Início » Rock in Rio 2022: Espaço Favela chega gigante ao anunciar dream team das comunidades cariocas, fenômenos nas redes sociais que, juntos, somam mais de 106.5 milhões de seguidores

Rock in Rio 2022: Espaço Favela chega gigante ao anunciar dream team das comunidades cariocas, fenômenos nas redes sociais que, juntos, somam mais de 106.5 milhões de seguidores

por Redação
Buchecha

Com o objetivo de exaltar talentos das comunidades e subúrbios do Rio de Janeiro, o Espaço Favela terá Ferrugem como embaixador do palco e headliner do dia 10 de setembro, além de Gangrena Gasosa, PK convida MC Don Juan, Funk Orquestra, Drenna, MD Chefe convida DomLaike, Orochi e Lexa como as principais atrações dos demais dias

Festival também inova na cenografia para o Espaço Favela, aumentando o tamanho do palco e passando a contar com grandes telões nas laterais

Venda geral de ingressos começa amanhã, 5 de abril, às 19h

Sucesso entre o público logo em sua estreia na edição passada, atraindo olhares para as comunidades do Rio de Janeiro, o Espaço Favela está de volta e recheado de novidades para a edição deste ano do Rock in Rio. O palco encantou a Cidade do Rock ao exaltar os artistas consagrados e expoentes que nasceram nas favelas e nos subúrbios do Rio de Janeiro, independente de seus gêneros musicais. Entre as novidades desta edição, está o anúncio de um embaixador: o cantor Ferrugem, que faz sua estreia no maior evento de música e entretenimento do mundo como headliner do local no dia 10 de setembro. O festival também anuncia um verdadeiro dream team para o palco, que terá shows da banda Gangrena Gasosa, no dia 2 de setembro; PK convidando MC Don Juan no dia 3; Funk Orquestra, no dia 4; Drenna, no dia 8; MD Chefe convida DomLaike, no dia 9; Orochi, como uma das principais atrações do dia 10 e Lexa no dia 11. Juntos, considerando as principais redes sociais, eles somam mais de 106.5 milhões de seguidores — este número inclui a plataforma de entretenimento TikTok.

As novidades não param por aí! O Espaço Favela chega ainda mais robusto e contará com telões em formato de outdoor retangular, típicos das comunidades, uma nova cenografia colorida e lúdica, incorporando todo o potencial da economia criativa que permeia esses locais, a partir das danças, música e de todas as manifestações culturais presente nas favelas. A proposta é levar para a Cidade do Rock os costumes, os botecos das favelas e as iguarias peculiares daquela cultura.

Para o diretor artístico do Espaço Favela, Zé Ricardo, o Rock in Rio olha para as favelas buscando enaltecer e celebrar todos talentos que nascem delas. “O Espaço Favela teve um crescimento e se firmou na Cidade do Rock após uma estreia memorável na edição de 2019. Este ano, vamos receber no palco artistas que já são consagrados e de muita expressividade no Brasil, que possuem uma grande base de fãs já estabelecida. Também, a partir de uma curadoria que envolve líderes das comunidades e projetos sociais, traremos ao palco os novos talentos — cantores, bandas e bailarinos — que são locais dessas áreas. Vamos abordar uma narrativa não só de artistas expoentes, mas também as vozes que já são uma grande potência na indústria. Um verdadeiro encontro de fenômenos.” finaliza Zé.

“Usamos o poder de reverberação do Rock in Rio para dar ainda mais visibilidade aos talentos das favelas do Rio de Janeiro. Não estamos falando em assistencialismo, estamos falando em valorizar aquilo que é bom, maravilhoso e que precisa apenas de mais luz para ganhar o mundo. Talentos que cresceram na favela e que estão adormecidos à espera de uma oportunidade para voar”, reforça Roberto Medina, presidente do Rock in Rio.

O Espaço Favela será dinâmico e com muitas atrações ao longo do dia. No total, 24 bandas de diversos ritmos musicais vão compor o line-up, que contará sempre com um headliner e mais outras duas atrações, além de DJs e 42 bailarinos. O cantor Ferrugem, nascido e criado em Campo Grande, subúrbio do Rio de Janeiro, já foi ambulante e vendedor de jornais, e hoje está confirmado como a principal atração do palco no line-up do dia 10 de setembro. O artista carioca, um dos maiores fenômenos da música brasileira, indicado a diversas premiações importantes como Grammy Latino e Prêmio Multishow, recebe o título de primeiro embaixador do Espaço Favela e promete uma boa mistura entre os sucessos do seu novo álbum, “Ferrugem em casa”, e seus sucessos mais antigos, como, “Eu Juro”, “Atrasadinha” e “Climatizar”.

Ainda, no dia 10 de Setembro, o rapper Orochi se apresenta no espaço. Natural de São Gonçalo, no estado do Rio de Janeiro, Orochi ficou conhecido após percorrer o circuito de batalhas de rap. Com 5,2 milhões de seguidores no Instagram e mais de 1 bilhão de visualizações em suas músicas do Youtube, o cantor lançou o seu primeiro álbum, “Celebridades”, e se tornou o rapper brasileiro mais escutado do Spotify em 2020. Em 2021, lançou o segundo álbum de sua carreira, “O último dos românticos”. Abrindo as apresentações neste mesmo dia, El Pavuna, do bairro da Pavuna, subúrbio do Rio de Janeiro, também traz o samba ao Espaço Favela. Apaixonado pela riqueza da música brasileira, o artista faz do samba a sua bandeira. El Pavuna gravou um projeto de áudio e vídeo em homenagem a seus ídolos do samba, intitulado “Lado Bom”, que ganhou destaque em suas redes em 2021.

No primeiro dia do festival, 2 de setembro, a principal atração do chamado Dia do Metal será a banda Gangrena Gasosa. Formada no Rio de Janeiro, no início da década de 90, o grupo cruza elementos da cultura afro-brasileira na sua música incorporando uma mistura de Heavy Metal com Hardcore regado a pontos de Exus. A banda criou o estilo “Saravá Metal”, e é uma versão brasileira e bem-humorada do Black Metal, a vertente extrema do Metal. Já a banda Affront, formada em 2016 pelo Baixista, vocalista e líder da banda, Marcelo Mictian, nascido e criado no Complexo da Maré, lançou seu primeiro álbum, em 2016, “Angry Vocês” e, em 2019 lançou o segundo álbum “World in Collapse”, que lhe renderam inúmeros shows pelo Brasil e mundo. Abrindo as apresentações do dia, a banda Revengin, um projeto ambicioso que visa mesclar Heavy Metal com elementos sinfônicos em um time composto por grandes músicos do estado do Rio de Janeiro, vai agitar o público. Em 2014, o grupo deu um grande salto na carreira com o lançamento do álbum, “Cymatics”, que proporcionou aos músicos, a primeira turnê europeia. Para 2022, a banda se prepara para lançar o seu novo álbum.

Funk Orquestra

Funk Orquestra – foto Marcelo Tabach

Já PK está confirmado como o headliner do Favela no dia 3 de setembro. O cantor e compositor é cria de Tijolinho, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, e ganhou notoriedade nas batalhas de rima da cidade. Em seguida, PK logo despontou com seu single “Quando a Vontade Bater”, maior música explícita da história do Spotify Brasil com mais de 150 milhões de streams, e conquistou posições nas paradas musicais que lhe renderam três certificados de platina. PK também se destaca por suas parcerias, como a com o cantor MC Don Juan, a quem estendeu o convite para dividir o palco do Rock in Rio. Uma oportunidade ímpar para o público viver o melhor do trap funk carioca/paulista. O rapper e o Mc lançaram, juntos, o primeiro projeto em 2019, “Não dá mais”, que vem fazendo sucesso até hoje. Além disso, os cantores possuem a parceria em “Mó Estilão De Cara Fechada” e o mais recente sucesso, a faixa “A Pagodeira”. No mesmo dia, o rapper BIN, nascido em Belford Roxo, sobe ao palco com seus sucessos “Saturno”, “Marília Mendonça” e seu último single “Apê 1001”, que entrou no TOP 50 de músicas mais ouvidas do Brasil no Spotify. Com mais de 10 milhões de reproduções e o clipe acumulando mais de 18 milhões de visualizações no Youtube, BIN se destacou na cena underground com uma voz única e uma estética diferente do que era visto na época. A atração responsável por abrir as apresentações do dia será Azula, que atualmente produz seu primeiro EP, em que relata questões relacionadas aos traumas das populações negras e LGBTQIA+, além das reelaborações e possibilidades de superação. Com referências no Jazz, MPB, Samba, R&B, suas músicas abordam a realidade social do país, a afetividade, autocuidado e amor.

A Funk Orquestra, por sua vez, trará um diferencial ao palco no dia 4 de setembro como a principal atração da noite. O grupo, que foi destaque no Palco Sunset na edição de 2019, faz uma mistura inédita de música clássica em batidas de funk conhecidas pelo público. Formados por moradores de comunidades do Rio de Janeiro, os headliners do espaço têm a proposta de recuperar uma antiga tradição das “bandas de baile” e de misturá-las com tudo que o “Baile Funk” tem de mais poderoso, dando origem à uma orquestra dançante, descontraı́da e desconstruı́da, como nunca se viu antes. No mesmo dia, o cantor Buchecha, que nasceu na comunidade Coronel Leôncio e foi criado na comunidade do Salgueiro, ambas em Niterói, foi um dos pioneiros do chamado funk melody. Repleto de hits em sua carreira, o artista não deixará de fora do setlist músicas icônicas como “Conquista”, “Quero te Encontrar” e “Só Love”. Expoente da cena musical atual, o cantor Taylan, da comunidade de Atalaia, em Niterói, começou a cantar com 14 anos em um coral e foi aí que começou seu amor pela música. Ele chegou a seguir o caminho do tráfico, mas deu a volta por cima e tem contrato assinado com a gravadora Baguá Records. Taylan abre o palco no dia 4 de setembro.

Da favela do Complexo do Alemão surgiu Drenna, uma das principais expoentes da cena rock carioca e confirmada no line-up para dia 08 de setembro. Drenna segue sendo uma das mais ativas bandas de rock independentes do cenário. Além da musicalidade, Drenna também representa o empoderamento feminino no rock, com letras que costumam abordar a realidade contemporânea e defendem a liberdade de expressão. Embora o rock de guitarras seja a alma de Drenna, a banda também expande o seu lado artístico nos clipes, que priorizam um áudio visual sempre caprichado e criativo. Outra atração do espaço é o DJ e produtor TH4I, nascido no bairro do Fonseca, em Niterói. O produtor musical e autor de hits do pop nacional, que está em uma nova fase em sua carreira, retomando as suas raízes e influências musicais, ainda estende o convite para tocar no Rock in Rio à Lia Clark, uma das maiores representantes da cena musical LGBTQ+. A drag queen santista é conhecida pela sua mistura bem humorada de funk com pop.

Abrindo as apresentações, diretamente de Dick do Vilar, Jardim Meriti, São João de Meriti, para o programa The Voice e para o Espaço Favela, o cantor IZRRA promete encantar o público com um show que passa pelo R&B e também transita entre os gêneros RAP e Trap.

Já na sexta-feira, dia 09 de setembro, MD Chefe convida DomLaike para um show que vai sacudir o Espaço Favela. MD é o dono por trás da voz mais emblemática do trap nacional. Ele alcançou fama nacional com músicas sobre elegância, sofisticação, e empoderamento, lançando bordões icônicos. Seu disco de Estreia “ATG Tape” estreou entre os top 10 lançamentos Globais no Spotify e viralizou com o seu primeiro single, “Rei Lacoste”, em parceria com o rapper DomLaike, com quem que vai compartilhar o palco do Rock in Rio. Outra atração do espaço é o rapper Choice, cria do morro do Atalaia, em Niterói, que deu início à sua carreira em 2014 nas batalhas de rima. Em 2017 lançou o single solo “Super Hip Hop”, primeira faixa de seu EP de estreia “Ruby King 7102”. No fim do ano passado, o MC encerrou um ciclo com o lançamento da mixtape “Reais Mesmo Vol. 2”. Abrindo as apresentações do local, Marvvila, natural de Bento Ribeiro, subúrbio do Rio de Janeiro, é a mais nova promessa do samba e pagode brasileiro. A cantora já fez dueto com Ferrugem e participou do EP Numanice, de Ludmilla. Intérprete dos hits “Dizendo por Dizer”, “A Cada Beijo” e “Pra te dar Razão”, que já conta com 2,5 milhões de visualizações no YouTube.

No chamado “Dia Delas” do Rock in Rio, marcado para 11 de setembro, a headliner do Espaço Favela é a Lexa. Nascida na comunidade de Araticum, no bairro do Anil, na zona oeste do Rio de Janeiro​​, a artista explodiu com a trilogia de funk bem-sucedida: “Sapequinha”, “Provocar” e “Só Depois do Carnaval”. Fenômeno entre o público e um dos maiores nomes do funk da atualidade, no Carnaval de 2020 o “Bloco Sapequinha da Lexa” levou 500 mil pessoas para as ruas de São Paulo e, no Youtube, ela passou a marca de 1 bilhão de visualizações. A apresentação no Espaço Favela vai pegar fogo com os hits, “Chama Ela”, “Aquecimento da Lexa” e “Combatchy”. Já Azzy iniciou sua trajetória pelas batalhas de rima de sua cidade natal, São Gonçalo e na vizinha, Niterói. Hoje, a cantora está entre as artistas de maior sucesso da nova geração de música urbana do Brasil, com cerca de 3 milhões de ouvintes mensais no Spotify e mais de 1 bilhão de views no YouTube. Atração de abertura do local, Ella Fernandes é cantora, compositora, atriz e poeta oriunda do Coroado, bairro periférico da cidade de São Gonçalo. Cantora pop com influências do Soul, gravou em parceria com Marcelo Mello Jr. a música “Fazendo Falta” e no projeto Mana Música as canções “De São Gonça a Salvador” e “Miçanga Balança”.

Agendado para os dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022, o festival acontece na Cidade do Rock, localizada no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. Nomes como IRON MAIDEN, Post Malone, Justin Bieber, Guns N` Roses, Green Day, Coldplay e Dua Lipa já estão confirmados.

Venda oficial de ingressos começa amanhã

Depois de duas vendas arrebatadoras de ingressos para a edição de 2022, do Rock in Rio Card e para clientes Itaú, os fãs do Rock in Rio poderão, a partir das 19h desta terça-feira, 5 de abril, adquirir sua entrada na Cidade do Rock. Os ingressos poderão ser adquiridos pelo site rockinrio.ingresso.com. A data do reencontro do público com o evento está marcada para 2 de setembro de 2022, quando acontece o primeiro dia de Rock in Rio e o evento segue pelos dias 3,4,8,9,10 e 11 de setembro. Para 2022, a organização já anunciou os headliners do Palco Mundo do festival: IRON MAIDEN, Post Malone, Justin Bieber, Guns n’ Roses, Green Day, Coldplay e Dua Lipa.

Pela sexta edição consecutiva, a Ingresso.com será o parceiro de vendas oficial do festival. Para a edição do Rock in Rio Brasil 2022, o valor da entrada será R$ 625,00 (inteira) e R$ 312,50 (meia-entrada). O pagamento poderá ser feito por cartão de crédito e o valor parcelado em até 6x sem juros. Aqueles que efetuarem o pagamento com cartão de crédito Itaú, Itaucard, Credicard e Iti poderão comprar seus ingressos de gramado e ainda aproveitar 15% de desconto na inteira e o parcelamento em até 8x sem juros. A compra de meia-entrada é garantida por lei para estudantes, menores de 21 anos, maiores de 60 anos, deficientes e seu acompanhante, profissionais e professores da rede de ensino do Rio de Janeiro e jovens de baixa renda. Os clientes que adquirirem a meia-entrada terão que informar no próprio site todas as informações referentes ao documento que comprove tal condição, para posterior validação, assim como será necessário apresentá-lo no acesso à Cidade do Rock, no dia do evento. Outras informações sobre os ingressos estão no site rockinrio.ingresso.com.

Nas duas vendas anteriores, do Rock in Rio Card e para clientes Itaú, a organização do Rock in Rio teve a real tradução do desejo incontestável dos fãs pela volta do entretenimento ao vivo. Após uma venda arrebatadora dos Rock in Rio Cards no ano passado, que teve 200 mil ingressos esgotados em 1h28min, a pré-venda de bilhetes para clientes Itaú, com cartões de crédito Itaú, Itaucard, Credicard e Iti também se esgotou em tempo recorde. Os bilhetes disponíveis para a pré-venda, no dia 17 de março, distribuídos entre todos os dias de festival, acabaram em 2 horas e 27 minutos. Os ingressos para os dias 04 e 10 de setembro, que tem como headliners Justin Bieber e Coldplay respectivamente, esgotaram em apenas 15 minutos. Os membros do Rock in Rio Club ainda podem adquirir seus ingressos até hoje, enquanto houver disponibilidade.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Não estou interessado em compartilhar. Clique aqui para voltar para o conteúdo!
This window will automatically close in 10 seconds
Share via