Início » Livro de contos surpreende ao misturar cotidiano com absurdo

Livro de contos surpreende ao misturar cotidiano com absurdo

por Redação

Se você já precisou de um encanador com urgência durante um feriado, sabe que toda ajuda é bem vinda. Mas se sua privada abriu um portal místico e você teve que contar com a ajuda de um encanador xamânico, você poderia estar vivendo em uma das histórias de Douglas Domingues. Não tem nem como tentar disfarçar: o título do livro, Reencarnei como uma jujuba e outros textos igualmente degradantes, já deixa bem claro o que vem pela frente. O livro, que será lançado em formato e-book na Amazon, dia 11 de maio, também estará disponível para vendas em formato físico a partir de junho.

Com uma escrita que tem um forte apelo à comunidade nerd e geek, recheado de referências e com uma redação clara e fácil, Domingues consegue evocar sentimentos que todos compartilhamos. O autor nos apresenta diversos textos que partem de situações cotidianas e terminam em absurdos inimagináveis. Essa mistura entre banal e bizarro fica evidente já no conto que abre o livro, no qual o leitor se depara com o relato de uma pessoa que se desespera ao reencarnar como uma jujuba vencida na prateleira de uma lojinha de doces numa cidade de interior. No conto A experiência do semáforo, um estudante universitário impressionável descobre um ritual de magia negra e põe em teste para controlar um semáforo demorado que sempre fica em seu caminho. Já Descaroçador de queijo, escrito em segunda pessoa, põe o leitor na pele de uma pessoa que parte em busca de um utensílio para servir queijos finos e acaba em uma civilização intra-terrestre escondida no centro da cidade.

O livro traz, ainda, poesias e micro-ensaios na mesma toada. Em um poema, uma drosófila faz um apelo de privacidade ao cientista geneticista Thomas Hunt Morgan, nobel de medicina de 1933. Já em O peixe morre pela boca, o autor cria um poema narrativo que ele mesmo classifica como “uma poesia sci-fi biopunk que começa com torresmo e termina no lamento de uma criatura marinha antropomórfica”.

De acordo com o autor, seu primeiro livro, Uma fuinha sobrenatural se instalou no meu cérebro e outros textos igualmente imbecis, publicado apenas em formato e-book, teve mais de 1400 cópias vendidas e distribuídas, e já conta com quase 100 avaliações positivas no site da Amazon. Desde o lançamento, Reencarnei como uma jujuba já irá contar com leitores cativos, já que sua impressão é fruto de uma campanha de financiamento coletivo bem sucedida na plataforma Catarse, tendo atingido 110% da meta.

A elaboração da capa repetiu a parceria do primeiro livro do autor, e ficou à cargo de Victor Bello, expoente dos quadrinhos alternativos e responsável por obras que tem se tornaram clássicos instantâneos do cenário de quadrinhos underground brasileiros, como Úlcera Vortex (2017), O alpinista (2019), Sinuca paranóide (2020) e Bufa Gunfa (2021).

Reencarnei como uma jujuba e outros textos igualmente degradantes será lançado em formato e-book no site da Amazon dia 11 de maio, custando R$ 5,99. O autor garante que, em breve, a versão física estará disponível para venda, mas não nas melhores livrarias. Só nas mais estranhas.

Link para o livro na Amazon

https://www.amazon.com.br/gp/product/B09ZNYGGZC/

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via