Início » Inspirado no centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, Rua Walls inicia pintura de fachada da Biblioteca Parque Estadual

Inspirado no centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, Rua Walls inicia pintura de fachada da Biblioteca Parque Estadual

Projeto de urbanismo tático pioneiro na cidade convidou o Coletivo MUDA para desenvolver o mural

por Redação

Após entregar mais 22 novos painéis espalhados por 1,5 km na Avenida Rodrigues Alves, na Zona Portuária do Rio, em dezembro de 2021, o projeto de urbanismo tático Rua Walls se prepara para iniciar a pintura da fachada da Biblioteca Parque Estadual (BPE) nesta segunda-feira (24). A ação, patrocinada pela Enel Distribuição Rio através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, homenageia o centenário da Semana de 22, ocorrida na cidade de São Paulo entre os dias 11 e 18 de fevereiro daquele ano. O evento, que marcou o início do modernismo brasileiro (1922-1960), contou com a presença de grandes nomes da cena artística da época, como Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Mário de Andrade,  Heitor Villa-Lobos, entre outros.

“A Biblioteca Parque Estadual é a casa da cultura do estado e já funciona plenamente com várias ações culturais em seus espaços”, disse Danielle Barros, secretária de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro. “Ter a sua fachada revitalizada, marcando os 100 anos do modernismo, reforça sua vocação cultural de ser um equipamento para todas as artes e acessível para todos”.

Para realizar o mural de aproximadamente 800m² na fachada do prédio, localizado no coração da Avenida Presidente Vargas, no Centro, o Rua Walls — que, por ser um projeto de urbanismo tático, se propõe a realizar intervenções nas cidades com o objetivo de promover espaços mais democráticos e acessíveis — convidou os artistas contemporâneos do Coletivo MUDA.

“Nessa intervenção, estamos buscando uma integração entre o objeto arquitetônico da Biblioteca e os transeuntes — pessoas que passam a pé, de carro e de ônibus”, declarou o arquiteto Rodrigo Kalache, do MUDA. “A Avenida Presidente Vargas é uma das mais movimentadas do Rio, e nós queremos fazer uma intervenção que fale desse deslocamento. Por isso, criaremos um painel cinético que se transforma à medida que o observador vai percorrendo pela arte”.

Criado em 2010, o MUDA é reconhecido por realizar experimentações gráficas com estética geométrica e abstrata em revestimentos clássicos, como o azulejo. O Coletivo é integrado pelos designers Bruna Vieira e João Tolentino, e pelos arquitetos Diego Uribbe, Duke Capellão e Rodrigo Kalache

“Nosso projeto envolve arte, cultura e urbanismo tático, pensando a cidade no pós-pandemia”, explicou André Bretas, um dos idealizadores do Rua Walls. “Nosso objetivo é colorir cada vez mais a cidade, muito conhecida por suas belezas naturais, e que agora ganha cada vez mais espaço na cena da arte mais democrática do mundo, a arte urbana”, completou Caique Torrezão, outro realizador do projeto.

De acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Biblioteca Parque Estadual foi criada em 15 de março de 1873, no período do Brasil Imperial (1822-1889) — na época, se chamava Biblioteca Pública Municipal. Durante os anos, ela foi transferida para diferentes endereços, e também mudou algumas vezes de nome — ela só foi batizada definitivamente como BPE em 2014 —, até que em 1943 ganhou o espaço onde encontra-se atualmente, na Avenida Presidente Vargas. Em janeiro de 1984, uma parte de seu antigo prédio foi destruída por um incêndio. Porém, poucos anos após o acidente, em março de 1987, um novo edifício foi inaugurado, com projeto de autoria do arquiteto Glauco Campello, sob a orientação do antropólogo e então Secretário estadual de Cultura e vice-governador, Darcy Ribeiro (1922-1997). Anos mais tarde, entre 2008 e 2012, Campello voltou a participar da obra para modernizar a BPE com traços que a tornaram mais moderna e que são conhecidos até os dias atuais.

Rua Walls

O Rua Walls é um projeto de urbanismo tático pioneiro, que atua na região portuária da cidade desde 2010, realizado pela Visionartz. A edição de 2021/2022 é patrocinada pela Enel Distribuição Rio, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SECEC-RJ) e pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro. As tintas oficiais utilizadas nesta edição do Rua Walls são das marcas Sherwin-Williams e Colorgin Arte Urbana.

Enel Distribuição Rio

A Enel Distribuição Rio, subsidiária da multinacional italiana Enel, atende 66 municípios do estado do Rio de Janeiro, abrangendo 73% do território estadual, com cobertura de uma área de 32.188 km². A Região Metropolitana de Niterói e São Gonçalo e os municípios de Itaboraí e Magé representam a maior concentração do total de 2,7 milhões de clientes atendidos pela companhia. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Não estou interessado em compartilhar. Clique aqui para voltar para o conteúdo!
This window will automatically close in 10 seconds
Share via