Início » Mariana estreia nas plataformas musicais com o single autoral ‘Reza’

Mariana estreia nas plataformas musicais com o single autoral ‘Reza’

Brasileira neta de japoneses e radicada em Tóquio, a cantora e compositora traz delicadeza na voz, mesclada a sonoridades modernas e batidas eletrônicas na faixa produzida por Renato Iwai

por Redação
Mariana

Foi durante o inverno frio do Japão que a cantora e compositora brasileira, neta de japoneses, Mariana começou a rabiscar pensamentos e sensações que refletiam suas vivências. Assim nasceu “Reza”, primeiro single autoral da artista, radicada em Tóquio desde 2021, e que chega em todas as plataformas dia 9 de dezembro, via TuneCore.

Com arranjos e produção musical do produtor brasileiro Renato Iwai – criador do CITY BOSSA e também baseado em Tóquio -, a faixa exalta a delicadeza e a doçura presentes na voz de Mariana, com uma letra misteriosa, e sonoridades modernas e eletrônicas, trazendo um equilíbrio desenhado por uma equipe multicultural, e almejado pela cantora para dar início a uma nova fase em sua trajetória artística, como compositora. O clipe sairá em janeiro.

“Compus ‘Reza’ no meu violão de nylon, de forma bastante intuitiva, e quando mostrei ao Renato ele adorou. Decidimos gravar voz e guitarra, e assim as ideias foram surgindo. Queria manter a suavidade da minha voz, ao mesmo tempo que o refrão me transportava para uma praia, dançando à beira mar”, explica ela que lançará novos singles autorais em 2023.

Dona de todos meus passos // ela abre os caminhos que vou percorrer // Peço licença, sua bênção // nas águas que é pra me benzer

Nascida em Dourados, em Mato Grosso do Sul, Mariana Matsui começou a cantar aos 8 anos e sempre foi influenciada pelas duas culturas: Brasil e Japão. De forma espontânea, se interessou por dança e música e participou de festivais e concursos de música japonesa até os 15 anos. Mas foi nos discos de MPB da mãe que descobriu um novo universo.

“Este encontro entre as duas culturas se deu de forma orgânica desde muito cedo na minha vida. Poder cantar nossa música brasileira no Japão, além de ser gratificante pela incrível recepção do povo japonês, é para mim o sentido genuíno de conexão com meus ancestrais orientais. E isso tem um grande impacto na forma que me expresso, me comunico e canto”, afirma.

Em “Reza”, MARIANA se inspirou nos movimentos da lua e no mar e na sua força:

CAPA DO SINGLE: MARIANA em foto de Gui Martinez

CAPA DO SINGLE: MARIANA em foto de Gui Martinez

“Sou uma pessoa que gosta de estar próxima à natureza sempre que possível e como uma boa pisciana, o mar representa aquele grande colo, de afeto, encontro, força. Também gosto de observar e celebrar as diversas fases da lua, sobretudo a lua cheia que marca alguns momentos especiais na minha vida. Esta canção, inclusive, foi escrita durante uma, e será lançada na última lua cheia de 2022”, lembra ela.

As principais referências musicais da artista são Gilberto Gil, Caetano Veloso, Elis Regina, Jorge Ben Jor, Seu Jorge, Marisa Monte, Gal Costa, Antônio Carlos Jobim, Sade, Amy Winehouse e Ella Fitzgerald. Do lado japonês, a música tradicional enka, CITY POP, entre outros, são suas inspirações. Para Mariana Matsui, que carrega consigo um olhar único e plural entre as duas culturas, “Reza” é uma espécie de prece, em agradecimento à jornada já vivida e em anseio de que o mar abra novos caminhos.

“Ela é minha prece inicial, que agradece e pede a bênção para seguir caminho com todo o respeito e fé que tenho pelas entidades e pelo mar. E assim como a lua, representa uma nova fase, que vai além da intérprete e se apresenta ao mundo como compositora”.

Danço e balanço enquanto a lua me olha // Como quem diz: “Tu merece o que sonhas” // É lua cheia e eu me entrego agora // E me lanço em direção à vida.

SOBRE MARIANA: Descendente de japoneses, italianos e portugueses, MARIANA começou a cantar aos 8 anos em concursos de música japonesa. Por 8 anos consecutivos obteve prêmios e se consagrou campeã nacional de música japonesa pela ABRAC (Associação Brasileira de Canção Japonesa). Mudou-se para São Paulo e estudou canto popular e violão no Conservatório Souza Lima & Berklee entre 2013 e 2017. Em 2017 apresentou-se em importantes espaços musicais de Lisboa. Em 2018, visitou o Japão pela primeira vez e pôde se apresentar em casas de jazz e festivais de música como convidada em diversas cidades. Realizou várias vezes no Blue Note SP uma homenagem a Amy Winehouse com casa cheia e ingressos esgotados entre 2019 e 2020. Radicada no Japão desde junho de 2021, canta uma ampla variedade de gêneros, incluindo bossa nova, mpb, jazz, pop e canções japonesas. Apresenta-se regularmente em festivais, casas de show e de jazz. Em 2022, abriu o City Bossa Show Vol.1 na conceituada livehouse Billboard Live Tokyo cantando clássicos da bossa nova, e se apresentou também no Bossa Aoyama, o mais importante festival de bossa nova do Japão.

FICHA TÉCNICA:

  • Composição, guitarra e vocais: MARIANA
  • Produção musical, arranjos, gravação e mixagem: Renato Iwai (CITY BOSSA)
  • Fender Rhodes: Bruno Cardozo
  • Baixo: Arthur de Palla
  • Sintetizadores: Renato Iwai
  • Masterização: Brendan Duffey

SIGA MARIANA:

Instagram: https://www.instagram.com/marianamatsui_/

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via