Carlinhos Brown e Orquestra Ouro Preto se unem em concerto gratuito emSão Paulo

Data:

Os ritmos afro-brasileiros e a poesia de Carlinhos Brown vão se unir ao som das cordas e à versatilidade e excelência da Orquestra Ouro Preto. A musicalidade de Minas e Bahia se encontram em pleno coração da capital paulista, numa simbiose pulsante entre o sinfônico e o popular. O cantor, compositor, percussionista e multitalentoso artista baiano é o convidado da Orquestra para única apresentação, gratuita, no dia 26 de maio, domingo, às 13h. O concerto tem patrocínio da SulAmérica através da Lei Federal de Incentivo e será realizado na avenida Paulista, em frente ao Shopping Cidade São Paulo.

Com regência do Maestro Rodrigo Toffolo, diretor artístico e regente titular da Orquestra Ouro Preto, o concerto passeia pela obra de Brown, ressaltando toda sua grandiosidade e exuberância musical. Nessa união singular, cabem o berimbau, a percussão e os metais, que se apresentam em total harmonia com os violinos e violoncelos.

Carlinhos Brown, nascido em 1962 no bairro do Candeal Pequeno em Salvador, Bahia, é um artista ímpar que se destaca como um dos mais criativos e inovadores do cenário musical brasileiro. Brown coleciona sucessos e reconhecimento por sua vasta obra e impacto cultural. Sua sensibilidade e talento para criar letras poéticas e melodias marcantes renderam a ele parcerias com grandes nomes da MPB, como Maria Bethânia, Gal Costa, Caetano Veloso, Marisa Monte, Nando Reis, Cássia Eller e Herbert Vianna. Suas composições também conquistaram a banda Sepultura, demonstrando a versatilidade e o alcance de sua obra.

O repertório do concerto busca contemplar todas essas várias facetas de Brown, reunindo alguns de seus maiores sucessos, incluindo os hits “Amor I Love You“, “Já Sei Namorar” e “Vilarejo”, gravadas com o grupo Tribalistas, ao lado de Marisa Monte e Arnaldo Antunes. Além dessas canções, outras pérolas do cancioneiro de Brown integram o setlist, entre elas “Maria de Verdade”, “Segue o Seco”, “ECT” e as dançantes “Quixabeira” e “A Namorada”, que ganham novos arranjos assinados por Paulo Malheiros, que também contribuiu com a Orquestra em arranjos para parcerias como Pato Fu, Diogo Nogueira e Anavitória.

O norte para a escolha das canções que integram o concerto, segundo o Maestro Rodrigo Toffolo, partiu da proposta de explicitar o caráter compositor do artista, revelando ao público também pérolas que ficaram famosas na voz de outros artistas e que têm a assinatura de Brown. “O desafio é sempre a brasilidade e, no caso de Carlinhos, a baianidade e os ritmos afro-brasileiros que ele trabalha. Acho um desafio mesclar essas duas áreas, criando um caldeirão multicultural. Todos saem ganhando, e o público terá um espetáculo de alto nível e belíssimo, com a energia lá no alto, como é peculiar na presença de Brown”, garante o maestro.

Criador da orquestra de percussão Timbalada, o cantor e compositor destaca a importância de trabalhar em coletivo e encontrar um ponto harmônico nas canções. “Para mim, clássico é tudo que perdura no inconsciente coletivo, e a Orquestra Ouro Preto se encontra nesse lugar tão tradicional quanto moderna. Para ouvidos atentos, esse show ganhará uma força enorme. O que é escrito para orquestra se eterniza”. profetiza Brown.

Com apoio da Subprefeitura da Sé e da Associação Paulista Viva, a apresentação gratuita do concerto na cidade de São Paulo, capital que reúne pessoas de todo o país, é patrocinada pela SulAmérica, parceira da Orquestra Ouro Preto na missão de democratizar o acesso à música de concerto, concomitante com o processo de valorização da música popular brasileira.

“Melhorar a vida das pessoas é um propósito que a SulAmérica leva para todos os seus projetos. Como incentivadores da cultura, escolhemos a AV. Paulista, no coração de São Paulo, como palco para celebrarmos essa festa da música brasileira, em um show aberto ao público, gratuito, onde todos são bem-vindos”, afirma Simone Cesena, diretora de Marketing da companhia. 

A ORQUESTRA OURO PRETO

Orquestra Ouro Preto
Orquestra Ouro Preto (Foto Rapha Garcia)

Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto tem como diretor artístico e regente titular o Maestro Rodrigo Toffolo. Premiado nacionalmente, o grupo vem se apresentando nas principais salas de concerto do Brasil e do mundo. Seu trabalho ousado e plural é reconhecido com importantes premiações nacionais e aplausos efusivos do público nas salas e casas de espetáculo por onde passa.

Criada em 2000, a Orquestra Ouro Preto tem atuação marcada pelo experimentalismo e ineditismo, sob os signos da excelência e da versatilidade. Possui diversos trabalhos registrados em CD e DVD: Latinidade (2007), Oito Estações – Vivaldi e Piazzolla (2013), Valencianas: Alceu Valença e Orquestra Ouro Preto (2014), Antonio Vivaldi – Concerto para Cordas (2015), Orquestra Ouro Preto – The Beatles (2015), Latinidade: Música para as Américas (2016), Música para Cinema (2017), O Pequeno Príncipe (2018), Suíte Masai (2019) e Quem Perguntou Por Mim: Fernando Brant e Milton Nascimento (2019), Gênesis – João Bosco e Orquestra Ouro Preto (2022), Valencianas II: Alceu Valença e Orquestra Ouro Preto (2022), Orquestra Ouro Preto: Haydn & Mozart (2023) e Orquestra Ouro Preto: A-Ha (2023).

SERVIÇO

Carlinhos Brown e Orquestra Ouro Preto, em São Paulo

Data: 26 de maio de 2024, domingo

Horário: 13 horas

Local: Avenida Paulista (em frente ao Shopping Cidade São Paulo)

Ingressos: Entrada gratuita

Informações: www.orquestraouropreto.com.br

Últimas notícias

Leia também

Talvez você goste
Relacionada

Rock in Rio Lisboa começa hoje com edição especial que celebra os 20 anos de história

Faltam poucas horas para o início da histórica edição...

Vivo na Praia de volta a Ipanema

O projeto Vivo na Praia, promovido pela Vivo, está de...
Compartilhe
Send this to a friend