Início » I Fórum Ilumina Zona Oeste reúne as potencialidades das culturas, tecnologias sociais e produção de conhecimento do Oeste Metropolitano e Baía de Sepetiba

I Fórum Ilumina Zona Oeste reúne as potencialidades das culturas, tecnologias sociais e produção de conhecimento do Oeste Metropolitano e Baía de Sepetiba

Encontro acontece dia 08/11, em Santa Cruz, com artistas, empresas, lideranças sociais, universidades e moradores para debates e oficinas culturais, de sustentabilidade, economia criativa e desenvolvimento local

por Redação

No dia 08 de novembro, o I Fórum Ilumina Zona Oeste, chegará à SerCidadão, em Santa Cruz. O evento contará com a participação de artistas, produtores culturais, empresas, moradores, lideranças sociais e de universidades. Na programação, gratuita, oficinas e debates para refletir e dar mais visibilidade às iniciativas que geram impactos positivos na na cultura e no desenvolvimento social da região.

O encontro é uma prévia da sexta edição do Festival Ilumina Zona Oeste, um dos maiores eventos culturais do Rio, em janeiro de 2023, e reunirá artistas de bairros da zona oeste carioca – e também de Itaguaí e Mangaratiba (Oeste Metropolitano e Baía de Sepetiba) que entram no circuito do projeto este ano – para fortalecer redes criativas e sociais nesses territórios.

O Fórum é presencial, das 8h30 às 18h,  e tem uma programação variada, entre palestras, oficinas de agendas locais, apresentações de iniciativas de impacto social e apresentações culturais. Todo o conteúdo será registrado por um artista que fará o registro visual do encontro com as reflexões e propostas debatidas que vão embasar a construção da próxima edição do Festival Ilumina Zona Oeste e contribuir para o fortalecimento regional.

Como participar

Para participar do fórum é preciso confirmar presença no link www.iluminazonaoeste.org.br/forum . A entrada é gratuita e as vagas limitadas.

Programação completa com os convidados:

Painel 1- “Indústrias, comunidades locais e sustentabilidade: um diálogo possível?”

Horário: 9h às 10h30m

O debate é para discutir caminhos para o desenvolvimento da região do Distrito Industrial de Santa Cruz, um dos pólos econômicos mais importantes do Rio e que, ao mesmo tempo, tem a população com os menores  Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) da cidade.

Luiza Serpa, do Instituto Phi, será a debatedora do tema, que conta com a participação de Neide Dantas, gerente de pessoas e cultura da Fábrica Carioca de Catalisadores (FCCSA), de Izabel Loureiro, gerente de sustentabilidade da concessionária ViaRio e de Fernanda Candeias, head de relações externas e comunitárias, da siderúrgica Ternium.

Na sequência, apresentação dos projetos Falem da Zona Oeste e Criar e Transformar, ambos atuam para melhorar a qualidade de vida de pessoas em situação de vulnerabilidade social na zona oeste.

10h30m- Intervalo de 30 minutos

Painel 2- “Políticas públicas e de impacto social na zona oeste”

Horário: 11h às 12h30m

O painel ‘Cultura é a vida: Políticas Públicas e ASG’  provoca a reflexão sobre questões metropolitanas, urbanas, socioeconômicas, socioambientais, culturais e políticas relativas à Região Metropolitana do Rio e aos municípios do entorno e as integrações com as agendas de AGS (em português para a sigla ESG) das empresas comprometidas na promoção da para qualidade de vida para a população local.

O debate será conduzido por Pablo Ramoz, diretor criativo do Ilumina Zona Oeste, com falas e reflexões de Marcus Faustini, Secretário de Cultura do Rio, Willian Cezar, Subsecretário de Cultura de Itaguaí e Fernanda Candeias representando o Conselho de Responsabilidade Social da Firjan. Serão apresentados os cases do Museu do Pontal, no Recreio, e as iniciativas do Quilombo Aquilah de preservação de cultura negra na Praça Seca.

12h30m- 14h – Almoço

Painel 3- “Oeste sem fronteiras: como integrar a rede das culturas do Oeste metropolitano?”

Horário: 14h às 15h30m

O Ilumina Zona Oeste é uma plataforma de visibilidade e sustentabilidade para as culturas, as tecnologias sociais e as produções de conhecimento da zona oeste do Rio.

“A nossa proposta aqui é um exercício para ampliar o olhar para o Oeste Metropolitano e suas cidades, incluindo as banhadas pela Baía de Sepetiba. Entendemos que a Zona Oeste do Rio não pode ser pensada de modo bairrista e, sim, articulada com o desenvolvimento da Cidade Metropolitana do Rio”, destaca Luiza Serpa, do Instituto Phi, criadora do Ilumina Zona Oeste.

A proposta é pensar como aprimorar o Ilumina Zona Oeste para colaborar ainda mais no entendimento das demandas de cultura de todas as faixas sociais de quem vive na região oeste metropolitana.

O debate será conduzido por Simone Ricco, professora e especialista em educação antirracista e conta com as palestras de Marcio Rufino, da UFRRJ, Anderson Moraes, da  UEZO, Dudu do Morro Agudo, rapper e empreendedor social, e Fenanda Rocha, da Cia Dois Baquinhos, de palhaçaria e do Ponto de Cultura Viva Zona Oeste. Os projetos A Era do Rádio e Museu do Bispo do Rosário encerram o painel.

15h30m- intervalo de 30 minutos

Painel 4- Festival Ilumina Zona Oeste – 6º edição: como cocriar o processo de curadoria?

Horário: 16h às 17h30m

O último painel é dedicado à curadoria e contará com Pablo Ramoz, que assina curadoria do projeto. O ‘‘Ilumina Zona Oeste 2023: curadoria em cocriação” tem como foco expandir o olhar da sua curadoria entre territórios, vozes e linguagens e contemplar a participação da maior diversidade possível em seu processo de criação, interlocução, produção e na programação do ano que vem.

Banca Marginow- Roleta de rimas

Horário: 17h30m

O fórum termina com a Banca Marginow, de Santa Cruz, iniciativa que reúne várias formas de expressão artísticas como Batalha de Rimas, Slam, música, dança e outros, trabalhando todas as vertentes da cultura Hip Hop, em um formato inovador. Os artistas são sorteados na hora para batalhar através de uma roleta e as melhores escolhidas pelo público.

19h- encerramento.

Sobre o Ilumina

O Ilumina Zona Oeste é uma criação do Instituto Rio em parceria Instituto Phi e conta ainda com o apoio de diversos artistas e parceiros independentes. Este ano é apresentado pelo  Ministério do Turismo, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e conta ainda com o patrocínio da Fábrica Carioca de Catalisadores, Via Rio, Unimed Rio e S&P Global.

O I Fórum Ilumina Zona Oeste 22,  é uma realização da Trilhos Produções Artísticas, produtora cultural sediada em Santa Cruz, zona oeste do Rio, com expertise em conteúdos artísticos e culturais em subúrbios, periferias e favelas; em parceria com o Instituto Santa Cruz Sustentável-Plano Santa Cruz 2030, movimento da sociedade civil da região administrativa de Santa Cruz que há cinco anos vem desenvolvendo tecnologias sociais para o desenvolvimento sustentável da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via