MAR lança edital para o Projeto Percursos Formativos 2024

MAR lança edital para o Projeto Percursos Formativos 2024

Aprender sobre o funcionamento de um dos maiores Museus brasileiros e ainda ganhar capacitação profissional em aulas ministradas por colaboradores da instituição são alguns dos principais pontos do projeto Percursos Formativos, que será lançado na quinta-feira (02/05). O Museu de Arte do Rio irá publicar o edital do projeto que visa formar e promover a qualificação de jovens da rede pública de ensino e de regiões periféricas do município do Rio de Janeiro na produção da arte e da cultura. Os interessados poderão se inscrever entre os dias 02 a 20 de maio de 2024.

No programa, o Museu de Arte do Rio oferece bolsas de estudo para jovens da rede pública de ensino e de regiões periféricas do município do Rio de Janeiro que queiram participar de uma imersão artística e cultural. Ao longo dos seis meses de Percursos Formativos, os estudantes mergulham no universo da produção e gestão cultural e conhecem todas as áreas do museu, seus bastidores e processos criativos. Desta maneira, o MAR contribui para a  pesquisa e profissionalização teórico-prática de jovens que desejam atuar no setor da arte, fornecendo o conhecimento necessário e inserindo-os numa rede de networking

A nova edição será destinada a 10 jovens com idade de 16 a 21 anos, moradores de Barra de Guaratiba, Guaratiba e Pedra de Guaratiba, que sejam atualmente estudantes de escolas e institutos das redes públicas de ensino municipal, estadual e/ou federal do Rio de Janeiro, matriculados nos turnos da manhã ou da noite; ou ainda jovens com idade de 16 a 21 anos que já tenham concluído o ensino médio nos últimos dois anos em escolas das redes públicas de ensino municipal, estadual e federal do Rio de Janeiro. Nesta edição, 60% das vagas oferecidas serão reservadas à jovens que, além de cumprirem os requisitos acima, tenham concluído o projeto Pacto Pela Juventude (PPJ), na Trilha Formativa de Cultura, nos Núcleos Territoriais de Guaratiba e de Pedra de Guaratiba, promovido pela a Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUV-RIO). Devendo os 40% demais das vagas serem preenchidas pelo público da ampla concorrência. “Nós, da Secretaria da Juventude, estamos muito orgulhosos de nossa parceria com a Escola do Olhar do Museu de Arte do Rio por meio do projeto Percursos Formativos. Desde 2019, este projeto tem sido fundamental para a formação e promoção de jovens da rede pública e de regiões periféricas do Rio de Janeiro na arte e cultura. Esta parceria representa um passo significativo em nossa missão de oferecer oportunidades transformadoras para a juventude carioca, capacitando-os e incentivando seu crescimento pessoal e profissional”, destaca Gabriella Rodrigues, Secretária  da Juventude. 

O formato do Projeto é composto por 9 (nove) percursos formativos, no sentido literal de percorrer as diversas áreas e processos de um museu com seus representantes  para entender competências como:  pesquisa e curadoria, práticas artísticas, museologia, educação, comunicação, produção cultural e administração. Em 2024, sob a gestão da Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura, o projeto Percursos Formativos também consolida o seu aspecto profissionalizante, oferecendo um módulo voltado para boas práticas de gestão cultural, como conhecimentos sobre aplicação para editais e leis de incentivo, construção de portfólio, e outros aspectos importantes para promoção profissional. 

Esta é a 6ª edição do projeto, que desde 2019 já selecionou jovens dos bairros de Santa Cruz, Pavuna e da Zona Portuária. Cada edição costuma ter até 10 alunos e conta com cerca de 180 horas de estudo presencial e 80 de ensino à distância. Como resultado final, os selecionados tomam a iniciativa de desenvolver dispositivos artísticos: entre os realizados nos últimos cinco anos, destacam-se a produção de livros, documentários, curtas e festivais de arte que retratam, impactam e beneficiam as áreas de origem dos seus criadores.

A Co.liga é parceira  com cursos auto instrucionais, disponíveis em plataforma digital. Amparados por aulas, oficinas, mentorias, palestras, visitas, mão-na-massa, e outras experiências, os 10 alunos que forem selecionados para a edição de 2024 do Percursos Formativos vão receber uma bolsa mensal no valor de R$ 750,00 (setecentos e cinquenta reais) ao longo dos seis meses de duração do projeto. A Escola do Olhar tem por objetivo com o projeto Percursos Formativos oferecer qualificação e aperfeiçoamento aos jovens em situação de vulnerabilidade econômica. “Ações como o Projeto Percursos Formativos reforçam o nosso compromisso em contribuir para a formação e inserção profissional das juventudes nas áreas de arte, educação e cultura. O Museu de Arte do Rio, por meio do importante trabalho realizado pela Escola do Olhar, tem promovido a inclusão dos jovens em imersões de qualificação que ampliam perspectivas e horizontes. A parceria com a Secretaria de Juventude, juntamente com a Co.liga, é fundamental para descentralizar as oportunidades e alcançar jovens de outros territórios. Nosso papel vai além da promoção da cultura; somos um equipamento comprometido em gerar oportunidades significativas para as novas gerações”, afirma Sandra Sérgio, Diretora Executiva do Museu de Arte do Rio e Coordenadora Nacional de Projetos Especiais da OEI no Brasil

Os interessados poderão se inscrever entre os dias 02 a 20 de maio de 2024 por meio do formulário digital disponível no link:

 https://forms.gle/H31N35stwqEtqXGu6.

ACESSE O EDITAL:  

https://museudeartedorio.org.br/wp-content/uploads/2024/05/MAR_ESCOLA-OLHAR_percursos-formativos_2024_EDITAL_final.pdf

Museu de Arte do Rio

O MAR é um museu da Secretaria Municipal de Cultura do Rio e a sua concepção é fruto de uma parceria entre a Prefeitura e a Fundação Roberto Marinho. “Nosso papel enquanto museu é incomodar. Gerar experiências que nos tirem do lugar de conforto”, ressalta o secretário municipal de Cultura, Marcelo Calero. “Um museu como o MAR é parte do compromisso de nossa gestão com a cultura. Mais do que isso, com a cultura como vetor de inclusão e transformação. Exposições fazem com que as pessoas se vejam refletidas em suas trajetórias e são um convite para que estes espaços sejam também lugar de afeto.”

Em janeiro de 2021, o Museu de Arte do Rio passou a ser gerido pela Organização de Estados Ibero-Americanos (OEI) que, em cooperação com a Secretaria Municipal de Cultura, tem apoiado as programações expositivas e educativas do MAR por meio da realização de um conjunto amplo de atividades. A OEI é um organismo internacional de cooperação que tem na cultura, na educação e na ciência os seus mandatos institucionais.  “O Museu de Arte do Rio, para a OEI, representa um espaço de fortalecimento do acesso à cultura, ao ensino e à pluralidade intimamente relacionado com o território ao qual está inserido. Além de contribuir para a formação nas artes e na educação, tendo no Rio de Janeiro, com sua história e suas expressões, a matéria-prima para o nosso trabalho”, comenta Leonardo Barchini, Diretor da OEI no Brasil. Em 2024, a OEI e o Instituto Arte Cidadania (IAC) celebraram a parceria com o intuito de fortalecer as ações desenvolvidas no museu, conjugando esforços e revigorando o impacto cultural e educativo do MAR, a partir de quando o IAC passa a auxiliar na correalização da programação.

O MAR é mantido com recursos próprios da Prefeitura do Rio, tendo, igualmente, o Instituto Cultural Vale como mantenedor, a Equinor e a Globo como patrocinadores master e o Itaú Unibanco como patrocinador. São os parceiros de mídia do MAR: a Globo e o Canal Curta. A Machado Meyer Advogados e a Wilson Sons também apoiam o MAR. 

O MAR conta ainda com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, do Ministério da Cultura e do Governo Federal do Brasil, também via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Mais informações em www.museudeartedorio.org.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui