Warner Chappell Brasil reúne compositoras em Songcamp dedicado às mulheres

Data:

No último dia 08, a Warner Chappell Music realizou em sua sede o primeiro Songcamp totalmente dedicado à mulheres, composto por suas autoras. A iniciativa marcou o Dia Internacional das Mulheres na editora. O evento contou com a participação de nomes da música brasileira como Ana Cañas, Anaju, Ananda Paixão, Catha, Clarissa, Carol Mathias, Dani Guimarães, Dora Sanches, Julia Joia, Keveny, Khiara, Kynnie, Lara Estelita, Marcella Fogaça, Ruby , Sabrina Azevedo e também com importantes parceiras como as representantes da União Brasileira de Compositores (UBC), Vanessa Schutt e Carol Crispim. As autoras foram divididas em grupos para se conectarem e compor novas canções.

Para Tatiana Pelegrino, A&R da Warner Chappell Music Brasil e organizadora do evento, o Songcamp foi importante para fomentar a criação de canções compostas por mulheres em um setor da indústria ainda marcado pela desigualdade de gênero. “Temos grandes compositoras já vistas como referência no país e essas mulheres devem ter seu talento e suas canções reconhecidas e enaltecidas, não só hoje, mas todos os dias”, destaca a executiva.

A UBC foi convidada para a edição e divulgou o relatório de 2022 “Por elas que fazem a música”. O estudo é pioneiro em levantar dados sobre a participação das mulheres no mercado musical e tem como objetivo aumentar o debate sobre o equilíbrio de gênero na música a partir da observação e do registro de eventuais mudanças ao longo dos anos.

Uma boa notícia apresentada neste estudo em relação ao ano anterior, é que dos 100 associados com maior rendimento vindo do exterior, 27 são mulheres. O número ainda é pequeno, mas essa quantidade representa mais que o dobro da registrada no ano anterior.

Entre 2021 e 2022, comparando-se os rendimentos de mulheres e homens, o percentual permanece igual para as produtoras fonográficas e músicas executantes, com 7% do total recebido. Já nas outras categorias – autoras, versionistas e intérpretes – houve crescimento de 1 ponto percentual na participação feminina. Sendo 9% autoras, 7% produtoras fonográficas, 17% versionistas e 15% intérpretes.

Últimas notícias

Leia também

Talvez você goste
Relacionada

Aleza Vila apresenta shows gratuitos neste final de semana no Shopping Boulevard

Neste final de semana, tem muita música na Aleza...

Grupo Trilogia esclarece polêmicas sobre a saída de Chininha e anuncia nova era com Vitinho

Na última terça-feira (11), o grupo de pagode Trilogia...

Regina Souza lança “Vista seu Santo”, primeiro single do seu novo álbum

A cantora e compositora mineira Regina Souza lança “Vista...
Compartilhe
Send this to a friend