Espetáculo teatral infantil “Villa-Lobos, Cantigas e Crianças” parte das cantigas de rodas e passeia pela cultura popular brasileira em experiência inédit

Cantigas
Cantigas - Foto: RENATO MANGOLIN

Em uma combinação lúdica de música, encenação e animações 2D, a Caseiras Produções Culturais apresenta, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, “Villa-Lobos, Cantigas e Crianças”. O espetáculo teatral infantil, baseado nas cantigas populares recolhidas e sistematizadas pelo Maestro Heitor Villa-Lobos, em sua seleção do guia prático, traz uma experiência imersiva nas tradições culturais brasileiras. Em sete apresentações abertas ao público, a programação acontece de 6 a 27 de abril, na Ecovilla Ri Happy, no Jardim Botânico, na cidade do Rio de Janeiro.

O espetáculo estimula a imaginação das crianças, através de brincadeiras e cantigas de rodas que pouco têm sido lembradas na vida contemporânea. Com participação do Quinteto Villa-Lobos em cena, acompanhados por Paulino Dias na percussão, cinco atores cantam e manipulam bonecos em um cenário também composto por animações 2D, inspirados no artesanato e repertório autenticamente brasileiro.

Em um convite ao universo do brincar fora das telas, a apresentação ganha vida sob direção de Ana Luisa Lima, diretora e idealizadora do espetáculo. “Nesse projeto, tenho a honra de criar um espetáculo para crianças a partir do guia prático de Heitor Villa-Lobos. Esse CD me persegue há décadas, assim como a convicção de que precisamos formar nosso público, principalmente as crianças, com a máxima qualidade, lhes oferecendo justamente o que a grande mídia não oferece. É a arte educando ouvidos e olhos. Em um projeto acalentado há tantos anos, juntamos antigos amigos cujo trabalho e dedicação ao teatro eu sempre admirei, somados a jovens que trazem o brilho nos olhos a cada novidade apresentada. Esse processo é muito especial para mim, pelo teatro, pelos afetos e, por fim, por nossas crenças que não nos deixam desistir.”, comenta.

Para Paulo Sérgio Santos, diretor musical da peça, “o Espetáculo resgata canções e tradições da nossa cultura que, com a correria da vida contemporânea, tendem a desaparecer. É um espetáculo muito rico e que conta com ilustres profissionais, sejam eles atores, cantores e músicos do Quinteto Villa-Lobos, que fez 60 anos de aniversário de Fundação. Há ainda projeções e detalhes muito sutis. Eu considero uma ‘joia’ esse Projeto da Caseiras Produções – Ana Luisa e Beatriz e todo o elenco de profissionais altamente gabaritados. É preciso ter cuidado para que a nossa cultura não seja estraçalhada pelo “’MUNDO MUDERNO’”!

Composto por uma equipe artística primorosa, “Villa-Lobos, Cantigas e Crianças” conta ainda, além do Quinteto Villa-Lobos e de Paulino Dias, com os atores manipuladores de boneco Márcio Nascimento e Raquel Selig, membros da Cia PeQuod e vencedores da 8º Edição do Prêmio CBTIJ de Teatro Para Crianças – 2023 – na categoria “trabalho de formas animadas” com o espetáculo “Pluft, o fantasminha” e com a Direção de Arte de Carlos Alberto Nunes, recém indicado ao 34º Prêmio Shell de Teatro na categoria Figurino, com o espetáculo “A hora do boi”

Os ingressos estão disponíveis para compra na bilheteria do local e no site Eventim.

Este projeto é contemplado pela Lei Federal de incentivo à Cultura, com patrocínio da ArcelorMittal e co-patrocínio da Drilltec, e tem a realização da Caseiras Produções Culturais.

Sinopse 

Em “Villa-Lobos, Cantigas e Crianças”, somos levados em uma encantadora jornada musical, onde o personagem principal, Seu Francisco, conduz o espetáculo relembrando histórias de sua vida em uma noite de São João. Combinando música, teatro e tecnologia, o espetáculo envolve bonecos, coristas, músicos e projeções 2D animadas, sob a direção artística de Ana Luisa Lima. A excelência musical é garantida pelo Quinteto Villa-Lobos em uma experiência emocionante, celebrando a cultura popular brasileira.

Mais sobre o Quinteto Villa-Lobos 

Fundado em 1962 para divulgar a música de câmara brasileira, o grupo abriu as comemorações do ano Villa-Lobos em Paris em 1987. Em 2001 se apresentou com Egberto Gismonti no Festival “Tocar La Vida” na Argentina e recebeu o Prêmio Carlos Gomes como melhor grupo camerístico do país. Em 2002 foi homenageado por seus 40 anos com a série “Quinteto Villa-Lobos – 40 Anos de Música Brasileira” no CCBB/RJ. Participou do Projeto Sonora Brasil-SESC, se apresentando em 32 cidades brasileiras. Em 2006 venceu o “Circulação de Música de Concerto” promovido pelo CEMUS-Funarte e patrocínio Petrobras, realizando 12 concertos no Nordeste. Encerrou a “Copa da Cultura” com concerto em Berlim, Alemanha.

