Expo Diversos chega ao Rio de Janeiro com proposta de debate sobre a pluralidade brasileira

Data:

Share:

Uma experiência imersiva e sensorial por obras que traduzem diferentes histórias, vivências e exaltam as diversidades de raça, etnia, crenças, idade, gênero e de pessoas com deficiência. Essa é a proposta da Expo Diversos, que estreia no dia 22 de junho (sábado), das 15h às 19h, na Casa França-Brasil, no Rio de Janeiro. A mostra poderá ser visitada gratuitamente até 4 de agosto, de terça-feira a domingo, das 10h às 17h. A realização é da CEC Brasil com patrocínio da Novelis e Ball Corporation – líder mundial em embalagens sustentáveis de alumínio –, via Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura. 

Ao todo, são 23 obras de 14 artistas de diferentes gerações, trajetórias e territórios, que têm o objetivo de promover o debate democrático, educativo e sensível sobre a pluralidade da sociedade brasileira, através do pensamento crítico, da empatia e do acolhimento. Com curadoria de Bianca Bernardo e Vera Nunes, a exposição é itinerante, com temporadas já realizadas em São Paulo (SP) e Pindamonhangaba (SP). Ao fim da circulação – que ainda inclui Brasília e São José dos Campos – o objetivo é impactar mais de 5 mil visitantes, entre professores, estudantes e público espontâneo. 

A Expo Diversos destaca histórias que retratam as particularidades vivenciadas por artistas que atuam com diferentes realidades culturais e regionais. São obras que fazem o público refletir sobre a valorização da cultura indígena, questionar o etarismo e exaltar a sabedoria ancestral, combater os preconceitos de raça, etnia e gênero, o machismo e lutar por uma sociedade mais justa e mais inclusiva.

“A exposição não captura a totalidade das perspectivas sobre diversidade, dada a singularidade intrínseca à condição humana. A iniciativa visa oferecer um recorte cuidadoso e modesto de memórias e narrativas de indivíduos diversos do Brasil, fomentando os direitos humanos e reconhecendo a pluralidade de visões que se traduzem em obras artísticas e diálogos enriquecedores”, ressalta Kaline Vânia, diretora da CEC Brasil. 

Para a curadora Bianca Bernardo, a mostra funciona como uma plataforma de discussão, de aprendizagem e de compartilhamento de experiências sobre a diversidade, a partir da arte e da pauta dos direitos humanos no Brasil. “O tema principal é a diversidade, sendo tratada a partir dos direitos humanos e da importância de legitimar os espaços de respeito, para a construção do entendimento da igualdade a partir das nossas diferenças”, diz.

Vera Nunes, também curadora da Expo Diversos, destaca que a ideia é proporcionar um esperançar para este momento do mundo. “É o esperançar do Paulo Freire, de se juntar a outros e fazer de forma diferente. Queremos proporcionar um ambiente seguro, de experiências, de viver e conviver com pessoas. Somos frutos de diferentes histórias e tudo o que a gente quer é que as pessoas possam fluir do jeito que elas são e sejam respeitadas dessa forma”.

Com sua sede sul-americana localizada em São José dos Campos, uma das cidades por onde a exposição passará, a Ball acredita no poder da arte como ferramenta para levar mensagens importantes a cada vez mais pessoas. “Como uma empresa global, com diferentes línguas, culturas e formas de trabalhar, valorizar a diversidade é um imperativo para o nosso negócio, e não poderíamos estar mais orgulhosos de patrocinar a Expo Diversos. Acreditamos em valorizar a pluralidade das pessoas e gerar senso de pertencimento, e entendemos a arte como uma ferramenta poderosa para levar mensagens acerca de diferentes temas tão importantes, como a diversidade, para o público em geral”, afirma Suellen Moraes, Gerente de Diversidade & Inclusão da Ball na América do Sul.

Casa Diversa – As 23 obras contemplam diferentes linguagens, como pinturas, fotografias, esculturas, bordados e instalações, dispostas num percurso multissensorial dentro do conceito de Casa Diversa. O espaço remete a um ambiente domiciliar acolhedor e acessível, com projeto expográfico assinado pela artista baiana Rose Afefé, trazendo elementos como paredes, plantas, pedras, água e luzes, com o objetivo de proporcionar uma experiência ainda mais imersiva aos visitantes.

Autor da obra “O sol é para todos, mas a terra não!”, o artista visual, compositor e poeta Novíssimo Edgard avalia que o tema da mostra, por si só, já causa um impacto fantástico. “A Expo Diversos é um espaço que contribui para fazer as pessoas terem acesso à arte e perceberem que a diversidade pode ser um tema, não só pensando em gênero e raça, mas também na sensibilidade de pessoas que têm autismo, entre outras dificuldades, numa sociedade que nem a nossa, toda padronizada. E o fato de ela ser itinerante é genial porque ela vai ter esse sopro de vida que vai continuar a passar por outros cantos, o que é inspirador e renovador”.

O artista paulistano Subtu participa com a obra Um estudo sobre a Paz e realça que sua intenção é provocar uma reflexão mais ampla sobre o significado de paz. ”A ideia é refletir sobre a dimensão da paz individual que abrange justamente a diversidade. Porque uma pessoa que faz uma determinada escolha de gênero ou de estilo de vida, e que sofre preconceito, sofre discriminação, ela não tem paz sendo ela mesma, o que é algo muito repugnante, e mudar isso é uma reconstrução coletiva”.

Lua Cavalcante, artista, educadora e aleijada, reforça que sua grande luta é de não ser lida apenas como corpo de uma deficiência que padece. “Minha perspectiva é a de vincular meu corpo a outras lógicas, que não são a lógica da perda de algo. Então eu espero que as minhas obras tragam essa possibilidade de mais leituras, sobre as múltiplas possibilidades de existência que esse corpo me permite, inclusive sobre eu poder resolver enfeitar minhas muletas para batalhar com mais encanto também”, destaca a artista, que traz para a Expo Diversos as obras Amuleta de Aleijeidu e Rede de Descanso e Mandinga de Aleijadu 

Para garantir a acessibilidade da exposição para os visitantes, as obras poderão ser acessadas através de QR Code com áudios descritivos e placas técnicas em braille.

SERVIÇO

Expo Diversos – RJ
Local: Casa França-Brasil – Rua Visconde de Itaboraí, 78 – Centro, Rio de Janeiro-RJ
Data: de 22 de junho a 04 de agosto de 2024
Visitação: terça-feira a domingo, das 10h às 17h

Horário de atendimento exclusivo para pessoas com deficiência intelectual e mental: Quartas-feiras de 10h às 11h. Local acessível para cadeirantes

Entrada gratuita

Mais lidas

Reflexões de Bárbara Cruz sobre viver antagonista em ‘A Infância de Romeu e Julieta’

Bárbara Cruz, que interpreta Rosalina na novela "A Infância de Romeu e Julieta" do SBT, comenta sobre o fim das gravações e a iminência...
Envelhecimento natural provoca 'queda' das pálpebras

Envelhecimento natural provoca ‘queda’ das pálpebras

Com o passar dos anos, a pele ao redor dos olhos perde elasticidade e os músculos responsáveis pelo suporte das pálpebras enfraquecem. Assim, o...

Rio das Ostras receberá shows gratuitos do grupo Molejo e do cantor Gabriel Moura...

Está rolando o 22º Festival Sesc de Inverno! Considerado o maior evento cultural multilinguagem do país, o Festival segue até 28 de julho em 24 localidades do estado do Rio...
Palhaçando - Grupo Tibanaré - Foto - Sumac Criativa

Circuito “Palhaçando” leva o teatro de rua para parques e praças da cidade com...

O renomado Grupo Tibanaré, conhecido por suas performances teatrais vibrantes e cheias de significado, apresenta o Circuito Palhaçando, uma iniciativa que promete levar a magia do teatro para os quatro cantos de Cuiabá, em Mato...
Fumaça – Puro Visaje

Artista colombiano apresenta o espetáculo cômico “Fumaça – Puro Visaje” na Sala Multiuso do...

O espetáculo circense "Fumaça – Puro Visaje" estreia no dia 25 de julho na Sala Multiuso do Sesc Copacabana, onde permanece em temporada até...

Últimas notícias

Reflexões de Bárbara Cruz sobre viver antagonista em ‘A Infância de Romeu e Julieta’

Bárbara Cruz, que interpreta Rosalina na novela "A Infância de Romeu e Julieta" do SBT, comenta sobre o fim das gravações e a iminência...

Envelhecimento natural provoca ‘queda’ das pálpebras

Com o passar dos anos, a pele ao redor dos olhos perde elasticidade e os músculos responsáveis pelo suporte das pálpebras enfraquecem. Assim, o...

Rio das Ostras receberá shows gratuitos do grupo Molejo e do cantor Gabriel Moura na maior edição de todos os tempos do Festival Sesc...

Está rolando o 22º Festival Sesc de Inverno! Considerado o maior evento cultural multilinguagem do país, o Festival segue até 28 de julho em 24 localidades do estado do Rio...

Circuito “Palhaçando” leva o teatro de rua para parques e praças da cidade com intérprete de libras

O renomado Grupo Tibanaré, conhecido por suas performances teatrais vibrantes e cheias de significado, apresenta o Circuito Palhaçando, uma iniciativa que promete levar a magia do teatro para os quatro cantos de Cuiabá, em Mato...

Artista colombiano apresenta o espetáculo cômico “Fumaça – Puro Visaje” na Sala Multiuso do Sesc Copacabana

O espetáculo circense "Fumaça – Puro Visaje" estreia no dia 25 de julho na Sala Multiuso do Sesc Copacabana, onde permanece em temporada até...
Compartilhe
Send this to a friend