Prefeitura do Rio e Universidade de Columbia anunciam pesquisadores brasileiros participantes de programa de intercâmbio sobre mudanças climáticas

Campus da Universidade de Columbia, em Nova York
Campus da Universidade de Columbia, em Nova York

A Prefeitura do Rio e a Universidade de Columbia, sediada em Nova York, por meio do Columbia Global Centers Rio e do Climate Hub Rio – seu centro de estudos dedicado ao clima localizado no Rio de Janeiro-, anunciam os três pesquisadores brasileiros selecionados para participar do “Programa de Intercâmbio para Lideranças Climáticas do Rio de Janeiro”. O projeto, que reforça o compromisso da cidade com a sustentabilidade e o combate às mudanças climáticas, selecionou Daniel Mancebo, Cinthia Avellar e Nabil Moura Kadri para desenvolverem suas pesquisas em clima e meio ambiente no campus da Universidade de Columbia, de 13 a 29 de abril.

A iniciativa levará os profissionais do Rio para um período de estudos na Universidade de Columbia, em Nova York. Os líderes climáticos participarão de sessões intensivas com acadêmicos, pesquisadores e professores de inúmeros departamentos da Universidade.

“A parceria da Prefeitura do Rio com a Universidade de Columbia é muito importante para o município desenvolver pesquisas voltadas para a resiliência climática. O intercâmbio de especialistas em sustentabilidade e clima – escolhidos em um rigoroso processo de seleção – com professores e pesquisadores de Columbia, em Nova York, garantirá à cidade do Rio um conhecimento que servirá de legado para as futuras gerações cariocas”, afirma o secretário municipal da Casa Civil, Eduardo Cavaliere.

A intenção do programa é apoiar projetos que enfrentam os desafios impostos pelas mudanças climáticas. Para isso, a iniciativa visa reforçar o conhecimento e as conexões entre agentes envolvidos no trabalho relacionado com o clima, além de expandir as colaborações de indivíduos e instituições na cidade do Rio de Janeiro com a comunidade de pesquisadores em clima de Columbia.

“Este programa é uma oportunidade única que vai fortalecer muito a já produtiva parceria entre a Cidade do Rio e a Universidade de Columbia. Juntos, estamos trabalhando para atenuar a maior crise na história do nosso planeta — e essa colaboração é fundamental para avançarmos no combate aos desafios climáticos”, afirma Thomas Trebat, diretor do Columbia Global Centers Rio.

Participantes ocupam postos de liderança climática no BNDES, INEA (Instituto Estadual do Ambiente) e Prefeitura do Rio

Um dos selecionados, Daniel Mancebo, Coordenador Geral do Escritório de Planejamento da Prefeitura do Rio, é geógrafo e mestre em gestão territorial. Foi responsável pela coordenação técnica de planos estratégicos voltados para a sustentabilidade e resiliência da cidade do Rio de Janeiro. Seu projeto de pesquisa focará na implementação de soluções de infraestrutura verde e azul nos “corredores de sustentabilidade” da cidade, visando combater emergências climáticas e melhorar a qualidade de vida nas áreas vulneráveis.

Já Cinthia Avellar, Gerente de Hidrometeorologia no INEA (Instituto Estadual do Ambiente), mestre em meteorologia, dedicará seu projeto ao aprimoramento dos sistemas de monitoramento de enchentes fluviais, com foco especial no Rio Acari. Após a recente inundação que afetou milhares, seu trabalho busca desenvolver um sistema de alerta mais preciso, baseado em pesquisa de campo e modelagem hidrológica, para mitigar os impactos das enchentes nas comunidades vulneráveis.

Terceiro selecionado pelo programa, Nabil Moura Kadri, Superintendente de Meio Ambiente e Gestão do Fundo Amazônia do BNDES, com um Mestrado em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas, se concentra em explorar a modelagem de instrumentos financeiros que facilitem o acesso a recursos para avançar na agenda climática. Com vasta experiência em finanças climáticas, Nabil propõe soluções inovadoras que possam ser replicadas e implementadas para empoderar governos subnacionais no desenvolvimento de políticas ambientais eficazes.

Uma nova turma de especialistas em clima e sustentabilidade do Rio está sendo selecionada para um período de estudos, no segundo semestre, em Nova York. O Programa não apenas destaca o compromisso da Prefeitura do Rio e da Universidade de Columbia com a pesquisa climática de ponta, mas também enfatiza a importância de colaborações internacionais na luta contra as mudanças climáticas. A experiência promete não apenas enriquecer o conhecimento e a expertise dos pesquisadores selecionados, mas também contribuir significativamente para as iniciativas de sustentabilidade e resiliência climática no Rio de Janeiro.

O movimento marca, portanto, mais um passo na parceria entre a Prefeitura do Rio e a Universidade de Columbia, que completa 10 anos desde a inauguração do Columbia Global Centers Rio. Além disso, se soma ao longo histórico de protagonismo da pauta climática na cidade, que foi sede da Eco 92, do Rio+20 e, em 2024, sedia dezenas de eventos vinculados ao G20 – grupo das maiores economias do mundo –, inclusive a reunião de cúpula, em novembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui