Início » Os Crias do Funk: Buchecha reúne principais nomes dos anos 90 para reviver era de ouro do gênero musical

Os Crias do Funk: Buchecha reúne principais nomes dos anos 90 para reviver era de ouro do gênero musical

Mc Bob Rum, Mano Kacau, Mano Teko entre outros grandes MCs, integram o grupo que irá relembrar os principais hits da história e lançar novidades à moda antiga

por Redação
Os Crias do Funk

Não há quem consiga ficar parado ao som das primeiras batidas de um funk “das antigas”. As letras melódicas e cheias de representatividade marcaram a história do gênero musical nos anos 90 e abriram caminho para o que se tornou um dos ritmos mais fortes do país, levando a música da periferia para o mundo. E para reviver essa era de ouro, o pioneiro Buchecha reuniu Os Crias do Funk, um time de estrelas com Mc Bob Rum, Mano Kacau, Mano Teko, William do Borel, Mc André do Alto, Mc Danda, Mc Amaro, Mc Mascote, Mc Sinistro, e Dj Daddo.

Memória afetiva para uns, referência para outros, as canções que marcaram a época podem ser consideradas clássicos da música popular brasileira. Sobre a reunião, Buchecha comenta:

“É uma verdadeira resenha do funk para relembrar grandes sucessos, produzir novos hits, além de contar muita história. São os construtores desse movimento tão vasto e bonito que até hoje embala os finais de semana de quem ama dançar e se divertir”.

De pais para filhos

Como toda boa cena cultural, o funk brasileiro se tornou praticamente uma herança passada de pai para filho e marcando presença até mesmo no vocabulário de quem cresceu ouvindo a romântica “Só Love” ou a emblemática “Rap do Silva”, por exemplo. “Demorou, tá tranquilo, tchutchuca, gatinha, filé, algumas das falas que caíram no gosto popular e são oriundas do funk”, afirma o funkeiro que iniciou o projeto.

A reunião de Os Crias do Funk tem como objetivo trazer as pistas, as casas, aos fones de ouvido, novamente essa tradição. “Contar a história do período em que o funk explodiu nas noites cariocas e se espalhou pelo Brasil, emplacando danças irreverentes, passinhos elaborados, refrões chicletes e diversas frases que se tornaram dialetos de uma geração, cânticos de torcida nos estádios de futebol e rotina diária das massas”.

O Funk é o poder

Lançado no fim de 2022, o grupo já tem seu primeiro single “O Funk É O Poder”, em homenagem aos jogadores Neymar e Vinícius Júnior, que sempre dançam funk após fazerem gols pela seleção brasileira ou pelos seus clubes. O ritmo? Exatamente aquele estilo que embalava os melhores bailes funks dos anos 2000. O hit está disponível em todas as principais plataformas.

O segundo HIT vem aí!

Após sucesso do primeiro single, o hit “Batata de Marechal” será lançado no dia 03 de fevereiro. “É uma mistura de funk dos anos 90 com uma pegada atual que propõe uma reflexão entre o querer e o poder, o fazer ou não fazer alguma coisa que se gosta”, conta Buchecha. Com uma pitada de sátira social, a letra faz alusão ao famoso petisco do subúrbio carioca, que se tornou patrimônio cultural do Rio de Janeiro.

Sessão nostalgia

Fato é que o funk carioca impactou até mesmo a moda da época e segue até hoje. As calças de cintura baixa, as cores vibrantes, os tênis e bonés de marcas já vêm reaparecendo com cada vez mais frequência e para Buchecha, a moda também se deve a saudade que essa geração tem dessa fase. “Só quem é cria sente vontade de voltar no tempo e viver tudo isso de novo. E é por isso que nós estamos aqui! Somos crias do funk, trouxemos música, histórias e muita coisa boa na bagagem!”.

Os Crias do Funk nas redes

https://www.instagram.com/criasdofunk_/

https://www.youtube.com/@criasdofunk_

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Share via