Início » Rita Benneditto e Jaime Alem em shows de lançamento do álbum “Rita Benneditto convida Jaime Alem”

Rita Benneditto e Jaime Alem em shows de lançamento do álbum “Rita Benneditto convida Jaime Alem”

Em “Rita Benneditto convida Jaime Alem”, a voz da cantora e as violas e violões do maestro passeiam por um repertório que vai de canto indígena a Arlindo Cruz,de Gilberto Gil a Bumba-meu-boi

por Redação
Rita Beneditto e Jaime Alem

Pertencimento — a ideia atravessa “Rita Benneditto convida Jaime Alem”, álbum que registra o encontro da cantora e do maestro e que chega às plataformas digitais no dia 28/10, sexta. E para comemorar este lançamento Rita e Jaime voltam aos palcos em três shows: 29 de outubro, sábado, no Centro de Referência da Música Carioca/RJ, dia 04 de novembro, sexta, em Rio das Ostras e já tem programado para o dia 22 de janeiro de 2023, sábado, em Maricá, uma realização da Elza Ribeiro Produções, com patrocínio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através do Edital Retomada Cultural RJ2.

“Rita Benneditto convida Jaime Alem”, o disco agora lançado, é um recorte do espetáculo que rodou o Brasil, marcado pela riqueza do encontro da voz da cantora com os timbres dos instrumentos de corda do maestro, e foi cuidadosamente pensado para que fosse mais do que uma simples transposição. No estúdio, elas ganharam novas cores, novas leituras que acrescentaram mais recheio às músicas.

Como conta Leonardo Lichote no release sobre o álbum, a história da parceria de Rita e Jaime remonta há mais de uma década atrás. Em 2008, ele foi convidado para ser o diretor musical do show “Três Meninas do Brasil”, que reunia Rita, Jussara Silveira e Teresa Cristina. O projeto foi gravado, virou CD e DVD, mas a Rita tinha o desejo de dar prosseguimento à sua conversa com o maestro.

A ideia ficou adormecida por um tempo. Até que um dia Rita fez o convite para que Jaime (que por anos foi o maestro de Maria Bethânia) montasse um show com ela. Conhecida por trabalhos enérgicos e dançantes como “Tecnomacumba”, ela queria desta vez mostrar uma face acústica, delicada, com canções que ainda não havia gravado.  Juntos, Rita e Jaime pensaram então o repertório e a sonoridade do espetáculo, inicialmente chamado de “Suburbano Coração” (nome de um antigo projeto dela) e depois rebatizado simplesmente como “Rita Benneditto convida Jaime Alem”, com a idéia de pertencimento a um chão desenhado em todas as músicas, tanto no show como no álbum que agora tomou forma.

Estão lá os cantos indígenas dos Urubu-Kaapor (“Credo”, trecho da missa indígena criada por Marlui Miranda), o chamado à responsabilidade e à reflexão de “Rosa de Hiroshima” (Gerson Conrad e Vinicius de Moraes, clássico dos Secos & Molhados). Rita e Jaime se enraízam num terreno onde “Meu Lugar” (Arlindo Cruz) é muito maior do que a Madureira da letra da canção. Trazem também o Bumba-meu-boi do Maranhão de “Se não Existisse o Sol” (Chagas), o anjo tosco de “As Asas” (Chico César), “o mais bonito dos planetas” cantado em “O Sal da Terra”(Beto Guedes e Ronaldo Bastos) e “No Tempo dos Quintais” (Sivuca/Paulinho Tapajós), em tom de seresta interiorana, e outras belas canções que retratam esse Brasil profundo que nos encanta.

O repertório ainda traz a mistura de sentimentos de pureza em “Feliz com Meu Bem” (Jaime Alem), do amor que segue dando o tom em “O Que Fomos Nós (The way we were)” (Alan Bergman/ Marilyn Bergman/ Marvin Hamlisch), versão em português escrita por Jaime para o sucesso na voz de Barbra Streisand.

Além dessas canções citadas que estão no disco, estarão também no show “Estrada de Canindé” (Luiz Gonzaga) “Tem Quem Queira” (Antônio Vieira e Pedro Giusti), “Impossível Acreditar Que Perdi Você” (Marcio Greick e Cobel) e “Deixa a Gira Girar” (Mateus Aleluia/Os Tincoãs) que completam o retrato do nosso lugar, o mais bonito dos planetas, o rio de nossa aldeia.

SERVIÇOS

ShowRITA BENNEDITTO CONVIDA JAIME ALEM

Rio de Janeiro: Centro da Música Carioca Artur da Távola (Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca- 3238-3831 / 3238-3880)

Rio das Ostras: Teatro Popular (Av. Amazonas, S/Nº – 2º piso – Centro)

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via