Início » FLIST volta ao modelo presencial no Parque das Ruínas

FLIST volta ao modelo presencial no Parque das Ruínas

por Redação
FLIST
  • Evento acontece nos dias 14 e 15 de maio e terá Daniel Munduruku como homenageado
  • Festa literária fará tributos aos centenários de Darcy Ribeiro, Dias Gomes, José Saramago e da Semana de Arte Moderna 
  • O cantor Chico Chico, ex-aluno do CEAT, se apresenta no encerramento do evento, ao lado de João Mantuano
  • Evento reúne alguns dos mais renomados bares e restaurantes de Santa Teresa

Depois de dois anos, a FLIST está de volta ao modelo presencial. Nos dias 14 e 15 de maio, a partir das 10h, o Parque das Ruínas vai receber mais de 40 atividades culturais ligadas à música, dança, literatura, artes plásticas, artesanato e gastronomia. No ano em que a FLIST chega a 14ª edição, o grande homenageado será o premiado escritor indígena Daniel Munduruku. Formado em Filosofia, História e Psicologia, mestre e doutor em Educação e pós-doutor em Linguística, Munduruku tem 51 obras lançadas no Brasil e três no exterior. Os tributos de 2022 serão a Semana de Arte Moderna, o antropólogo Darcy Ribeiro, o dramaturgo Dias Gomes e o escritor José Saramago. Ao todo, serão quatro espaços diferentes, com atrações para pessoas de diferentes faixas etárias. 

“A escolha do homenageado e dos tributos é, anualmente, o ponto de partida para a FLIST. Em 2022, não foi diferente. É um ano extremamente relevante não só pela celebração a Darcy, Dias e Saramago, como também pelos 100 anos da Semana de Arte Moderna. Mas, logo de início, nos deparamos com a necessidade de termos mulheres homenageadas também. Assim, destacaremos o trabalho de Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Pagu, Elsie Houston e Eugenia Alvaro Moreira, todas participantes da Semana de 22”, explica Ninfa Parreiras, curadora da FLIST. 

No Teatro Ruth de Souza, acontecerão apresentações teatrais e musicais, incluindo, no dia 14 (sábado), uma homenagem à cantora Elza Soares, que nos deixou em janeiro de 2022. Outros destaques são uma atividade sobre a obra de Villa-Lobos e uma atividade teatral, com diálogos entre corpo e trabalho. 

No dia 15 (domingo), o artista senegalês Pape Babou Seck, artista Griot, apresenta uma vivência musical para crianças.  Os integrantes do Sarau Poesia Andrarilha, que mensalmente se reúnem para a leitura de poesias, participam de uma atividade literária e, em seguida, Marcia Feijó estará à frente de uma atividade com danças modernistas inspiradas em Villa-Lobos e Tarsila do Amaral. A programação conta ainda com Montagens poéticas, com Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Manuel Bandeira e uma nova apresentação da atividade teatral: voz surda, diálogos entre corpo e trabalho.  

A área conhecida como Palanque de Cima terá algumas apresentações incluindo autógrafos e lançamentos de livros. Será nesse espaço também que os autores Cris Lewis, Nilo Gomes e Romildo Guerrante lançarão seus livros. 

O salão, também conhecido como galeria, é o espaço principal da FLIST e vai sediar bate-papos e mesas redondas. No dia 14, Lia Faria (conselheira da Fundação Darcy Ribeiro) e Vittorio Lo Bianco (pós-doutor em Educação Online pela UFRRJ) vão debater a obra do antropólogo, um dos tributos da FLIST 2022. O doutor em Letras, Marlon Augusto, é o convidado para falar sobre a obra do escritor português José Saramago, juntamente com a doutora em língua portuguesa Luciana Salles. As autoras Clarice Campos e Sonia Rosa, com mediação de Marlene Araújo, professora do CEAT, estarão na mesa A Voz das Autoras Pretas. A FLIST vai sediar também um bate-papo intitulado A Voz das Autoras Indígenas. Alguns autores que vão autografar livros: Henrique Rodrigues, Guto Lins e Marta Lagarta. A grande atração desse espaço será a homenagem a Daniel Munduruku. 

O espaço conhecido como Túnel, vai sediar atividades para crianças, como leituras e lançamentos de livros. Será nesse local, no sábado e no domingo, que as autoras e professoras Arlene Costa, Lucia Moraes, Edith Lacerda, Luciana Saldanha, Elisa de Jesus, Marcela Carvalho e Cecilia Botana farão a contação e a leitura de histórias. 

A FLIST 2022 terá também espaços voltados para lazer, artesanato e artes plásticas. A gastronomia será um dos destaques da festa. Na área ao ar livre, alguns dos mais renomados e apreciados restaurantes e bares de Santa Teresa estarão presentes. Presenças confirmadas da Adega do Pimenta, Alda Maria Doces Portugueses, Café do Alto, City Burger e Balsâmica, entre outros, todos do Coletivo Amesanta com uma série de iguarias para a festa literária. 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Não estou interessado em compartilhar. Clique aqui para voltar para o conteúdo!
This window will automatically close in 10 seconds
Share via