InícioDestaque"ST Tragédias", de Marcelo Misailidis, volta ao Rio de Janeiro propondo encontro...

Postagens relacionadas

“ST Tragédias”, de Marcelo Misailidis, volta ao Rio de Janeiro propondo encontro de Shakespeare e Tchaikovsky

Com codireção de Ana Botafogo, a obra aborda temas atemporais como paixão, inveja, racismo e feminicídio, todos imbuídos na magnífica música de Tchaikovsky e nas palavras profundas de Shakespeare

No próximo dia 24 de maio, o Teatro Casagrande será palco da reestreia de “ST Tragédias”, dirigida por Marcelo Misailidis e codirigida por Ana Botafogo. Essa produção une duas das maiores mentes criativas da história, o escritor inglês Shakespeare e o compositor russo Tchaikovsky, daí o nome “ST”, em uma fusão de arte e emoção que promete cativar o público. 

“Quando falamos de Shakespeare, estamos nos referindo a alguém que melhor capturou a essência da alma humana. Assistir a suas peças nos concede acesso a certos padrões que são essenciais revisitar, a fim de evitar cometer os mesmos erros que são parte integrante dessas questões comportamentais. Temas atuais, como o feminicídio, já estão abordados nas obras de Shakespeare. É por isso que essas peças são tão significativas e contemporâneas. Revisitar essas obras é impactante”, explica Marcelo Misailidis.

Conhecido por sua vasta experiência nas artes cênicas e musicais, Marcelo Misailidis traz à vida as lendárias obras “Romeu e Julieta” e “Othello, o mouro de Veneza”, de Shakespeare, através da linguagem da dança, sob poemas sinfônicos de Tchaikovsky. O projeto combina balé, dança, música, teatro, criação visual, com coreografias que exploram a essência dramática das peças, pensadas por Marcelo durante a pandemia, com o intuito de celebrar os 30 anos de parceria entre ele e Ana Botafogo, uma das figuras mais proeminentes da dança brasileira. Juntos, eles conduzem o público por uma jornada de emoções. 

“ST Tragédias traz a emoção à flor da pele. Juntamos Shakespeare e Tchaikovsky: o que queremos é emocionar o público. A coreografia de Misailidis se junta à genialidade desses dois grandes ícones da cultura universal”, conta Ana Botafogo. 

A peça, que estreou em junho de 2022 no Teatro da Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, e fez parte da noite de gala do Festival de Dança de Joinville, além de uma única apresentação no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, está de volta. Desta vez, com o patrocínio Master da Petrobras e patrocínio do Grupo Sendas, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura/Lei Roaunet , para uma breve temporada no Teatro Casagrande, no Rio de janeiro, de 24 de maio a 2 de junho. Ingressos disponíveis em: www.eventim.com.br/artist/st-tragedias

Últimas postagens

Compartilhe
Send this to a friend