Sancho Pança, O Fiel Escudeiro no Sesc Tijuca

Espetáculo de sucesso do artista potiguar Palhaço Piruá, estreia dia 1 de junho, em sua primeira temporada no RJ - Coprodução da Tropa Trupe (Natal, Brasil) e da Sin Pulgares (Buenos Aires, Argentina), a peça é inspirada na literatura imortal de Miguel de Cervantes e ficará até 7 de julho

Data:

Vem aí uma nova e divertida adaptação de uma das obras mais importantes de Cervantes. O solo “Sancho Pança, O Fiel Escudeiro”, protagonizado pelo artista potiguar Palhaço Piruá (Rodrigo Bruggemann), estreia dia 1º de junho de 2024, sábado, às 16h, no Sesc Tijuca. A partir da dramaturgia do argentino Walter Velázquez, o público vai conferir uma história repleta de comicidade e sensibilidade, e claro, muita palhaçaria, que vão fazer a plateia rir, mas também se emocionar com as peripécias de Sancho Pança.

Velázquez também assina a direção do espetáculo, em cartaz há oito anos pelo Brasil e que cumprirá a sua primeira temporada no Rio de Janeiro, em cartaz até 7 de julho de 2024. A narrativa se inicia com Piruá internado em um manicômio, jurando ser o fiel escudeiro de Dom Quixote. O palhaço se coloca na pele e na alma de Sancho Pança, na esperança de reencontrar o valente cavaleiro de La Mancha.

A peça é uma coprodução das companhias Tropa Trupe (Brasil) e Sin Pulgares (Argentina), e surgiu da vontade de Bruggemann de produzir um solo para o seu personagem, bastante conhecido em terras nordestinas. Quando estava em Buenos Aires, em uma conversa com Velázquez, o diretor indagou sobre o que o artista gostaria de falar para o mundo, abordando suas inquietações e propôs uma releitura de Dom Quixote, porém, transformando Sancho Pança no verdadeiro herói e figura central da trama.

“A história caiu como uma luva. Ela fala de um sonhador que lutava pela justiça e no momento em que parou de sonhar, definhou até a morte. Pessoalmente, me vi nesse personagem, pois vivo um sonho como ele, de viver de arte, ser artista. E a partir do momento que me tirarem essa possibilidade, para mim será o fim”, comenta Bruggemann.

As aventuras em La Mancha, protagonizadas por Piruá, fazem ainda um paralelo de Sancho Pança com todos nós, meros mortais.

“A peça não só questiona a figura desse herói, mas o configura como um anti-herói da sociedade. Mostra que nós também somos heróis, que temos um herói dentro de nós, assim como temos um palhaço. E esse herói/palhaço precisa ser visto, reconhecido e libertado. Ele representa a figura humana que luta incessantemente por justiça, por uma vida digna, pela sua liberdade”, avalia Bruggemann.

Grandes expectativas para a primeira temporada no Rio de Janeiro

Dramaturgo conhecido e premiado na Argentina, Walter Velázquez possui um extenso currículo que inclui a direção da Companhia Internacional de Comediantes Sem Polegares e mais de 50 obras de circo e teatro mundialmente reconhecidas. Rodrigo Bruggemann, fundador da Tropa Trupe, celebra, com esta história, 18 anos de Palhaço Piruá.

“Nesta temporada, a peça ganhou novos cenários e figurinos. Para mim, será uma oportunidade incrível de furar a bolha. Estar no Sudeste é uma grande dificuldade para artistas nordestinos, então, apresentar a nossa versão de La Mancha será maravilhoso”, acrescenta Bruggemann.

“Sancho Pança, O Fiel Escudeiro” também faz parte do projeto “Cervantes sem Fronteiras”, composto de quatro espetáculos internacionais, um dedicado a Sancho Pança (Brasil), outro a Dulcinea (México), outro a Don Quixote (Argentina) e mais um final. A montagem já recebeu o Troféu Siro Siris no Festival Nacional de Teatro do Piauí e é uma obra voltada para toda a família, retratando a essência da humanidade em cada um de nós.

SINOPSE: Internado em um manicômio por jurar ser o fiel escudeiro de Dom Quixote, o Palhaço Piruá se coloca na pele e na alma de Sancho Pança na esperança de reencontrar o valente cavaleiro de La Mancha. 

FICHA TÉCNICA
Direção e Dramaturgia: Walter Velázquez (ARG)
Elenco: Rodrigo Bruggemann (Palhaço Piruá)
Assistente de Direção: Alex Cordeiro
Direção de Movimento: Ana Claudia Viana
Produção Executiva da Montagem e Estreia: Carol Carvalho e Renata Marques
Figurino e Cenografia: Ricardo Cerqueira (In memoriam)
Trilha Sonora: Gabriel Souto
Desenho de Luz: Ricardo Sica (ARG)
Identidade Visual: Martín Acosta (ARG)
Ilustrações do Programa: Clarissa Torres
Audiovisual (O homem que inventou Dom Quixote): Carito Cavalcanti
TEMPORADA 2024:
Desenho de Luz, Assistente de Direção e Cenotécnico: Rogério Ferraz
Assistente de Cenografia: Irapuan Junior e Juca Santos
Operador de Som e Contrarregra: Caio Padilha
Produção de Mídias: Claudia Mariana (Mariaboa Produtora)
Produção: Talita Yohana (TAYÓ Produções)

SERVIÇO
Temporada: De 1 de junho a 7 de julho de 2024
Sábado e domingo, às 16h
Local: Teatro I do Sesc Tijuca
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca, Rio de Janeiro
Ingressos:
Infantil: R$2 (associado do Sesc), R$ 5 (meia-entrada), R$ 10 (inteira), Gratuito (PCG)
Adulto: R$7,50 (associado do Sesc), R$15 (meia-entrada), R$30 (inteira), Gratuito (PCG)
Bilheteria – Horário de funcionamento: terça a sexta, das 7h às 19h30; sábado, das 9h às 19h; e domingos, das 9h às 18h.
Livre. 60 minutos

Atenção:
*Nos dias 22 e 23 de junho, não haverá espetáculo
*Nos dias 6 de julho e 7 de julho, haverá sessões, às 11h e às 16h.

SIGA:
https://www.instagram.com/palhacopirua/?hl=en
https://www.instagram.com/tayoproducoes/?hl=en 

Últimas notícias

Leia também

Talvez você goste
Relacionada

Entre o cinema e o teatro, Ricardo Alves Jr.

Ricardo Alves Jr. Diretor e produtor de cinema e...

“O que vão dizer de nós” no mês do Orgulho LGBTQIAPN+ no Teatro Rival Petrobras

As relações de casais LGBTQIAPN+ entre quatro paredes, vistas...

Beatriz Linhales no teatro, na tv e no cinema

Beatriz Linhales, 19 anos, é uma jovem atriz que...

Feira do Lavradio recebe o espetáculo “Manifesto Amazônia: Os Encantados vivem!”

Teatro, dança, música popular e erudita, pernas de pau,...
Compartilhe
Send this to a friend