Moradores do Grajaú clamam por segurança pública eficiente na região

Grajaú é um bairro arborizado
Grajaú é um bairro arborizado

O aumento dos índices de criminalidade preocupa os moradores do Grajaú. Diariamente moradores e transeuntes são vítimas de roubos a pé ou em veículos.

Na última sexta-feira, dia da tradicional feira livre, na Rua Júlio Furtado, duas moradoras foram assaltadas em plena luz do dia, na porta de sua casa. O crime aconteceu na Rua Caruaru, aproximadamente 30 metros da feira.

Precisamos discutir o programa Segurança Presente em nosso bairro, dificuldades existem como o pequeno número de agentes atuando, mas é necessário fazer um planejamento de segurança, patrulhamento nas ruas, rondas e operações. Atualmente os policiais do programa estão concentrados na Praça Edmundo Rego ou na rua onde o ex-governador Wilson Witzel reside.

Os moradores do Grajaú estão fartos do fracasso das políticas de segurança no bairro. A onda de violência assombra quem por lá circula. Eles imploram por uma ação para coibir a criminalidade na região.

É de extrema importância que os moradores registrem a ocorrência sobre os furtos nas delegacias locais. O registro ajuda na localização dos criminosos e ajuda para que o policiamento na região seja intensificado.

O Instituto Ativa Rio, Ativa Grajaú e a Associação de moradores do bairro (Amgra), em defesa dos moradores do Grajaú, lutam pela diminuição dos casos de violência no bairro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui