Início » Carlos Nejar conversa sobre Pablo Nerudaem 8 de junho, no Clube de Leitura CCBB 2022

Carlos Nejar conversa sobre Pablo Nerudaem 8 de junho, no Clube de Leitura CCBB 2022

por Redação
Carlos Nejar conversa sobre Pablo Neruda

A primeira temporada terá dez encontros presenciais até dezembro
Edições serão disponibilizadas no YouTube do BB
Público escolhe livro a ser debatido através do Twitter do CCBB

O quarto encontro do Clube de Leitura CCBB 2022 receberá o poeta Carlos Nejar e a curadora Suzana Vargas para conversar sobre uma obra do poeta e diplomata chileno Pablo Neruda (1904-1973), vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 1971. O autor Francisco César Manhães fará uma participação virtual no encontro, marcado para o dia 8 de junho, das 15h às 16h30, no Salão de Leitura da biblioteca do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro. O patrocínio é do Banco do Brasil.

“Neruda é um poeta maior, chileno, Nobel de literatura, tem a singularidade de ser um poeta do amor, telúrico e social, criador de metáforas e sonhos da América”, comentou Nejar, tradutor de três livros de Neruda para o português.

Em todos os encontros, o livro é escolhido pelo Twitter através de voto popular. Para junho, o público escolheu a autobiografia “Confesso que vivi”, publicada em 1974, ano seguinte à morte do poeta. O vídeo desta edição sobre Neruda estará disponível no canal do BB no YouTube (www.youtube.com/c/bancodobrasil) a partir de 15 de maio.

“A presença de Neruda na programação do Clube de Leitura significa a presença da poesia latino-americana na sua maior pujança. Trata-se de um clássico da contemporaneidade que soube explorar o gênero lírico em todas as suas potencialidades: a lírica, a épica. E não somente isso: explorou com maestria a prosa episódica e confessional, popularizando a figura do poeta em tempo integral. O poeta dá voz ao povo e o povo abraça como seu representante lírico. Chamar Carlos Nejar – um dos nossos maiores poetas vivos, crítico e seu tradutor, dá aos nossos leitores uma oportunidade única de aprender mais sobre as possibilidades e responsabilidades da poesia e sobre Neruda na voz maior de um mestre”, analisa a curadora Suzana Vargas.

Ao todo serão dez encontros presenciais, um por mês, até dezembro, com 1h30 de duração. Em cada encontro, uma boa oportunidade para quem gosta de ler e conversar sobre as tramas, os personagens e saber até mesmo curiosidades sobre os escritores. O microfone será aberto para a plateia nos 30 minutos finais dos encontros. Com entrada gratuita, os ingressos oferecidos podem ser retirados na bilheteria do CCBB ou no site da Eventim.

O Clube de Leitura CCBB é composto por três segmentos: ‘Escritores ao Vivo’, com autores que participarão dos encontros para prosear sobre a própria obra; ‘Modernos & Contemporâneos’, no qual serão lidos textos e autores sob essa classificação; e ‘Obras Primas da Literatura Universal’, que tratará de autores importantes dos séculos XX e XXI.

Octávio Aragão e Júlio Verne em julho
Em julho, o Clube de Leitura CCBB receberá o escritor e professor Octávio Aragão para falar sobre a obra de Júlio Verne dentro da aba ‘Obras Primas da Literatura Universal’. Os livros que serão colocados à votação são: “A volta ao mundo em 80 dias” (1863), “Viagem ao centro da Terra” (1864) e “Vinte mil léguas submarinas” (1869/1870, publicado gradualmente num periódico). Para votar no seu livro preferido, basta acessar https://twitter.com/ccbb_rj nos dias 9 e 10 de junho e votar.

Você pode conferir ainda a montagem teatral de “20.000 Léguas Submarinas”, em cartaz no CCBB Rio de Janeiro de 05 a 26 de junho de 2022, último espetáculo da trilogia Viagens Extraordinárias, projeto da premiada Cia. Solas de Vento. Iniciada em abril, com a encenação de “A Volta ao Mundo em 80 Dias”, seguida por “Viagem ao Centro da Terra”, a trilogia se completa em junho, em encenações que provocam o imaginário ao descortinar as histórias criadas pelo reconhecido escritor francês Júlio Verne (1828-1905), com livre adaptação do grupo. Os espetáculos acumulam importantes prêmios. As sessões acontecem aos sábados e domingos, às 16h, com classificação Livre, indicadas para maiores de 5 anos. Para saber mais sobre ingressos, valores e outras informações, basta acessar o site do CCBB Rio.

CCBB quer incentivar a leitura

Sueli Voltarelli, gerente geral do CCBB RJ, acredita que esse projeto amplia, entre outros, os propósitos da Biblioteca do Centro Cultural Banco do Brasil de incentivo à leitura e à busca pelo conhecimento. Também evidencia a Biblioteca do Banco do Brasil, criada algumas décadas antes do CCBB RJ, como uma das bases de fundação do Centro Cultural.

“Antes deste prédio abrigar o CCBB como conhecemos, a biblioteca já estava por aqui. Desde 1931 era a biblioteca do Banco do Brasil, com um acervo técnico nas áreas de Administração, Finanças e Economia. A partir de 1989, com a instalação do Centro Cultural, o acervo foi ampliado para as áreas de Artes, Literatura e Ciências Sociais”, diz Voltarelli.

“Hoje a biblioteca do CCBB RJ possui cerca de 150 mil exemplares, tem espaços para ler e sala infanto-juvenil que, com o Clube de Leitura, ganharão mais visibilidade, mostrando ao público que visita as nossas atividades culturais e que muitas vezes não conhece nossa biblioteca no 5º andar, mais essa possibilidade de acesso à arte, à cultura e ao conhecimento oferecida pelo CCBB RJ”, conta a gerente geral.

Quem são Carlos Nejar e Suzana Vargas
Carlos Nejar é um poeta, ficcionista, tradutor e crítico literário brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras desde 1988 e da Academia Brasileira de Filosofia. Considerado um dos mais importantes poetas da sua geração, o gaúcho Nejar publicou mais de 70 livros, entre poesia (41 deles!), infantojuvenis, novelas, ensaios, romances e contos. Traduziu para o português livros de Jorge Luis Borges e de Pablo Neruda – “Cem sonetos de amor” (1979), “As uvas e o vento” (1980) e  “Memorial de Ilha Negra (I. De onde nasce a chuva), em 1980, pelo qual recebeu o prêmio de melhor tradução da Associação Paulista de Críticos de Arte. Vencedor de dez prêmios importantes, Nejar foi indicado ao Prêmio Nobel de Literatura pela ABL em 2017. É pai do também poeta Fabrício Carpinejar.

Já Suzana Vargas é gaúcha, poeta, ensaísta, escritora e professora e mestre em Teoria Literária pela UFRJ. Publicou 16 livros, entre os quais “Caderno de Outono”, finalista do prêmio Jabuti. Tem poemas traduzidos em países como Itália, EUA, Espanha, Alemanha e França. Fez a curadoria de importantes projetos literários para feiras e eventos nacionais e internacionais como as Bienais do Livro do Amazonas, do Rio de Janeiro e de São Paulo, a Primavera dos Livros, a campanha Paixão de Ler e os Encontros com a Literatura Latino-Americana do Centro Cultural do Banco do Brasil. Assina a coluna mensal “Escrever para Lembrar” no portal PublishNews – 2021. Há 26 anos criou e coordena o espaço de oficinas de criação literária Estação das Letras, único no país.

CCBB Rio

O Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro funciona às segundas e de quartas a sábados, das 9h às 21h, aos domingos, das 9h às 20h. O espaço fecha às terças-feiras. Os ingressos podem ser retirados na bilheteria do CCBB ou no site www.eventim.com.br a partir das 9h do dia do evento.

CLUBE DE LEITURA CCBB 2022

Carlos Nejar fala sobre Pablo Neruda

QUANDO: Dia 8 de junho de 2022, das 15h às 16h30
ONDE: CCBB Rio | Salão de Leitura da biblioteca – 5º andar
QUANTO: Grátis, mediante ingresso retirado na bilheteria do CCBB ou no site Eventim a partir das 9h do dia do evento

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via