Início » Empresária encontra no teatro refúgio para vencer obstáculos da Afasia

Empresária encontra no teatro refúgio para vencer obstáculos da Afasia

Após um AVC desencadear a doença como sequela, Sonia Reinol ressignifica seu tratamento através das artes

por Redação
Sonia Reinol

Há 11 anos, a empresária Sonia Reinol tinha uma vida bastante agitada no ramo de eventos, onde era responsável pelas negociações com os clientes, contratos e toda a parte de comunicação. Em uma manhã, como outra qualquer, sofreu um AVC, ficando em coma por 14 dias e, após esse período, ao acordar se deparou com a afasia como sequela.

Embora, o caso mais conhecido e notório seja o de Bruce Willis, o problema está bem próximo de nós. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) o AVC atinge aproximadamente 15 milhões de pessoas no mundo e a afasia pode ser uma das sequelas. E foi exatamente o que aconteceu com Sonia: “o seu corpo está lá, você está bem e sorrindo, mas não consegue falar com as pessoas e isso é muito doloroso. Eu fiz e faço de tudo para melhorar a cada dia, fui em busca do teatro que me ajudou a ressignificar as palavras, o que é muito difícil, mas meu esforço tem que ser diário, não posso desistir’’, lembra.

A afasia afeta a capacidade das pessoas de lerem textos, falar, entender falas, diferenciar sons e escrever. Sonia relembra que no início do tratamento, era muito difícil aceitar e entender o que estava acontecendo com ela, pois conseguia compreender as coisas, porém, não conseguia repassar isso na fala. Um dia estava perto de um cartório e leu um anúncio falando sobre escola de teatro e simplesmente pensou que ali estaria parte do seu tratamento. Começou a estudar todos os sábados por 4 horas. Mesmo com os esquecimentos ou com muito esforço para entender palavras que muitos parece simples, ela conseguiu dar vida ao papel de Madame Clessi, desta forma, ressignificou seu processo de cura, começando assim uma nova profissão.

Durante todo esse tempo lutando contra a afasia, a empresária encontrou na própria comunicação uma forma de expressar e conscientizar todos que passam por isso na família ou que estejam vivendo na pele, narrando sua história para o jornalista Paulo Miller para a criação de seu livro A Filha do Rei. Com a obra ela espera dialogar com o público para que entendam melhor o sentimento e os desafios do dia a dia de uma pessoa com afasia e não só a doença em si.

Cinema

Sônia foi convidada pelo premiado diretor Bruno Pereira, para fazer o filme Eu Acredito em Contos de Fadas. Filme escrito por Bruno Pereira, que dividiu a direção com Monik Macedo. No filme Sônia faz a Vovó Bruxa, uma bruxa muito doida, que faz de tudo por sua neta, tentando explicar que ela deve seguir os passos da família. O filme fala sobre o poder de escolha nas nossas vidas, que não precisamos seguir os mesmos passos se não quisermos dos nossos pais. Além de falar sobre a juventude, que não está mais lendo livros e tem pouco contato com os pais.

Em parceria com a Telefilmes e Blessed Produções. O Filme está nas plataformas Streaming como Amazon Prime Internacional, Apple TV, VIVO PLAY, NET NOW, YOUTUBE TV (Aluguel ou compra on line). Além de festivais Nacionais e Internacionais de cinema.

Parceria antiga com Bruno Pereira.

Além dessa produção, ela já participou do espetáculo “Jovens Heróis” onde interpretou uma vilã, uma diretora da escola perigosa que veio da Rússia. E agora ela está escalada para o terceiro trabalho juntos: Colégio Girassol. Onde ela fará a dona do colégio. O filme tem previsão de ser rodado em Julho de 2022, e lançado entre Dezembro de 2022 e Janeiro de 2023.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via