Início » Ulisses, Grande Sertão e análise da origem da Crônica como gênero são temas de aulas do Instituto Estação das Letras, a partir de outubro

Ulisses, Grande Sertão e análise da origem da Crônica como gênero são temas de aulas do Instituto Estação das Letras, a partir de outubro

por Redação

O escritor e jornalista curitibano Luís Henrique Pellanda conduz em outubro, pelo Instituto Estação das Letras, a oficina A Crônica é para todos. Serão examinadas as origens do gênero no Brasil e as prováveis causas de sua popularização entre os leitores brasileiros.

Segundo o professor, serão estudados, toda quinta-feira, de 06/10 a 24/11, das 19h às 21h, os maiores autores do gênero, desde meados do século 19, assim como os principais desdobramentos e características do trabalho de cada um.

“Mas a prática da crônica também terá o seu espaço. Depois da leitura e da discussão conjunta de uma série de cronistas, clássicos ou contemporâneos, os alunos, na segunda metade do curso, escreverão suas próprias crônicas. Esses textos serão lidos e debatidos por todos os participantes da oficina, sempre com o objetivo de aprimorar não apenas a escrita de todos, mas as habilidades de observação e abstração de cada um”, explica Pellanda.

Também em outubro, a partir do dia 10, até 28/11 (2as. feiras), das 16h30 às 18h30, a compositora, pianista e ensaísta Vera Terra convida à Leitura do Ulisses, de James Joyce. O curso propõe análise de trechos selecionados desta obra, como uma contribuição à celebração do centenário de sua publicação em 2022.

Serão enfatizados o caráter inventivo da narrativa e o recurso a diferentes estilos, que fizeram do romance um marco inicial da literatura moderna, destacando-se a técnica do fluxo de consciência, que Joyce intensifica à medida que elabora o livro.

Vera buscará apontar as conexões, nem sempre evidentes, do enredo com obras literárias e musicais e a história da Irlanda. “Priorizaremos o prazer da leitura, encontrado na intertextualidade, no humor sutil e no sentido humano da obra, como um contraponto à noção de que o livro é de difícil entendimento”.

O único romance escrito por João Guimarães Rosa em seus 59 anos de vida, Grande sertão: veredas, mistura de todos os gêneros literários, é tema de aula, de 20/10 a 08/12 (quintas-feiras), das 16h30 às 18h30, pelo IEL, e sob o comando do músico, compositor, escritor e letrista maranhense Cristiano Mota Mendes.

A obra, que dialoga com algumas das principais obras da literatura brasileira e universal, é reforçada por Cristiano, como afirmou Riobaldo “o sertão é do tamanho do mundo”.

A ênfase serão os principais episódios do GSV, tanto temática como poeticamente. De acordo com Cristiano, o curso tentará abranger as nuances da linguagem rosiana, sobretudo a riqueza de sua oralidade, insuperável na língua portuguesa, fundamental e necessária para o entendimento da obra-prima de Guimarães Rosa.

As aulas são realizadas pelo Zoom e as inscrições estão abertas pelo iel@estacaodasletas.com.br. Detalhes da programação em https://www.estacaodasletras.com.br/cursos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via