Trilogia Grande Sertão: Veredas – Riobaldo

Data:

Após uma jornada de sucesso por várias cidades brasileiras, a tão aclamada “Trilogia Grande Sertão: Veredas” primeira parte, “Riobaldo”, chega às unidades dos Teatros Firjan SESI para cinco únicas apresentações:

17/05 – Teatro Firjan SESI Caxias, às 20h
18/05 – Teatro Firjan SESI Jacarepaguá, às 20h
23/05 – Teatro Firjan SESI Macaé, às 20h
24/05 – Teatro Firjan SESI Campos, às 20h
25/05 – Teatro Firjan SESI Itaperuna, às 19h

A peça “Riobaldo”, baseada na obra-prima “Grande Sertão: Veredas” de João Guimarães Rosa, tem sido um marco na cena teatral nacional desde sua estreia em 2020. Indicada ao Prêmio Shell Rio 2023 nas categorias de Melhor Dramaturgia e Melhor Ator, este recorte fiel captura a essência da obra original, mergulhando nas profundezas da alma humana e na riqueza da linguagem sertaneja.

Publicado em 1956, “Grande Sertão: Veredas” revolucionou a literatura brasileira ao oferecer uma visão singular do sertão e explorar aspectos metafísicos do homem de forma universal. João Guimarães Rosa, com sua maestria linguística, transporta os espectadores para um universo onde o real e o imaginário se entrelaçam.

Após um início interrompido pela pandemia em 2020, a Trilogia retomou suas temporadas presenciais em 2021, mantendo uma forte conexão com o público por meio de apresentações virtuais. Desde então, tem encantado plateias por todo o país, sempre recebendo uma ótima receptividade do público.

Trecho da crítica de Furio Lonza

“…Riobaldo é teatro na veia, um Guimarães pocket, algo de novo na dramaturgia nacional; sem adereços, sem cenografia e sem figurinos, mas com uma luz abrasiva pilotada pelo experiente Aurélio de Simoni. Em cena, Gilson de Barros administra o tempo e o espaço como se fosse um demiurgo regendo o sol do sertão, uma espécie de deus onisciente que acompanha com ternura passo a passo as andanças de suas criaturas lá embaixo, nas veredas de um mundo lancinante e despreparado para conceber uma lógica formal do cotidiano…”

Guimarães Rosa pelo olhar de Amir Haddad e Gilson de Barros

Amir Haddad – @amirhaddadreal

Li as duas primeiras páginas do ‘Grande Sertão’ várias vezes até perceber que aquela ‘língua’ tinha tudo a ver comigo. O resto da narrativa devorei em segundos, segundo minhas sensações. Aprendi a ler, aprendi a língua, lendo este romance portentoso no original. Entendi! Não era uma tradução, era um livro brasileiro, escrito na ‘língua’ brasileira.

Até hoje me orgulho de ser conterrâneo e contemporâneo de Guimarães Rosa. E tenho certeza de que qualquer leitor estrangeiro que ler o livro traduzido jamais lerá o que eu li. Assim como jamais saberei o que lê um inglês quando lê Shakespeare. Os realmente grandes são intraduzíveis.

Gilson de Barros – @gilsondebarrosator

Há alguns anos venho estudando a obra de Guimarães Rosa, com ênfase no livro Grande Sertão: Veredas. Interpretar Riobaldo tem sido meu trabalho e minha dedicação. A cada releitura do livro, cada temporada da peça, a cada curso que participo, vou aumentando a compreensão da obra.

O objetivo é traduzir a prosa Roseana para a linguagem do teatro. Pretensioso, eu sei. Mas, não imagino outra forma de enfrentar essa obra-prima, repleta de brasilidade. Por fim, registro a honra de estar no palco com o suporte de João Guimarães Rosa, Amir Haddad, Aurélio de Simoni e todos os colegas envolvidos nessa montagem. Evoé!

Sinopse:

Personagem central do romance Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa, o ex-jagunço Riobaldo relembra seus três grandes amores: Diadorim, Nhorinhá e Otacília. O incompreendido amor por Diadorim, o amigo que lhe apresentou a vida de jagunço e lhe abriu as portas do conhecimento da natureza e do humano, levando-o ao pacto fáustico; o amor carnal e sem julgamentos pela prostituta Nhorinhá; e o amor purificador por Otacília, a esposa, que o resgatou do pacto fáustico e o converteu em ‘homem de bem’.

Ficha Técnica

  • A partir do livro Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa
  • Recorte e atuação: Gilson de Barros
  • Direção: Amir Haddad
  • Cenário e figurinos: Karlla de Luca
  • Iluminação: Aurélio de Simoni
  • Programação visual: Guilherme Rocha, Mikey Vieira e Pedro Azamor
  • Assessoria de Imprensa e Produção Executiva : Júlio Luz – 21 981279366
  • Técnico: Mikey Vieira e Pedro Azamor
  • Fotos e vídeos:Renato Mangolin

Riobaldo – Serviço

 17/05 – Teatro Firjan Sesi Caxias, às 20h

Rua Artur Neiva, 100 – 25 de Agosto – Duque de Caxias – RJ

Link de venda

https://bileto.sympla.com.br/event/93087?share_id=1-copiarlink

 

18/05 – Teatro Firjan Sesi Jacarepaguá, às 20h

Avenida Geremário Dantas, 940 – Freguesia/Jacarepaguá – Rio de Janeiro – RJ

Link de venda

https://bileto.sympla.com.br/event/92885?share_id=1-copiarlink

 

23/05 – Teatro Firjan Sesi Macaé, às 20h

Alameda Etelvino Gomes, , 155, Macaé – Rio de Janeiro

Link de venda

https://bileto.sympla.com.br/event/93284?share_id=1-copiarlink

 

24/05 – Teatro Firjan Sesi Campos, às 20h

Avenida Dep. Bartolomeu Lysandro, 862 – Guarus – Campos – RJ

Link de venda

https://bileto.sympla.com.br/event/93098?share_id=1-copiarlink

 

25/05 – Teatro Firjan Sesi Itaperuna, às 19h

Avenida Dep. José de Cerqueira Garcia,833, Itaperuna – Rio de Janeiro

Link de venda

https://bileto.sympla.com.br/event/93489?share_id=1-copiarlink

Últimas notícias

Leia também

Talvez você goste
Relacionada

Entre o cinema e o teatro, Ricardo Alves Jr.

Ricardo Alves Jr. Diretor e produtor de cinema e...

“O que vão dizer de nós” no mês do Orgulho LGBTQIAPN+ no Teatro Rival Petrobras

As relações de casais LGBTQIAPN+ entre quatro paredes, vistas...

Beatriz Linhales no teatro, na tv e no cinema

Beatriz Linhales, 19 anos, é uma jovem atriz que...

Feira do Lavradio recebe o espetáculo “Manifesto Amazônia: Os Encantados vivem!”

Teatro, dança, música popular e erudita, pernas de pau,...
Compartilhe
Send this to a friend