Com narrativa literária livro apresenta as mudanças climáticas ao público infantojuvenil

Data:

Ao acordar após milhares de anos congelada, uma molécula d’água retorna ao ciclo hidrológico do planeta, “antes da hora combinada”, e percebe que tudo está muito diferente. Resultado de um bocado de pesquisa, algumas experiências e de um tanto de imaginação, esse é o início da narrativa do livro “Odisseia da Água – da geleira ao sertão” (Editora Quixote+Do, 2023), de autoria do jornalista Bruno Moreno e ilustrado por Conrado Almada, que será lançada no sábado (25/3), no Museu Histórico Abílio Barreto, em Belo Horizonte, a partir das 10h. Na ocasião, a contadora de histórias Jhê vai apresentar o tema às crianças, com uma interpretação da obra. Para este momento, o autor convida as famílias a levarem suas cestas e toalhas para um piquenique a céu aberto, no entorno do museu, um dos espaços públicos culturais mais admirados da capital mineira.

No início da história a personagem traz uma reclamação: o “combinado”, quando congelou, era que o tempo de “descanso” seria muito mais prolongado. No entanto, como o planeta está vivenciando as mudanças climáticas, que desencadeiam o descongelamento das calotas polares, a personagem “acorda” antes da hora.

Com muitas novidades a descobrir, a molécula d’água convida o leitor a acompanhá-la em sua jornada fluida da Antártida ao Nordeste brasileiro, desde o momento em que descongelou, até mergulhar no mar, voar enquanto nuvem, chover em Minas Gerais para, depois, navegar em um rio, pegar um atalho e alcançar uma pequena propriedade rural para matar a sede de animais de criação.

A personagem interage com outras moléculas que vieram de diferentes lugares, como a Amazônia. Seguindo a jornada, ela passa por cursos d’água, chega a uma indústria, alcança estações de tratamento d’água, entra na casa de uma família, dá banho em um bebê, encontra o rio São Francisco e descobre o Nordeste brasileiro.

A publicação é a estreia de Bruno Moreno na literatura infantojuvenil, mas não na causa climática. Engajado na preservação do meio ambiente, ele escolheu a data de lançamento do livro na semana em que celebramos o Dia Mundial da Água, para dar mais voz ao tema. Quando já estava escrevendo o livro, em 2019, o termo ‘Emergência climática’ foi eleito ‘Palavra do ano’ pelo Dicionário Oxford. Ele, que já era envolvido com o assunto, ficou ainda mais disposto a concluir o trabalho.

Quatro anos depois, a temática continua urgente e atual. Tanto que uma pesquisa realizada neste ano, pela Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação), com apoio do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e Itaú Social, elegeu “Educação climática” como um dos 8 temas mais importantes para se trabalhar nas escolas em 2023.

Tendo como público-alvo as crianças e jovens, ao longo da narrativa a personagem assume características reflexivas e contemplativas, em linha com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU ao abordar temas como as mudanças climáticas, o desmatamento e o processo de desertificação de grandes áreas.

“Na escola aprendemos o ciclo da água, normalmente com uma imagem que tem o mar, uma montanha e umas nuvens. No entanto, o ciclo hidrológico da Terra é muito mais complexo. Apresentar essa noção às crianças e jovens é fundamental para que possamos criar uma conscientização de que o planeta é um só, e tudo está integrado”, argumenta Bruno Moreno.

A origem

A ideia do livro surgiu em 2014, a partir de uma viagem do autor à Argentina. No retorno ao Brasil, ao observar as nuvens, pensou na logística reversa das moléculas d’água, chegando até a Antártida. À narrativa foram acrescentadas lembranças do autor, que morou em uma cidade siderúrgica em Minas Gerais, e a ideia do desfecho surgiu após uma viagem ao interior do Nordeste brasileiro, para reportar sobre a seca e a transposição do rio São Francisco.

O livro foi publicado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, com patrocínio da MGS – Administração e Serviços S.A. O projeto cultural prevê sessões de contação de história em cada uma das nove regionais de Belo Horizonte e a gravação de um áudio-livro, que será disponibilizado às instituições e bibliotecas destinadas às pessoas com deficiência visual.

A obra estará disponível na Quixote Livraria e Café, em Belo Horizonte, ao preço de 47,50 reais ou na Amazon (em breve, em versão impressa e digital), e também na versão digital em inglês.

O Autor

Bruno Moreno é jornalista formado em 2002 pela PUC Minas. Em 2008, publicou o livro “Os Limites de Belo Horizonte e os Limites da Luz”. Trabalhou em eventos e megaeventos no Brasil, México, Inglaterra e Alemanha. Como repórter, conquistou alguns prêmios, com destaque para: VII Concurso Tim Lopes de Jornalismo Investigativo; 8º Prêmio Délio Rocha de Jornalismo de Interesse Público e;  6º Prêmio CDL de Jornalismo.

O lustrador

Conrado Almada é artista plástico e diretor audiovisual, com formação em Publicidade e Propaganda pela PUC Minas. Ilustra livros e revistas, pinta quadros e murais, dirige filmes publicitários, institucionais, videoclipes e animações. Ilustrou o livro do filme “O Palhaço”, de Selton Mello, tendo feito também a animação de abertura e créditos do filme.

Serviço do Lançamento

Livro: Odisseia da Água – da geleira ao sertão

Data: 25/3/23

Horário: Início às 10h, com contação de história às 11h. O encerramento está previsto para 12h30.

Local: Museu Abílio Barreto (Av. Prudente de Morais, 202 – Cidade Jardim, Belo Horizonte). Aproveite para um piquenique ao ar livre, em família, tendo o histórico museu com paisagem de fundo. Leve uma toalha, cesta com lanchinhos e recolha seu lixo.

Onde Comprar: Quixote Livraria e Café (R. Fernandes Tourinho, 274 – Savassi) ou na Amazon, em breve.

Preço: R$ 45,00 na livraria e R$ 40 no dia do lançamento

Acompanhe o instagram:@odisseiadaagua

Ficha técnica

  • Título: A Odisseia da água: da geleira ao sertão
  • ISBN: 978-65-86942-71-2
  • Autor: Bruno Moreno
  • Ilustrador: Conrado Almada
  • 50 páginas
  • R$ 45,00
  • Peso: 166g
  • Tamanho: 18 cm largura X 21 cm altura/ lombada: 0.5 cm
  • Categoria: Infantojuvenil
  • Ano de publicação: 2023

Últimas notícias

Leia também

Talvez você goste
Relacionada

Livro desvenda o papel feminino nas grandes revoluções

Joana d’Arc foi a primeira mulher na história a...

São Paulo recebe o best-seller Junior Rostirola, autor da obra mais lida e mais vendida do país “Café com Deus pai”

Junior Rostirola, autor do best-seller “Café com Deus Pai”,...

Livro de contos desafia a imaginação entre realidade e subjetividade

Mergulhar nas profundezas da existência e refletir a dualidade...
Compartilhe
Send this to a friend