Em 2008 realizou o projeto Oi apresenta: Quinteto Villa-Lobos no Rio de Janeiro, com 35 concertos e oficinas por cidades do estado, turnê do CD Quintetos de Sopro Brasileiros, além de apresentações e oficinas no Chile, Paraguai, Peru e Equador a convite do Ministério das Relações Exteriores do Brasil. Em 2009 se apresentou em vários países africanos, também a convite do Ministério – e em dezembro encerrou um Festival dedicado a Villa-Lobos com concerto na Rádio-France, Paris. Sempre fiel à proposta inicial, o grupo participa de eventos em outros âmbitos, como o “Chorando Alto”, festival anual de choro realizado em outubro de 198 no SESC Pompéia, além de diversas apresentações no Clube do Choro de Brasília e no Festival “Sopros do Brasil” no SESC Pinheiros/SP. Em 2012, comemoraram 50 anos de atividade ininterrupta do grupo com o projeto Quinteto Villa-Lobos – 50 anos de música com gravação de DVD e blu-ray e uma série de concertos na cidade do Rio de Janeiro.

Raquel Selig e Marcio Nascimento

Membros da Cia PeQuod de Teatro de Animação, ambos são atores cariocas com diversas indicações e prêmios. Raquel participou de apresentações na europa com diferentes espetáculos, como Sangue Bom, PehQuoDeux, entre outras. É fundadora do Coletivo Eu amo a Rua, coletivo de investigação, ensino e produção de teatro de animação. Marcio atuou e dirigiu ao lado de Miwa Yanigizawa o espetáculo Iago, pelo qual concorreu ao Prêmio Shell de Melhor Ator. Recebeu prêmios por: “Casa Caramujo”, “A feira de maravilhas do fantástico Barão Munchausen”, “O gigante egoísta”, entre outros.

Mais sobre a Caseiras Produções

A proposta da Caseiras Produções Culturais está no próprio nome: a realização de projetos de forma artesanal. A Caseiras atua em diversos ramos culturais, principalmente teatro, música e audiovisual e seus projetos busca-se especialmente a brasilidade, inovação e atualização de conteúdos relevantes e históricos.

Além de ter como missão difundir as culturas brasileiras e democratizar o acesso a todos os tipos de linguagens e gêneros artísticos, os projetos da Caseiras sempre dialogam com a formação de novos públicos, e no caso de um espetáculo infantil, esse objetivo torna-se ainda mais importante, já que estão sendo formados novos públicos, independente de classes sociais, verdadeiramente democratizando o acesso aos bens culturais.

Ficha Técnica 

Elenco

  • Clarissa Waldeck
  • Deco Almeida
  • Márcio Nascimento
  • Raquel Botafogo
  • Sophia Fried
  • Paulino Dias e Marcus Thadeu- Percussão

Quinteto Villa-Lobos

  • Aloysio Fagerlande e Jeferson Souza – fagote
  • Cristiano Alves – clarineta
  • Philip Doyle e Tiago Carneiro – trompa
  • Rodrigo Herculano e Juliana Bravim- oboé
  • Rubem Schuenk – flauta

Equipe de Criação

  • Idealização e Direção Geral: Ana Luisa Lima
  • Roteiro: Ana Luisa Lima e Beatriz Lima
  • Diretora assistente: Raquel Selig
  • Direção de movimento: Laís Salgueiro
  • Direção musical: Paulo Sérgio Santos e Marcílio Lopes
  • Diretora Musical Assistente e Preparadora vocal: Virgínia Van der Linden
  • Arranjos: Marcilio Lopes
  • Diretor de Arte: Carlos Alberto Nunes
  • Cenógrafa e Figurinista assistente: Arlete Ruas
  • Desenho de Luz: Celma Ungaro
  • Concepção das projeções: Beatriz Lima e Nicole Schlegel
  • Ilustrações: Caren Cristine
  • Animações: Beatriz Lima e Oto Guerra
  • Mapeamento e operação de projeções: Antonia Muniz

Produção

  • Direção de Produção: Heloisa Prando
  • Produção Executiva: Sonja Figueiredo
  • Planejamento: Beatriz Lima
  • Gestão administrativa e Prestação de Contas: Janaína Santos – Marejá Gestão Cultural
  • Captação de apoio: Oh Glória Produções
  • Sonorização: Gugu – Pró Áudio
  • Assistente de Produção – Theo Figueiredo
  • Estagiária de Arte: Mariana Barboza
  • Estagiário de Direção: Gabriel Peixe
  • Estagiário de Produção: Pedro Telles

Comunicação

  • Assessoria de imprensa: Flávia Tenório – Lead comunicação
  • Identidade visual: Caren Cristine
  • Filmagens: Tetsuya Maruyama
  • Fotos de Divulgação: Renato Mangolin
  • Mídias sociais: Heleno Galerani
  • Site: Rafael Baeta
  • Realização: Caseiras Produções Culturais

Serviço 

“Villa-Lobos, Cantigas e Crianças”

  • Data: 6 a 27 de abril de 2024, sábados e domingos
  • Horário: 11h
  • Local: Ecovilla Ri Happy RJ
  • Endereço: Rua Jardim Botânico, nº 1008 – Rio de Janeiro/RJ
  • Como participar
  • Ingressos: R$ 70 (inteira) | R$ 35 (meia)
  • Venda de Ingressos: Bilheteria Ecovilla Ri Happy RJ e site Eventim (https://www.eventim.com.br/artist/villa-lobos-cantigas-e-cancoes/)

Mais informações: https://caseiraproducoes.art.br/projetos/villalobos/index.html

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui