um campeonato oficial de esportes eletrônicos, no painel Game + Diversidade: inclusão e cultura gamer.

Ciência e saúde

O surpreendente sucesso dos painéis sobre os avanços científicos na área da saúde, especialmente no campo da neurociência, promete se repetir este ano. O desenvolvimento de terapias com a utilização de modernos equipamentos que vêm revolucionando o tratamento de diversas patologias, promete mobilizar novamente o público do Rio2C. Uma espécie de touca que simula um exame de ressonância magnética, utilizada em pesquisas pelo neurocientista João Sato, será colocada no músico e produtor Rafael “Mike” Soares enquanto ele toca um instrumento. As imagens do exame, com as áreas do cérebro ativadas durante a execução da música, serão projetadas em um telão em tempo real. O estudo pretende identificar como a música afeta o cérebro e sua utilização em terapias para diversas doenças, como o Mal de Parkinson.

Os sonhos podem ser manipulados? A intrigante questão será debatida pela neurocientista e psiquiatra Natalia Mota e Paula Tempelaars, head do Laboratório Neurons no Brasil. Pesquisas recentes no campo da engenharia do sonho apontam para maneiras de manipular os sonhos e o comportamento humano, o que levanta questões sobre suas aplicações e a ética envolvida em tais práticas.

A conexão entre o cérebro e o sistema digestivo é fundamental para o bom funcionamento do corpo humano. O sistema nervoso entérico, localizado no trato gastrointestinal, conhecido como “segundo cérebro”, é capaz de enviar sinais para o cérebro e afetar nossas emoções. O microbioma intestinal, composto por trilhões de bactérias e outros microrganismos, pode afetar tanto a saúde mental quanto a emocional. Neste painel, Alessandro Silveira, autor do livro O Lado Bom das Bactérias, e Karina Hatano, médica do esporte, nutricionista e acupunturista, conversam sobre as descobertas e possibilidades desse campo de estudo.

Novas tecnologias, futurismo e sustentabilidade

Depois de trazer Louis Black, fundador do South by Southwest, em 2019, o Rio2C anuncia agora a vinda de outro nome de peso do prestigiado evento de criatividade realizado há mais de 35 anos em Austin. Hugh Forrest, sócio, presidente e diretor de programação do SXSW – ou SouthBy, como é carinhosamente conhecido -, falará sobre a evolução do evento de pequena conferência de música para maior evento de criatividade do mundo, o papel do SXSW na transformação de Austin em polo global de inovação, e da “invasão brasileira” na edição de 2023.

Brett King é um futurista australiano e palestrante de renome mundial, autor de best-sellers internacionais e personalidade da mídia. Apelidado de “rei dos disruptores” e apresentador dos podcasts BreakingBanks, considerado o maior do universo FinTech, e The Futurists, que apresenta os pensadores do futuro mais proeminentes do mundo, King foi conselheiro do governo Obama sobre a política de Fintechs e continua assessorando reguladores e conselhos em todo o mundo sobre questões relativas as transformações tecnológicas. Seu livro Augmented, sobre inteligência artificial, foi citado pelo presidente chinês Xi Jinping como leitura obrigatória sobre o tema. Autor também de The Rise of Technosocialism, lançado em 2022, Brett compartilhará suas previsões sobre como a humanidade terá que se adaptar de forma inimaginável por conta das grandes transformações que estão por vir, envolvendo desde as mudanças climáticas à inteligência artificial.

O futuro é das CHICS – cidades humanas, inteligentes, criativas e sustentáveis. São aquelas que buscam equilibrar o desenvolvimento econômico, social e ambiental, levando em consideração as necessidades das gerações atuais e futuras. Tais cidades promovem o uso eficiente dos recursos naturais, reduzem a emissão de poluentes, incentivam o transporte sustentável e a reciclagem de materiais, além de valorizarem a qualidade de vida de seus habitantes. O Brasil é um dos países mais urbanizados do mundo, com cerca de 86% da população vivendo em áreas urbanas, e enfrenta diversos problemas socioambientais nas cidades, como poluição, desigualdade social, falta de infraestrutura, e mobilidade restrita. Eudoxios Anastassiadis, CEO da Alfa Realty, Susanna Marchionni, CEO da Planet Smart Cities e Marcia Masotti, Diretora de Sustentabilidade da ENEL falarão sobre maneiras de se criar um ambiente urbano mais saudável, justo e equilibrado para todos, apresentando soluções para o planejamento de cidades mais sustentáveis com o envolvimento de diversos atores, como governos, empresas, organizações da sociedade civil e cidadãos.

Em convergência com a trilha do tema anterior, as cidades são muito mais do que apenas espaços físicos onde as pessoas vivem. Elas são uma extensão da humanidade, um reflexo de quem somos e do que valorizamos. Uma cidade humana é aquela que promove a inclusão social, a diversidade cultural, a sustentabilidade e a acessibilidade. Um grupo de renomados arquitetos e urbanistas composto por Joice BerthAdriana SansãoBruna Cesario e Rodrigo Calache conversam sobre ferramentas e soluções integradas e colaborativas que podem transformar as cidades em espaços melhores para os seus residentes.

A indústria da construção desempenha um papel vital no crescimento e desenvolvimento de qualquer país. Um dos grandes desafios enfrentados no Brasil é o déficit habitacional, que tem um impacto significativo na economia e na vida de muitos cidadãos. O surgimento de tecnologias inovadoras, como a impressão de habitações em 3D, está mudando o jogo para os empreendedores da construção, permitindo que eles otimizem seus processos e entreguem projetos de alta qualidade e custos mais acessíveis. No Rio2C 2023, empreendedores que estão usando tecnologias inovadoras em construção para otimizar recursos, reduzir o desperdício e controlar custos, compartilharão suas perspectivas sobre as transformações no setor e suas contribuições, como a engenheira elétrica Juliana Martinelli, fundadora e CEO da InovaHouse3D, primeira empresa da América Latina a desenvolver uma tecnologia de impressão 3D para a indústria da construção civil.

Marcelo Rosenbaum apresenta o seu conceito de design essencial, como um processo que trabalha o potencial do ser humano para remodelar as relações e gerar resultados que impactam e transformam os homens e mulheres, bem como o meio em que vivem. O arquiteto e designer aposta na criação de uma base de confiança mútua com a comunidade, para explorar, num processo multidirecional e dialético de criação de oportunidades. O croata radicado no Brasil Marko Brajovic, por sua vez, explora a noção de Cidade Floresta, que consiste na integração da natureza com a cidadeonde a inspiração no meio ambiente serve como o mentor, o modelo e a medida para a construção do espaço.  

Inovações na moda, arte, design e arquitetura

Antes abordados de forma mais pontual no Rio2C, a moda, arte, design, arquitetura e urbanismo ganham um tratamento mais abrangente no Arts&Crafts, novo palco dedicado exclusivamente a discussões conceituais e mercadológicas sobre as inovações nos segmentos, embora as áreas também estejam na pauta de outros espaços da programação.

A arte e a moda exercem papéis cruciais na desconstrução de padrões estabelecidos e na reconstrução de histórias que reflitam a diversidade e a complexidade da sociedade brasileira. No painel Desafiar Padrões e Reconstruir Narrativas: Autenticidade na Moda e na Arte, a pesquisadora e estilista indígena Day Molina, o diretor criativo Rafa Silvério, a artista visual Silvana Mendes e a curadora Keyna Eleison, ex-diretora artística do MAM, conversam sobre a moda e arte enquanto pilares fundamentais para a construção de identidades pessoais e coletivas, bem como a influência dessas áreas na sociedade e na cultura.

Na conferência Interseccionalidades: o Papel da Arquitetura, Moda e Arte na Construção de Imaginário Maya Marx, especialista na interação entre arte e moda, e a arquiteta Stephanie Ribeiro abordam como essas áreas se conectam e contribuem para a construção de imagens e estereótipos e como se pode criar um imaginário mais representativo e inclusivo para todos quando se reconhece e valoriza a diversidade.

Símbolo de liberdade e de celebração do corpo humano, associada à descontração e alegria, a moda praia tem um papel fundamental na construção da identidade brasileira, refletindo a cultura e o estilo de vida do país, além de ser um importante setor da indústria têxtil local. A estilista Lenny Niemeyer e a jornalista Marcia Disitzer falam sobre a moda praia como elemento de construção da identidade cultural e soft power brasileiro no cenário global.

Vencedor de mais de 100 prêmios nacionais e internacionais ao longo de uma trajetória superior a três décadas, o designer Fred Gelli é um especialista em biomimética, ciência que busca na natureza soluções de sustentabilidade para áreas diversas. O CEO e cofundador da Tátil Design fará uma palestra sobre como o “borogodó”, a diversidade cultural e a força criativa do brasileiro vem conquistando e inspirando cada vez mais o resto do mundo.

