Início » O Tom da Encruzilhada, e-book de Ana Clara Ferraz, com lançamento em dezembro e live de apresentação na próxima segunda, dia 19, amplia o debate sobre a desmistificação da figura de Exu

O Tom da Encruzilhada, e-book de Ana Clara Ferraz, com lançamento em dezembro e live de apresentação na próxima segunda, dia 19, amplia o debate sobre a desmistificação da figura de Exu

Com linguagem poética, prefácio do professor doutor e babalorixá Sidnei Nogueira e forte caráter de combate à intolerância religiosa, livro com acesso gratuito é um recorte da pesquisa de mestrado em Artes da Cena realizada pela autora na Unicamp

por Redação

Alvos frequentes de manifestações de intolerância que também explicitam o preconceito racial que permeia parte expressiva da sociedade brasileira, as religiões de matriz africana têm na figura de Exu, frequentemente associado ao diabo no imaginário católico, um de seus mais estigmatizados orixás.

Nos últimos anos, muitas iniciativas têm contribuído para desmistificar essa visão deturpada, como o combativo enredo Fala, Majeté! Sete Chaves de Exu, que, em abril de 2022, garantiu à escola de samba Acadêmicos do Grande Rio sua primeira vitória no Carnaval do Rio de Janeiro. Com lançamento online em 19 de dezembro, o e-book O Tom da Encruzilhada, de Ana Clara Ferraz, soma esforços para tornar pública e acessível uma justa compreensão da fascinante e complexa figura de Exu.

“Minha grande motivação para a publicação do livro partiu dessa ignorância de muitas pessoas sobre Exu. Na minha própria família, as religiões de matriz africana são um assunto que muitos não querem discutir. Não porque eles entendam que é algo ‘do diabo’, mas porque acreditam que é uma religião que não tem princípios e ética; uma religião pagã, onde pode se fazer de tudo. Quando alguns deles se permitem a escuta, consigo levar informação, de forma que eles mudem seu pensamento sobre a religião”, explica Ana Clara.

Formada em Canto Lírico pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Ana Clara Ferraz é professora de canto, pesquisadora e produtora cultural. Atualmente, conclui seu Mestrado no Programa Artes da Cena, sob orientação da professora doutora Paula Caruso do Departamento de Artes Corporais da mesma universidade. A pesquisa tem como objetivo investigar o conhecimento da palavra cantada, dançada e tocada dentro da cultura iorubá no Brasil, através do Método BPI (Bailarino-Pesquisador-Intérprete), desenvolvido pela professora doutora Graziela Rodrigues.

Ana Clara

Ana Clara por Iris Apoema

“A maior contribuição do Método BPI tem sido na parte artística. Pra mim, a parte mais importante juntamente com a escrita: as coisas caminham juntas. Não tem como o corpo estar parado e a escrita estar andando. Parto desse duplo: corpo e mente. E isso envolve as pesquisas de campo, os depoimentos, convivência com as mães e pais de santo. É como se meu corpo tivesse absorvido tudo isso e agora reverbere artisticamente, seja na escrita ou no canto”, defende Ana Clara.

A partir da concepção imagética e editoração de Íris Apoema, o livro conta com ilustrações do designer gráfico sergipano Breno Loeser, prefácio do professor doutor e babalorixá Sidnei Nogueira e posfácio da professora doutora Paula Caruso, que, neste projeto, também atua na direção artística e na orientação da escrita do e-book.

As investigações que culminaram na publicação do livro também contaram com uma importante etapa: as pesquisas de campo em terreiros de três cidades do interior de São Paulo, com entrevistas realizadas com Mãe Miriam de Oxum, em Campinas, Babá Sidnei de Xangô, em Suzano, e Mãe Eleonora de Iansã, em Hortolândia. Uma das premissas do Método BPI, o retorno ao campo também foi realizado para apontar as impressões dos entrevistados, ação que, inclusive, motivou uma revisão do conteúdo final realizada pelo Pai Sidnei de Xangô.

Os processos artísticos e acadêmicos demandados para O Tom da Encruzilhada também inspiraram a criação de um ensaio-documentário que será exibido por ocasião do lançamento do e-book no canal do YouTube da Orin, produtora criada por Ana Clara Ferraz. O vídeo apresentará fotos e excertos dos depoimentos dos pesquisados, paisagens/cenários e parte do que emergiu do corpo da intérprete-pesquisadora após as suas vivências de campo. Garantindo inclusão e acessibilidade, o ensaio-documentário contará ainda com intérprete de libras e legendas.

Tanto o livro quanto o filme poderão ser acessados gratuitamente. Após o lançamento de O Tom da Encruzilhada, outra ação importante será a distribuição de marcadores de página contendo um QR Code com acesso imediato aos conteúdos. Os marcadores serão distribuídos em eventos que serão realizados nas cidades de Campinas, Hortolândia e Suzano em espaços culturais parceiros.

“Nem todo mundo vai poder ler minha tese, e este não é um assunto tão fácil, mas com certeza o e-book é muito mais digerível do que uma dissertação de mestrado. A ideia é que o livro comunique de maneira mais fácil e mais rápida possível para o maior número de pessoas. Minha expectativa agora é sobre o que virá depois. Como Exu é essa figura múltipla, que não se esgota, acho que esse é só o começo de uma sequência. Penso nos desdobramentos que podem vir a partir do livro – Exu para as crianças, Exu nas escolas ou até mesmo um musical”, conclui Ana Clara.

O projeto Corpo e Voz: o tom da encruzilhada foi realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria da Cultura e Economia Criativa – Programa de Ação Cultural – ProAC Editais 21/2021.O projeto é uma realização da Orin e do Grupo de Pesquisa BPI e Dança do Brasil – Núcleo BPI, e conta também com o apoio institucional do Departamento de Artes Corporais do Instituto de Artes da UNICAMP.

SERVIÇO

LIVE: Entrevista com a autora e convidados e lançamento do ensaio-documentário

  • Segunda-feira, 19.12.2022, às 19h
  • Canal do YouTube da Orin
  • Sessão gratuita online
  • Os participantes entrarão online do Ilê axé Xangô (Suzano) e da Escola Augusto Boal (Hortolândia)

Após a live o livro e o ensaio-documentário poderão ser acessados:

  • Site do Núcleo BPI: bailarinino-pesquisador-interprete.com/publicacoes
  • Download gratuito
  • Distribuição: www.orin.art.br
  • ISBN: 978-65-00-57565-1

Leitura poética com a autora

  • Sábado, 21.1.2023, às 18h
  • Local: Goma Arte e Cultura
  • Avenida Santa Isabel, 518 – Campinas – SP

Janeiro de 2023 – Atividades em torno do livro estão previstas para janeiro de 2023
Mais informações – como data, horário e endereço dos eventos – no perfil do Instragram da @orininstituto e do @nucleobpi

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via