Com narrativa literária livro apresenta as mudanças climáticas ao público infantojuvenil

Ao acordar após milhares de anos congelada, uma molécula d’água retorna ao ciclo hidrológico do planeta, “antes da hora combinada”, e percebe que tudo está muito diferente. Resultado de um bocado de pesquisa, algumas experiências e de um tanto de imaginação, esse é o início da narrativa do livro “Odisseia da Água – da geleira ao sertão” (Editora Quixote+Do, 2023), de autoria do jornalista Bruno Moreno e ilustrado por Conrado Almada, que será lançada no sábado (25/3), no Museu Histórico Abílio Barreto, em Belo Horizonte, a partir das 10h. Na ocasião, a contadora de histórias Jhê vai apresentar o tema às crianças, com uma interpretação da obra. Para este momento, o autor convida as famílias a levarem suas cestas e toalhas para um piquenique a céu aberto, no entorno do museu, um dos espaços públicos culturais mais admirados da capital mineira.

No início da história a personagem traz uma reclamação: o “combinado”, quando congelou, era que o tempo de “descanso” seria muito mais prolongado. No entanto, como o planeta está vivenciando as mudanças climáticas, que desencadeiam o descongelamento das calotas polares, a personagem “acorda” antes da hora.

Com muitas novidades a descobrir, a molécula d’água convida o leitor a acompanhá-la em sua jornada fluida da Antártida ao Nordeste brasileiro, desde o momento em que descongelou, até mergulhar no mar, voar enquanto nuvem, chover em Minas Gerais para, depois, navegar em um rio, pegar um atalho e alcançar uma pequena propriedade rural para matar a sede de animais de criação.

A personagem interage com outras moléculas que vieram de diferentes lugares, como a Amazônia. Seguindo a jornada, ela passa por cursos d’água, chega a uma indústria, alcança estações de tratamento d’água, entra na casa de uma família, dá banho em um bebê, encontra o rio São Francisco e descobre o Nordeste brasileiro.

A publicação é a estreia de Bruno Moreno na literatura infantojuvenil, mas não na causa climática. Engajado na preservação do meio ambiente, ele escolheu a data de lançamento do livro na semana em que celebramos o Dia Mundial da Água, para dar mais voz ao tema. Quando já estava escrevendo o livro, em 2019, o termo ‘Emergência climática’ foi eleito ‘Palavra do ano’ pelo Dicionário Oxford. Ele, que já era envolvido com o assunto, ficou ainda mais disposto a concluir o trabalho.

Quatro anos depois, a temática continua urgente e atual. Tanto que uma pesquisa realizada neste ano, pela Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação), com apoio do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e Itaú Social, elegeu “Educação climática” como um dos 8 temas mais importantes para se trabalhar nas escolas em 2023.

Tendo como público-alvo as crianças e jovens, ao longo da narrativa a personagem assume características reflexivas e contemplativas, em linha com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU ao abordar temas como as mudanças climáticas, o desmatamento e o processo de desertificação de grandes áreas.

“Na escola aprendemos o ciclo da água, normalmente com uma imagem que tem o mar, uma montanha e umas nuvens. No entanto, o ciclo hidrológico da Terra é muito mais complexo. Apresentar essa noção às crianças e jovens é fundamental para que possamos criar uma conscientização de que o planeta é um só, e tudo está integrado”, argumenta Bruno Moreno.

A origem

A ideia do livro surgiu em 2014, a partir de uma viagem do autor à Argentina. No retorno ao Brasil, ao observar as nuvens, pensou na logística reversa das moléculas d’água, chegando até a Antártida. À narrativa foram acrescentadas lembranças do autor, que morou em uma cidade siderúrgica em Minas Gerais, e a ideia do desfecho surgiu após uma viagem ao interior do Nordeste brasileiro, para reportar sobre a seca e a transposição do rio São Francisco.

O livro foi publicado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, com patrocínio da MGS – Administração e Serviços S.A. O projeto cultural prevê sessões de contação de história em cada uma das nove regionais de Belo Horizonte e a gravação de um áudio-livro, que será disponibilizado às instituições e bibliotecas destinadas às pessoas com deficiência visual.

A obra estará disponível na Quixote Livraria e Café, em Belo Horizonte, ao preço de 47,50 reais ou na Amazon (em breve, em versão impressa e digital), e também na versão digital em inglês.

O Autor

Bruno Moreno é jornalista formado em 2002 pela PUC Minas. Em 2008, publicou o livro “Os Limites de Belo Horizonte e os Limites da Luz”. Trabalhou em eventos e megaeventos no Brasil, México, Inglaterra e Alemanha. Como repórter, conquistou alguns prêmios, com destaque para: VII Concurso Tim Lopes de Jornalismo Investigativo; 8º Prêmio Délio Rocha de Jornalismo de Interesse Público e;  6º Prêmio CDL de Jornalismo.

O lustrador

Conrado Almada é artista plástico e diretor audiovisual, com formação em Publicidade e Propaganda pela PUC Minas. Ilustra livros e revistas, pinta quadros e murais, dirige filmes publicitários, institucionais, videoclipes e animações. Ilustrou o livro do filme “O Palhaço”, de Selton Mello, tendo feito também a animação de abertura e créditos do filme.

Serviço do Lançamento

Livro: Odisseia da Água – da geleira ao sertão

Data: 25/3/23

Horário: Início às 10h, com contação de história às 11h. O encerramento está previsto para 12h30.

Local: Museu Abílio Barreto (Av. Prudente de Morais, 202 – Cidade Jardim, Belo Horizonte). Aproveite para um piquenique ao ar livre, em família, tendo o histórico museu com paisagem de fundo. Leve uma toalha, cesta com lanchinhos e recolha seu lixo.

Onde Comprar: Quixote Livraria e Café (R. Fernandes Tourinho, 274 – Savassi) ou na Amazon, em breve.

Preço: R$ 45,00 na livraria e R$ 40 no dia do lançamento

Acompanhe o instagram:@odisseiadaagua

Ficha técnica

  • Título: A Odisseia da água: da geleira ao sertão
  • ISBN: 978-65-86942-71-2
  • Autor: Bruno Moreno
  • Ilustrador: Conrado Almada
  • 50 páginas
  • R$ 45,00
  • Peso: 166g
  • Tamanho: 18 cm largura X 21 cm altura/ lombada: 0.5 cm
  • Categoria: Infantojuvenil
  • Ano de publicação: 2023