Novas tendências no mundo das marcas na comunicação

Os principais rumos, cases e transformações na publicidade, no marketing e no entretenimento, entre outros, são assuntos contemplados no Rio2C desde a primeira edição, nas vozes de CMOs, criativos, produtores, executivos, jornalistas, artistas, gamers e influencers.​​ O painel Redes Sociais x Jornalismo: por onde o Público se Informa Primeiro, explora a mudança significativa no comportamento de consumo de notícias por parte do público brasileiro. Na relação entre as redes sociais e o jornalismo Sergio Maggi, editor de mídias sociais do jornal O Globo, conversa com Fernanda Chaves, administradora do perfil Vai Desmaiar – que conta com quase um milhão de seguidores no Twitter – sobre as tendências da comunicação no país e no mundo, os impactos dos novos formatos, como o aumento do número de contas nas redes sociais, a credibilidade e curadoria do conteúdo, bem como a exposição da audiência à desinformação.

A associação das marcas com criadores de conteúdo já é uma realidade do mercado, onde quase todas empresas incluem influencers em suas estratégias de marketing. No entanto, como essa relação impacta na identidade das marcas? Fátima Pissarra, CEO da Mynd, Rafaela Lotto, sócia e head de planejamento da Youpix, e a influenciadora e fotógrafa Salem, heterônimo de Kimberly Duarte, debatem o alcance de público-alvo e os impactos as parcerias na construção da própria narrativa das marcas.

Existe uma forte relação entre o propósito cultural de uma marca e o seu público-alvoOs consumidores de hoje estão cada vez mais conscientes e são mais propensos a comprar de marcas que reflitam seus valores e crenças. O tema será o ponto de partida do encontro em que Maria Fernanda Albuquerque, vice-presidente global da Havaianas, Ana Clara Schneider, Fundadora da Sondery, e Thais Hagge, CMO da Unilever na América Latina, discutem com Mariana Sá, CCO da WMcCann, sobre como as empresas podem estabelecer conexões mais fortes com seus clientes, criar fidelidade à marca e impulsionar o crescimento do negócio ao alinhar o propósito cultural de uma marca ao seu público-alvo.  

No painel Transformando autenticidade em engajamento na era do marketing de influência, André Marques, head de marca e criação da TikTok América Latina, e Joana Mendes, presidente do Clube da Criação, conversa com o humorista e roteirista Esse Menino sobre como marcas podem combinar a autenticidade de criadores e influenciadores com a sua própria identidade, quais as armadilhas que podem surgir a partir dessa relação e as diversas possibilidades de driblá-las para transformar o binômio em potência de engajamento de seus consumidores.

O Brasil tem a terceira maior audiência de podcasts do mundo, com mais de 30 milhões de ouvintes, número que não pode ser ignorado pelo Mercado. Os formatos que mais atraem o público são entrevistas, narrativas de histórias reais e mesas-redondas, e os temas preferidos dos brasileiros são sociedade, cultura, notícias, política e comédia. Chico Felitti Camila Fremder, dois dos principais nomes do segmento no país, falam com a jornalista Thais Bilenky, do Foro de Teresina, sobre o potencial de podcasts como recurso para posicionamento sobre conteúdos diversos, o alcance de audiência e os desafios de produção.

Outros painéis em torno dos segmentos incluem discussões sobre live marketing, branding experience e as novas possibilidades de imersão do consumidor, a gestão de crise e como transformar desafios em oportunidades e como a publicidade está interagindo com as cidades, entre outros.

MERCADO

Dedicado à realização de negócios na indústria criativa, o Mercado do Rio2C movimenta centenas de milhões de reais nos setores de audiovisual, inovação e música a cada edição. Trata-se de uma oportunidade para profissionais e empreendedores em busca de negócios e networking do setor de inovação/startups, games, editorial, música e audiovisual.

Além das Rodadas de Negócios, que conectam os players em reuniões individuais com proponentes de projetos de diferentes setores, o Rio2C também gera oportunidades nos pitchings, oferece mentorias com especialistas do mercado e lança desafios corporativos.

Sessões de pitching

Pitching de Startups: o Mercado de Inovação do Rio2C busca negócios de impacto que estejam engajados com um ou mais dos 17 (ODS) objetivos de desenvolvimento da ONU e alinhados às verticais da economia criativa. É dividido em 4 verticais: consumo; entretenimento; educação e trabalho; e impacto. Com uma banca de investidores, oferece prêmios para cada setor.

PitchingShow: o Rio2C se tornou a maior plataforma de lançamento de novos artistas da América Latina e reúne os principais profissionais da indústria da música – gravadoras, rádios, plataformas digitais, empresários, curadores de festivais e jornalistas – para descobrirem os próximos grandes nomes do mercado. Com inscrição gratuita e logística paga pelo Rio2C, os 12 artistas escolhidos pela comissão da música e por voto popular fazem um pocket show para quem efetivamente pode mudar suas carreiras.

O evento também terá como novidade a abertura do pitching editorial, em que empresas do setor poderão negociar os direitos autorais de futuros lançamentos de ficção e não-ficção com produtoras e plataformas de streaming. Outra novidade é o Pitching Creator, no qual criadores (pessoas físicas) detentores de qualquer tipo de propriedade intelectual poderão apresentar seus projetos para futuros investidores e compradores.

Pitching Editorial: o Rio2C se aproxima de mais um setor da economia criativa e promove a conexão entre autores, agentes literários, editoras e players do audiovisual. O objetivo da iniciativa é fomentar negócios no setor editorial, estabelecendo pontes entre autores independentes e agentes de editoras, conectando obras literárias ao segmento audiovisual para adaptações.

Pitching Creator: O Rio2C apresenta mais uma possibilidade de negócios para o setor audiovisual e o que era exclusivo para empresas agora também está acessível diretamente a criadores independentes. Produtoras, estúdios e plataformas de streaming de grande e pequeno porte buscam projetos baseados em propriedades intelectuais de diferentes formatos. Desenvolvedores de games, podcast, websérie, curta-metragem ou qualquer tipo de autor de propriedade intelectual terão a oportunidade de apresentar suas ideias a produtores e executivos do mercado audiovisual através dessa nova modalidade de pitching.

FESTIVALIA

No fim de semana, o público terá a chance de vivenciar experiências imersivas com games e realidade virtual e aumentada, além de assistir e participar de uma série de palestras, oficinas e masterclasses com grandes nomes da indústria criativa (a programação será anunciada mais adiante).

OS PALCOS

Dois novos palcos – o Arts & Crafts, dedicado a discussões sobre como o design, a moda, as artes e a arquitetura impactam a sociedade, e o Game+, destinado ao universo dos jogos eletrônicos – se somam aos nove espaços multidisciplinares que já faziam parte da última edição.

Mais heterogêneo e maior de todos os palcos, o Global Stage promove a maior interseção entre os diversos segmentos abraçados pelo evento. O StoryVillage, que ocupa o segundo maior teatro, reverencia a arte da criação, da narrativa, dos roteiros, da composição, do traço e da fórmula, nas mais diversas áreas abordadas pelo evento.

O audiovisual tem no palco Screening Room – assinado pela Rio Filme, órgão que integra a Secretaria de Cultura da Prefeitura do Rio – um espaço para estimular a reflexão sobre o segmento a partir de temas como plataformas de streaming, alternativas de financiamento, propriedade intelectual e coprodução, entre outros. Da mesma forma, o SoundBeats reúne expoentes do universo musical para discutir o show business da música com temas atuais e urgentes como o streaming, lives, direito autoral, empresariamento, turnês e festivais.

Espaço dedicado a temas únicos sobre cérebro, criatividade e descobertas incríveis que surpreendem o público, o BrainSpace, sucesso desde a edição 2019, tem a premissa de transformar a ciência em entretenimento ao abordar temas instigantes de forma acessível. No palco Biodom, as principais tendências e os desafios urgentes nas áreas socioambientais que podem impactar o futuro do planeta são discutidos a partir de temas como a agenda ESG, meio ambiente, energia, diversidade, comunidades e cidades do futuro.

New Frontier traz o futuro para o presente, analisando quem está por trás das mais novas tecnologias e como essas mesmas tecnologias impactam a vida cotidiana e transformarão o mundo como o conhecemos. O Future U abordará temáticas sobre o futuro do trabalho, das empresas e da educação, com foco especial no idadismo, empreendedorismo, educação continuada, novas habilidades e profissões do futuro.

As transformações do universo das marcas, do marketing, da mídia, da publicidade e da propaganda e os cases mais relevantes são discutidos por executivos, produtores de conteúdo, jornalistas, artistas, influencers e gamers na House of Brands. 

Game+ faz uma imersão na indústria dos games e esports e suas múltiplas conexões, sob diversos ângulos e visões. Reúne publishers, criadores, influencers, streamers, organizadores de ligas e eventos, times, artistas, instituições, grandes marcas, e os fãs para celebrar a indústria e suas conexões, bem como entender o futuro.

Arts&Crafts aborda questões mercadológicas e conceituais da arquitetura, design, moda e artes, como a importância artística para a manutenção da identidade, a cadeia produtiva e a geração de negócios para além da estética pura e simplesmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui