Show da Madonna vai movimentar R$ 293,4 milhões na economia e dar aos cariocas um retorno 30 vezes maior do que o valor investido pela prefeitura em patrocínio

O show da Madonna, na Praia de Copacabana, no dia 4 de maio, irá movimentar a economia carioca em R$ 293,4 milhões, valor 30 vezes maior do que os R$ 10 milhões investidos pela Prefeitura do Rio em patrocínio. Os reflexos do evento na cidade estão no estudo “Potenciais Impactos Econômicos do Show da Madonna no Rio – 2024”, que leva em consideração os gastos do público com alimentação, transporte, hospedagem e passagem aérea. O levantamento feito pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Econômico (SMDUE) em parceria com a Secretaria de Turismo (SMTUR) mostrou ainda que somente com a arrecadação extra do Imposto Sobre Serviço (ISS) do mês de maio o montante aplicado já será recuperado.  

Segundo a organização do evento, o público estimado é de pelo menos 1 milhão de pessoas, entre cariocas e moradores da região metropolitana, turistas nacionais e estrangeiros. Para o fim de semana do show, vai haver muitos voos extras, vindo de várias cidades do Brasil, além do aumento de passageiros na rodoviária, bem como uma forte ocupação hoteleira. Em alguns bairros, como Copacabana, local do show, a ocupação deve ficar perto dos 100%.

–  O Rio continua na agenda internacional de grandes eventos, o que impacta diretamente a economia da cidade. Em 2023, o resultado foi significativo, com muitos cariocas e turistas aproveitando o calendário intenso de eventos culturais e de negócios. Em 2024 não está sendo diferente, por isso esperamos grande movimentação na economia e a continuidade do impacto positivo do setor – disse o secretário de Desenvolvimento Urbano e Econômico do Rio (SMDUE), Chicão Bulhões.  

A pesquisa da Prefeitura estimou um aumento da arrecadação de impostos sobre serviços (ISS) de 20%, em comparação com maio de 2023, de atividades relacionadas ao show, como turismo, eventos, transporte municipal, setor aeroportuário e rodoviário, além de serviços de artistas, que são bastante impactadas positivamente por grandes eventos. Com isso, espera-se que em maio de 2024 a arrecadação de ISS desses setores seja de R$ 60,9 milhões, com um aumento de R$ 10,2 milhões em comparação ao mesmo mês do ano anterior. Ou seja, com base nesses dados, o investimento público para o show da Madonna pode ser retornado para a Prefeitura, na mesma magnitude, com aumento da arrecadação de impostos.  

Com base em dados da organização do evento, compilados pela SMTUR, a exposição na mídia internacional do show da Madonna no Rio, após o anúncio oficial, alcançou em termos publicitários US$ 43,9 milhões – o equivalente a R$ 217,6 milhões (mais de 20 vezes o investimento da Prefeitura). Isso quer dizer que a Prefeitura do Rio, caso fizesse uma campanha de publicidade na imprensa internacional, teria que gastar mais de R$ 200 milhões, conquistados, espontaneamente, com a oficialização do show.

– O show gratuito da Madonna em Copacabana tem um impacto gigantesco para nossa cidade. Com certeza este será um dos maiores eventos de visibilidade internacional do Rio, movimentando nossa economia, atraindo turistas do Brasil, América Latina e do mundo todo. E é com enorme alegria que receberemos de braços abertos todos os turistas, para juntos com os cariocas, dançarmos na areia da praia mais famosa do mundo” comenta Daniela Maia, secretária de turismo da cidade do Rio de Janeiro – destacou a Secretária de Turismo, Daniela Maia.

O evento marca o encerramento da turnê da cantora pop norte-americana. Além dos efeitos econômicos diretos que espetáculos como esse exercem sobre a economia local, também existem os indiretos, com impactos culturais e de imagem para a cidade do Rio de Janeiro. A expectativa é que esse show memorável transforme uma das praias mais conhecidas internacionalmente na maior pista de dança do mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui