Vinhos e gastronomia: dicas de Marcelo Traitel, da The Top Wine

No almoço ou no jantar, um bom vinho, sempre cai bem! Mas, na hora de escolher qual tipo de bebida apreciar durante as refeições, é preciso estar atento ao cardápio a ser consumido. Pensando nisso, o CEO da The Top Wine, Marcelo Traitel, dá dicas valiosíssimas para ninguém fazer feio na frente das visitas.

Frutos do mar. Traitel fala que, para aqueles que não abrem mão dos crustáceos, nada melhor que combiná-los com tintos leves, rosés, brancos ou espumantes. Porém, aos que amam um peixinho, foco na qualidade do alimento! “O salmão, por exemplo, temos vinhos brancos, produzidos com a uva chardonnay”.

Carnes vermelhas. “O ideal é experimentá-las com tintos. Quando se citam os cortes mais gordurosos, caso do pernil e da costela, o Malbec, o Cabernet Sauvignon e o Merlot se encaixam incrivelmente. Nos mais magros, picanha e lombinho, prefira os tintos leves: o Pinot Noir e o Carménère”.

Sobremesas. Ótimas para adoçar o dia. Se o pedido for doce de leite, o certo é vinhos mais ácidos, porque irão quebrar a doçura do produto, já que contém um grande teor de açúcar. Marcelo acrescenta: “Nada de esquecer do chocolate! O queridinho do Brasil, também ganha vez! O meio amargo, com 50% de cacau, beba o tinto. O amargo, opte pelo seco. E ao degustar o branco, lembra-se do espumante moscatel, brancos ou rosé”.