Rio de Janeiro conquista seis premiações no maior concurso de queijos das Américas

Produtores do estado levaram dois troféus de Prata e quatro de Bronze na ExpoQueijo Brasil 2024

O produtor Eduardo Lo Buono, de Valença, interior do Rio de Janeiro, tem muitos motivos para comemorar. Ele foi um dos premiados no Concurso Internacional da ExpoQueijo Brasil neste fim de semana e levou para sua propriedade um troféu de Prata e um de Bronze. “A gente luta o ano inteiro, usa da criatividade para tentar chegar no padrão de um queijo de qualidade e a gente bota isso em risco, em avaliação de técnicos de excelente categoria. É muito gratificante, principalmente neste concurso de muita credibilidade, a gente ser avaliado e receber um troféu. Isso nos motiva a dar sequência no nosso trabalho”, diz.

Prêmios como os de Eduardo ajudaram o estado do Rio de Janeiro a chegar à marca de seis troféus no maior concurso de queijos das Américas. Produtores do estado conquistaram dois troféus de Prata e quatro de Bronze neste ano. “O Rio de Janeiro historicamente marca presença no nosso concurso e sempre temos queijos premiados do estado, em função da qualidade dos produtos e da seriedade dos produtores. Parabéns a todos e nossa torcida para que no ano que vem tenhamos um queijo do Rio como Super Ouro, premiação que neste ano foi para a Argentina”, ressalta Maricell Hussein, organizadora do evento.

Mais representatividade

Neste ano a ExpoQueijo Brasil – Araxá International Cheese Awards – limitou o número de queijos inscritos. Foram aceitos 1.100 queijos. Apesar da redução, que garante condições ideais de armazenamento e julgamento dos queijos; o número de países participantes aumentou. “Tivemos quase 15 países participantes e queijos de praticamente todos os estados do Brasil. Foi muito interessante perceber que 14 estados brasileiros receberam algum tipo de premiação e sete conquistaram Ouro. Isso demonstra o quanto o queijo brasileiro cresceu em qualidade e é competitivo e muito saboroso”, destaca Maricell.

O Brasil nunca conquistou o prêmio principal do concurso, o Super Ouro, mas segue como o país mais premiado nas demais categorias. Neste ano foram 100 troféus: 32 de Ouro, 32 de Prata e 36 de Bronze.

O concurso internacional tem a curadoria da EPAMIG – Instituto de Laticínios Cândido Tostes (EPAMIG ILCT), vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa). Ele segue regras internacionais e tem um sistema inédito que unifica as atividades, desde a inscrição das amostras, cadastro de jurados, avaliação dos queijos de acordo com os atributos sensoriais cadastrados, verificação das notas e dos medalhistas à emissão dos certificados.

Super Ouro

A Argentina levou pelo segundo ano consecutivo o principal prêmio da ExpoQueijo Brasil – Araxá International Cheese Awards, o maior evento do segmento nas Américas. O grande vencedor foi o Queijo 4 Esquinas, da Quesería Ventimiglia. O produto concorreu na categoria Queijo de leite de vaca pasteurizado, com tempo de maturação de mais de 365 dias e casca tratada. O produtor Mauricio Couly conta que a inspiração do produto vem da Suíça e que ele leva o nome da sua terra natal na Argentina.

“É um queijo que tem 26 quilos, feito com 250 litros de leite. Ele tem uma maturação especial, assim como na França e na Suíça. Tenho que lavar com salmoura, com bactérias especiais e isso dá um sabor, um cheiro especial à peça. A Patagônia também tem um terroir especial, então as características ficam de um queijo único”, explica Couly.

ExpoQueijo Brasil

Principal evento do segmento nas Américas, a ExpoQueijo Brasil 2024 – Araxá International Cheese Awards tem reconhecimento e participação dos principais países produtores, atraindo a atenção da comunidade internacional, de especialistas e da imprensa. O encontro conta com uma grande estrutura montada no pátio principal e nos luxuosos salões do Grande Hotel e Termas de Araxá, patrimônio cultural e histórico de Minas Gerais.

Neste ano, a ExpoQueijo foi realizada entre os dias 27 e 30 de junho com impacto positivo em diversas áreas, como o turismo, varejo, agropecuária, logística, indústria alimentícia e de suprimentos e relações internacionais.

O evento é realizado pela Bonare Eventos, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura; Ministério da Cultura, Governo Federal e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura; Secretaria de Estado de Cultura e Turismo, Governo de Minas Gerais. Contou com o patrocínio da CBMM, Copasa, Cemig, McCain, Sebrae, Sistema Ocemg e Sicoob Crediara. Teve parceria com associações de produtores de queijos e apoio de todas as instituições de fomento do agronegócio, com destaque para o Ministério da Agricultura e Pecuária, por meio da Superintendência Federal de Agricultura MG; Governo de Minas, por meio da Seapa – Emater-MG, Epamig, IMA; Entreposto de Laticínios São Pedro, CCPR, Senar, Faemg e Prefeitura de Araxá. A Epamig – Instituto de Laticínios Cândido Tostes (EPAMIG ILCT), vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa) – Governo de Minas Gerais – foi a entidade mantenedora da ExpoQueijo Brasil 2024.