Exposição Tecido Urbano resgata imaginário cultural dos subúrbios e periferias do Rio

Exposicao Coletiva TECIDO URBANO, SESC São João de Meriti em 09 de Março de 2024.

Com materiais variados, como panos, bandeiras, linhas, armação de pipa, telas e papéis, 19 artistas independentes apresentam obras que dialogam com a formação dos espaços urbanos e das relações que se estabelecem com seus habitantes. Em cartaz no Sesc São João de Meriti, a mostra coletiva Tecido Urbano tem curadoria de Raimundo Rodriguez, expografia da Pano Sticker e produção da Cria Arte em Movimento.

Até o dia 26 de maio o público poderá conferir desenhos, pinturas, gravuras, colagens, esculturas e instalações que têm como suporte eco-bandeiras confeccionadas a partir da reutilização de garrafas pet. “Os trabalhos apresentam possibilidades de experimentação do espaço expositivo e de refiguração da paisagem urbana, sempre íntima e estranha, cenários em processo contínuo de transformação”, explica o curador Raimundo Rodriguez.

Os artistas selecionados para a mostra vêm de várias partes do Rio de Janeiro e Baixada, fazendo um recorte plural das artes no estado.  Na mostra, eles unem suas pesquisas e experiências a fim de imaginar o tecido urbano a partir da soma de experiências individuais e coletivas, numa multiplicidade de expressões que tem como proposta tornar os espaços mais habitáveis, estabelecer novos vínculos entre seres vivos e as condições do ambiente onde estão inseridos. “A diversidade produzida na periferia gera uma riqueza enorme de possibilidades criativas. Muito além do que se convencionou chamar de arte periférica”, conclui Raimundo.

Artistas – Bruno Paz, Cibelle Arcanjo, Clara Vaz, Deisi Paiva, Diego DGR, John Wayne Assunção, Leonar Dumont Lorca, Lina Zaldo, Luísa Gomes Cardoso, Caos, Natália Lima, OMARCCA, Pedro Mandarino, Pedro OS, Rodrigo Sini, Scrau, Sérgio Torres, Del Gomes, Yuri Surgek – Abóbora

Sobre o curador – Artista visual, diretor de arte e animador cultural, Raimundo Rodriguez nasceu em Santa Quitéria, no Ceará, em 1963, e, desde 1969, mora no Rio de Janeiro. Seus trabalhos estão em importantes coleções no Brasil e no mundo. É um dos fundadores do Imaginário Periférico, grupo que atua na pesquisa artística no contexto sociocultural contemporâneo. Foi o idealizador de galerias como O Espaço Imaginário, Caza Arte Contemporânea e T.R.I.P.L.E.X, todas no Rio de Janeiro. Assinou projetos especiais de artes na TV Globo, em parceria com o diretor Luiz Fernando Carvalho, como nas minisséries “Hoje é Dia de Maria”, “A Pedra do Reino”, “Capitu”, “Meu Pedacinho de Chão” e “Velho Chico”.

Serviço – Tecido Urbano

  • Local: Sesc São João de Meriti – Av. Automóvel Clube, 66 – Centro
  • Visitação: Até 26 de maio. De terça a sábado, das 9h às 17h
  • Entrada gratuita
  • Classificação: Livre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui