Início » Beatriz Haddad Maia passa o qualifying e entra na chave de simples do WTA 1000 de Doha

Beatriz Haddad Maia passa o qualifying e entra na chave de simples do WTA 1000 de Doha

Ela também reedita a parceria com Anna Danilina nas duplas

por Redação
Beatriz Haddad Maia passa o qualifying em Doha

Beatriz Haddad Maia passou o qualifying do WTA 1000 de Doha, no Catar, e garantiu vaga na chave principal da competição. Neste sábado, a tenista brasileira derrotou a eslovaca Kristina Kucova (77a) de virada por 4/6 6/1 6/2, em 2h06 de partida. Antes, havia vencido Kamila Rakhimova, por 61/ 6/3.

“Estou me sentindo ótima, me sinto bem, saudável e feliz”, comemorou Bia após o triunfo. A próxima adversária, já na chave principal, no domingo, será a norte-americana Amanda Anisimova. Será a segunda vez que elas se enfrentam na carreira. O único duelo aconteceu em 2019, em Bogotá, com vitória para a atleta dos Estados Unidos.

Em Doha, Bia também disputará a chave de duplas ao lado da cazaque Anna Danilina. As duas foram vice campeãs da chave de duplas femininas do Australian Open. “Nos reencontramos ontem e estou feliz que vamos conseguir jogar juntas nessa semana”, comentou. Cabeças-de-chave 8 elas enfrentam Schoofs e Murray Sharan no primeiro jogo.

BEATRIZ HADDAD MAIA

Beatriz Haddad Maia passa o qualifying em Doha

Beatriz Haddad Maia passa o qualifying em Doha (Foto: Divulgação / Joma)

Nascida em 30/05/1996, em São Paulo. Começou a jogar tênis aos 5 anos de idade na escola. Como juvenil chegou a ser a 15ª colocada no ranking mundial. Na categoria foi vice-campeã de duplas de Roland Garros em 2012 e 2013.

Como profissional disputou a primeira final na WTA em 2017, sendo vice-campeã em Seul, no seu melhor ano como tenista profissional, alcançando a posição de 58 no ranking e terminando a temporada como 65ª. Disputou o seu primeiro torneio profissional em 2013, no WTA de Florianópolis.

No ano passado foi a tenista que mais jogos disputou entre o circuito masculino e feminino, ficando com um recorde de 76 vitórias em 101 jogos disputados. Começou 2021 na posição de número 359 e terminou na de 80. O ano foi marcado também pela vitória diante da número 3 do mundo, Karolina Pliskova. Outras grandes vitórias na carreira foram sobre Garbine Muguruza (Wimbledon 2018) e Sloane Stephens (Acapulco 2019 – 4ª do mundo na época).

Nas duplas foi campeã do WTA de Bogotá duas vezes, em 2015 e 2017, e nesta temporada começou com o título do WTA 500 de Sydney e o vice-campeonato do Australian Open, se tornando apenas a 3a. brasileira da história a alcançar a final de um Grand Slam.

Atual 73a colocada do ranking mundial de simples, Beatriz Haddad Maia está com o agenciamento da Linkinfirm, do ex-tenista profissional Marcio Torres, e com os patrocínios da Anga Asset Management, eQilibri, SMZTO, Joma, IRTB e Wilson.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via